Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

17 Hacks de E-commerce que Duplicarão Suas Conversões

ecommerce conversion hacks

Quero te contar um segredo. Seu site de e-commerce é apenas um em um mar de 47 bilhões de sites atualmente disponíveis na Internet.

Bilhões. Com “b.”

Isso inclui aproximadamente 1,3 milhões de sites de e-commerce. E isso somente nos Estados Unidos.

Sites como o seu, que estão tentando levar produtos e conteúdos às pessoas certas e convencê-las a fazer opt-in, engajar ou comprar.

Entre esses sites de e-commerce, pouco mais de 650.000 geram menos de $1 millhão a partir de vendas online

Eu sei, “menos de $1 milhão” é um número vasto demais.

Mas considerando que as taxas de conversão médias ficam entre 2 e 3%, eu acredito nisso.

Assim, se você quiser concorrer, precisa se destacar.

Essas 17 hacks de e-commerce vão te ajudar a dobrar suas taxas de conversão. Coloque essas técnicas para e-commerce em prática e em breve você vai celebrar suas conquistas com o departamento de vendas.

1. A necessidade por velocidade

Dois segundos.

Se o seu site leva mais do que dois segundos para carregar, 53% dos consumidores perdem o interesse.

Até um atraso de um segundo pode resultar em uma redução de 7% nas conversões. Para um site de e-commerce gerando $5.000 por dia, um atraso de um segundo pode potencialmente custar $125.000 em receita perdida.

speed

É verdade. Poucas coisas hoje em dia são mais frustrantes do que esperar um site carregar, em plena era da gratificação instantânea.

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer para garantir que não vai perder dinheiro por causa do desempenho do seu site.

1. Teste sua velocidade. Use o Google PageSpeed ou mesmo algo como o Pingdom para verificar a velocidade base do seu site.

insights

Se você não souber como está, não vai saber como melhorar.

pageload

2. Verifique seu plano de hospedagem. Se seu provedor oferece níveis de hospedagem diferentes, verifique se você está utilizando uma opção de alta performance.

hosting

O dinheiro extra que isso pode te custar vai valer a pena se seu tempo de carregamento diminuir e as conversões aumentarem, certo?

3. Otimize as imagens. Existem tantas ferramentas por aí – tanto pagas quanto gratuitas – que podem ser utilizadas para otimizar suas imagens para web e mobile.

O Kraken tem planos a partir de $5/mês. O TinyPNG é gratuito.

Se você não gosta de ferramentas online, pode baixar o RIOT como opção gratuita para desktop.

Não há desculpa. Você precisa garantir que suas imagens não acabem com o desempenho do seu site.

2. Faça do SEO e do CRO seus aliados

A otimização de palavras-chave faz muito mais do que direcionar tráfego para sua página.

Quando você usa o SEO e o CRO juntos, pode aumentar tanto o tráfego quanto as conversões.

Isso é ideal para um site de e-commerce. E você não precisa sacrificar um para ter o outro.

O SEO (otimização para mecanismos de pesquisa) otimiza conteúdos para motores de busca para levar seu site a posições mais altas nos rankings.

O CRO (otimização de taxa de conversão) otimiza conteúdos para usuários e consumidores com o objetivo de levá-los a cumprir o call-to-action.

Mas combinar os dois nem sempre é fácil.

Tenho certeza de que você já viu conteúdos que ficaram quase ilegíveis devido a tentativas de SEO. O único objetivo de sites como esses é direcionar tráfego, ignorando a experiência do usuário.

Para otimizar tanto para SEO quanto para CRO, você só precisa alterar três coisas que afetam o algoritmo de rankeamento do Google – palavras-chave e SEO on-page, qualidade dos conteúdos, e dados de usuário e utilização.

image1014

Existem várias ferramentas de pesquisa de palavras-chave disponíveis para te ajudar a melhorar seu SEO e levar visitantes ao seu site. Aqui estão algumas delas:

E agora que você tem mais visitantes em seu site, precisa usar essas ferramentas de CRO para garantir que seu copy on-page seja concebido para a conversão:

Dedique algum tempo à criação do melhor copy possível. A recompensa será mais conversões.

3. Faça um site responsivo

Ter um design responsivo significa que seu site vai “responder” automaticamente para se adaptar ao dispositivo que um visitante está utilizando.

Feito da forma correta, isso vai melhorar a experiência do usuário, minimizando a necessidade de alterar o tamanho, rolar ou deslocar a página.

As páginas precisam carregar rapidamente, e os visitantes precisam ser capazes de fazerem o que quiserem em seu site em dispositivos móveis.

Adotar uma estratégia de design de site “mobile-first” para seu site de e-commerce é essencial, e uma das melhores hacks de e-commerce na atualidade.

E como o Google está adotando o indexamento mobile-first, seu site vai ter que adotar uma estratégia de design mobile-first ou ficará perdido nos rankings.

De fato, estima-se que o e-commerce mobile será responsável por  50% do mercado até 2020. Você simplesmente não pode ignorar os usuários móveis.

249863

Ainda assim, as taxas de conversão mobile continuam a ser muito mais baixas do que as taxas de conversão em desktop.

Por que? Porque os sites não estão otimizados para e-commerce em dispositivos móveis.

Veja só a diferença:

optimizednot optimized

Comece segmentando usuários de smartphones ao invés de usuários de tablets. Smartphones são os dispositivos favoritos para compras em dispositivos móveis, e representam quase 70% de todas as transações mobile.

Se você chegar a um ponto em que tiver que escolher entre a otimização para smartphones e a otimização para tablets, segmente os usuários de smartphones.

Se ainda houver usuários de tablets que não foram incluídos em sua otimização para smartphones, você pode chegar a eles mais tarde.

238785

Não perca um consumidor para outro site porque eles abraçaram o e-commerce mobile, ao contrário de você.

4. Melhore seu copy

A Internet é um ambiente visual.

Mas ainda assim, você precisa criar copy incrível.

O copy enfrenta três dos maiores desafios para um site de e-commerce: informar visitantes, direcionar a ação e cultivar relacionamentos.

O FreckleTime aumentou suas conversões em 2,4 com o uso de copy melhor.

copynewold

crimprove

Claro, você precisa fazer as pessoas lerem seu texto, o que aparentemente é um desafio em si.

Segundo um estudo de rastreamento visual feito pelo Neilsen Norman Group, é provável que a grande maioria dos seus visitantes varram o seu site, ao invés de realmente lê-lo.

O padrão de varredura típico tem a forma de um F.

useit

Seu copy deve ser envolvente e formatado de uma forma que atraia os leitores que varrem o texto.

Coloque informações pertinentes no topo do artigo e use subtítulos, que permitem que os usuários identifiquem facilmente as seções que são importantes para eles.

subhead

Outra forma fácil de melhorar seu copy é escrever tendo em mente o consumidor alvo.

E se você ainda não criou personas de consumidor, precisa parar tudo e fazer isso agora mesmo.

personas

Você deve também atualizar as palavras que utiliza, para fazer melhorias rápidas ao seu copy.

Use palavras que evocam uma resposta forte e convidam os visitantes a agir. Palavras como “incrível” ou “alucinante” são muito mais fortes do que “legal”, por exemplo.

5. Seja visual

Sim, eu sei que acabei de te dizer para melhorar seu copy. Mas eu também disse que a Internet é um ambiente visual.

Uma das melhores técnicas para e-commerce é incluir várias imagens de boa qualidade dos seus produtos. Essas imagens vão dar perspectiva aos visitantes. Assim, inclua fotos do seu produto sozinho e em uso.

Se realmente quiser causar impacto sobre seus potenciais consumidores, inclua vídeos.

A Kelty é excelente em usar vídeos em seu marketing de produtos, e os vídeos servem também como guias de produtos, fornecendo informações úteis sobre como montar barracas, móveis de acampamento e outros items para atividades ao ar livre.

tenttablecampbed

Um pequeno vídeo de produto dá aos consumidores a oportunidade de vê-lo em movimento.

E isso também te dá a oportunidade de usar a voz para transmitir entusiasmo e paixão genuínos pelo produto, sem ter que utilizar pontuação para indicar isso.

6. Navegação fácil

Não tente reinventar a roda na hora de conceber a navegação do seu site de e-commerce.

Você quer que seus visitantes tenham uma experiência suave e tranquila em seu site, e que eles consigam encontrar o que estão procurando.

Sua caixa de pesquisa deve aparecer em destaque.

Em média, 30% dos visitantes de sites de e-commerce vão utilizar a função de busca do site. E o mais importante: visitantes que encontram o que estão procurando se transformam em consumidores.

sitesearch

A navegação do site normalmente está localizada no topo ou do lado esquerdo, no caso de sites para desktop.

reinav

mammoth

Em sites mobile, é comum ver um menu “hambúrguer” (o ícone com três linhas) no canto superior esquerdo.

hamburger

Mas vamos falar um pouco sobre categorias.

Não deve existir um lugar único para um produto que pode ser classificado em várias subcategorias.

Se um visitante procurar um Fitbit em “tecnologia wearable,” mas você o listou somente em “trackers fitness”, o visitante pode assumir que você não tem esse produto.

E aí ele pode ir embora e nunca mais voltar.

Seu criador ou plugin de sites de e-commerce deve oferecer algumas formas relativamente fáceis de fazer isso.

O WooCommerce fornece informações sobre a gestão de taxonomias de produto em sua documentação de produto.

Diferentes construtores e plugins de sites de e-commerce incluem dados analíticos diferentes. Assim, verifique a documentação da ferramenta específica que você está utilizando.

E sempre, sempre verifique os dados de busca interna do seu site.

Eles podem fornecer informações valiosas sobre o que seus visitantes estão procurando e como eles estão navegando seu site. Claro, você precisa também fazer melhorias ao site segundo esses dados.

7. Forneça prova social

Se as pessoas estão comprando seus produtos, conte isso para todo mundo. As pessoas querem comprar produtos que outros estão utilizando e apreciando.

As pessoas leem e confiam em avaliações online e testemunhos. 92% delas leem avaliações online e testemunhos ao considerar uma compra.

testimonials

E 88% delas confiam tanto em avaliações online quanto em recomendações pessoais.

reviews

Você pode também aproveitar o “medo de ficar de fora” do potencial cliente, ao incluí-lo.

stats

Todas essas opções vão dar credibilidade ao seu site e aos seus produtos.

Botões de compartilhamento social com um contador são outra forma de prova social. Eles encorajam as curtidas e compartilhamentos.

Mas tenha cuidado. Se as pessoas não estão curtindo e compartilhando, não inclua uma contagem mostrando isso.

Mostrar poucas curtidas e compartilhamentos pode ter um impacto negativo (isso é considerado prova social negativa).

O propósito da prova social é mostrar que seus produtos estão sendo comprados, usados e apreciados. Números de curtidas/compartilhamentos baixos podem espantar os consumidores.

8. Simplifique o processo de checkout

Para começar, ofereça uma opção de checkout como visitante.

Eu sei que é ótimo ter consumidores cadastrados no seu site, mas com cada vez mais pessoas usando smartphones para fazer compras, às vezes se cadastrar simplesmente não é possível.

Às vezes eles só querem comprar logo aquelas leggings.

Mais de um terço das pessoas que abandonaram carrinhos em 2016 fizeram isso porque não queriam criar uma conta ou tiveram outros problemas com um processo de checkout complicado.

checkoutabandon

Fazer os consumidores se registrarem para comprar em seu site deve ser evitado.

Sites como o Threadless e o Macy’s adotaram o checkout de convidados para simplificar o processo de checkout.

threadless

Ambos oferecem a opção de criar uma conta para checkouts mais rápidos, mas não requerem isso.

macys

Se a ideia de parar de exigir o cadastramento te deixa nervoso, você pode fazer alguns testes para ver como o checkout de convidado afeta seus resultados.

Pesquisas feitas nos últimos anos mostram de forma consistente que o checkout de convidado pode ser a diferença entre uma compra e um carrinho abandonado.

9. Acompanhe carrinhos abandonados

E por falar em carrinhos abandonados, preste atenção aos seus carrinhos abandonados para descobrir porque essas vendas não foram finalizadas.

Verifique se o design do seu site não está contribuindo para o abandono de carrinhos. Coisas simples como links externos em uma página de vendas podem ser as culpadas.

Carrinhos abandonados são uma oportunidade enorme para aumentar a conversão.

Cerca de 35% dos produtos abandonados podem potencialmente ser recuperados através de uma combinação de melhorias no processo de checkout, otimização do site ou melhor copy de produto.

Caso seu novo processo de checkout simplificado não seja suficiente para que a venda seja finalizada, lembre-se de acompanhar os carrinhos abandonados por email algumas horas depois do abandono.

O Road ID faz isso muito bem. Às vezes eles até oferecem um desconto para atrair o consumidor de volta, para completar a compra.

roadid

10. Destaque sua política de devolução ou garantia

Suas políticas de devolução e garantia devem aparecer em destaque. Muitas lojas de e-commerce não as oferecem (mas você deve fazer isso).

zappos

Mais de 50% dos consumidores leem a política de devolução antes de comprar. Assim, verifique se a sua é clara, concisa e sincera.

zapposreturns

Uma das maiores desvantagens de comprar online é perder a habilidade de tocar ou experimentar o item que você está comprando.

Seus consumidores querem saber que você vai cuidar deles caso o produto não for como eles esperam.

Quando você é direto sobre suas políticas de devolução e garantia, os consumidores ficam mais confortáveis e confiantes. E isso aumenta a probabilidade de eles comprarem.

11. Ofereça frete gratuito

As pessoas querem frete gratuito, e cerca de metade dos sites de e-commerce atendem a esse desejo.

Se simplesmente não for possível oferecer frete gratuito sempre, considere que valor de compra você teria que alcançar para oferecer frete gratuito e divulgue isso.

O 2BigFeet começou a oferecer frete gratuito em pedidos acima de $100 e  aumentou suas conversões em 50% de um dia para o outro.

2bigfeet

E o 2BigFeet não é um caso isolado.

O TrailCamPro aumentou suas vendas em 20% apenas adicionando frete gratuito para pedidos acima de $99 e devoluções gratuitas nos primeiros 90 dias.

trailcampro

E se você definitivamente tiver que cobrar o frete? Mencione isso desde o início. Não deixe para adicionar o frete no checkout – essa é uma forma garantida de perder vendas.

12. Use a escassez e o valor

A escassez e o valor são motivações poderosas.

E ambos podem ser utilizados para criar um senso de urgência em um potencial consumidor, a fim de fechar uma venda.

Através de testes AB, o The Musician’s Guide tentou descobrir se havia uma diferença na taxa de conversão para dois pacotes idênticos: um que incluía o número de pacotes comprados com um contador para o final da oferta, e um sem isso.

abtest

A taxa de conversão da opção B foi quase 3 vezes mais alta do que a da opção A.

Aqui estão algumas opções para criar urgência em um site de e-commerce:

  • Ofertas por tempo limitado

vslimitedtime

  • Escassez de estoque ou tamanho (“apenas 3 em estoque.”)

modcloth 1

  • Frete por tempo limitado (“frete gratuito se você comprar antes da meia-noite.”)

joann

Mas use essas táticas em moderação, ou você corre o risco de parecer manipulador.

13. Destaque a segurança

A segurança online têm sido o tema de muitas notícias ultimamente. Somente em 2017, as empresas Equifax, Verizon e Kmart revelaram violações de dados. No caso do Kmart, foi encontrado um malware nos sistemas de pagamento das lojas.

O custo médio de um episódio de violação de dados é de $172 por cadastro. Isso é o quanto pode te custar perder o controle dos seus dados, para cada cartão comprometido.

Quantos consumidores já confiaram seus dados a você? Mantenha-os seguros.

Hacks e violações de dados não inspiram confiança a compradores online que têm que inserir dados de cartão de crédito.

Contrate um provedor de segurança para sites de boa reputação e exiba a logo deles em destaque em seu site.

Certificados SSL fornecem segurança imediata e tranquilizam os consumidores, porque os dados de criptografia garamtem que os dados deles estarão seguros o tempo todo

Mais da metade dos consumidores só usam sites com segurança SSL ao fazer compras online.

Além disso, migrar de HTTP para HTTPS vai dar um pouco de impulso à sua posição nos rankings do Google.

14. Aceite várias opções de pagamento

Algumas pessoas simplesmente não querem inserir dados de cartão de crédito online.

Você nunca vai conseguir satisfazer todo mundo, mas é importante oferecer mais do que a opção de pagamento com cartão de crédito.

O PayPal é uma alternativa popular, com 44% dos consumidores declarando que usam o sistema para pagamentos como forma de prevenir fraude.

Considere adicionar opções de pagamento como o PayPal ou o Amazon Payments. Ou, se seus consumidores foram do nicho tech ou geek, talvez até uma opção de criptomoeda.

O overstock.com oferece as opções de pagamento padrão, cartão de crédito e PayPal, mas vai mais longe ao oferecer a opção de pagar com moedas digitais, como bitcoin, dash, nem, litecoin e monero.

overstock

Qualquer que seja a sua escolha, seu site deve ser flexível o suficiente para acomodar uma vasta gama de compradores.

Caso contrário, você corre o risco de alienar os 50% de consumidores que vão para outro site caso o método de pagamento desejado não esteja disponível.

15. Promova sua seção de promoções

Quem não gosta de promoções? Algumas pessoas compram coisas que não querem ou de que não precisam simplesmente porque elas estão na promoção.

modcloth

sephorazara

Atraia essas pessoas e garanta que os apaixonados por promoções consigam encontrar o que procuram imediatamente.

Isso é particularmente importante ao se considerar que 45% dos compradores compram produtos com descontos.

16. Melhore a busca e as recomendações do seu site

Um estudo sobre e-commerce da Baymard descobriu que a pesquisa no site é a forma mais popular de encontrar produtos.

No entanto, 70% das pesquisas não retornaram produtos relevantes ao usuário.

Ter uma função de pesquisa robusta é crucial para a conversão.

Você pode fazer alterações no design para atrair mais atenção para sua função de pesquisa:

  1. Use uma caixa de pesquisa que se move quando o visitante rola a página

nike

2. Use texto de call-to-action: “pesquise” ou “encontre” ao invés de um ícone que usuários talvez não reconheçam

redbubble

3. Use a função autocompletar para oferecer sugestões

coach

Filtros também podem ser adicionados para complementar a função de pesquisa do seu site. Eles podem ajudar a resolver a “paralisia de indecisão” que vem do excesso de opções.

Enquanto sua caixa de pesquisa é excelente para consumidores que sabem exatamente o que estão procurando, os filtros são perfeitos para consumidores que têm uma ideia geral mas precisam de mais orientações.

Além das funções de pesquisa e filtros, sites de e-commerce podem usar recomendações para aumentar suas vendas, ou, se as recomendações forem muito boas, para aumentar a confiança do consumidor.

A Crate & Barrel utiliza recomendações no checkout.

Eles aparecem mais embaixo na página de checkout, para não atrapalhar, como um amigo que diz “Vi isso e pensei em você!”

cb

Pesquisas e recomendações podem oferecer uma oportunidade de mostrar aos seus consumidores items similares de que eles podem gostar, e assim melhorar suas vendas. Mas você precisa ser estratégico.

Sua página de resultados nunca pode ter nenhum resultado.

Se o termo pesquisado não for encontrado, sua função de pesquisa precisa poder mostrar aos consumidores itens similares ao que eles procuraram. Ou dar a eles a opção de entrar em contato:

“Não encontrou o que procura? Nós podemos ajudar! Ligue para nós, ou envie um email.”

Nunca deixe que um consumidor vá embora sem nada.

17. Deixe seu CTA claro e visível

Seu site de e-commerce vai ter vários calls-to-action (CTA).

Esses são os elementos do seu site que direcionam a atenção do visitante e dizem a ele para onde ir e o que fazer. Você pode usar texto, mas botões coloridos definitivamente vão te atender melhor.

Posição

Sempre que possível, você deve colocar seus CTAs acima da dobra.

Assim:

cta button

Essa é a parte do seu site que os visitantes veem primeiro. Assim, é importante que eles saibam imediatamente o que fazer, e como interagir com o seu site.

Quando se trata de CTAs para suas páginas de produto, você deve incluir apenas duas ou três opções de CTAs. Um visitante deve ter as opções “Saiba mais” ou “Adicione ao carrinho”.

The Cool Club indica aos compradores uma ação clara, com um botão de CTA.

product page

Depois que o consumidor adiciona um produto a seu carrinho, seu objetivo primário é levá-lo ao checkout sem confundi-lo ou atrapalhar o progresso dele.

Você deve guiar seus compradores ao longo do funil de vendas para que o seu CTA “Checkout” seja priorizado sobre um CTA “Continue comprando”.

O Revolve é um bom exemplo de como fazer isso corretamente.

cta 2

Sim, eu sei que você quer vendas maiores. Mas levar o consumidor a converter tem uma probabilidade maior de levar a novas compras.

Conseguir a conversão transforma o visitante em um comprar. Um passo necessário antes de transformar o comprador em um defensor da marca.

Design

Seus botões de CTA devem chamar a atenção sem serem irritantes. Até a cor de um botão de CTA pode ter um impacto sobre a eficácia dele.

A Andreas Carter Sports mudou seu botão “Add to Basket” de verde para azul e reduziu as taxas de abandono de carrinho em 50%.

andreas

Mas como saber o que vai funcionar bem com os seus visitantes?

Para começar, você pode configurar códigos UTM para monitorar onde os usuários estão clicando. Ou você pode usar o Google Analytics para rastrear conversões ao testar uma cor de botão específica.

CTA Assine

Um CTA “Assine” é uma forma excelente de coletar emails de consumidores que ainda não estão prontos para comprar.

Sua homepage é um ótimo local para esse CTA específico. Você pode também incluí-lo no rodapé da página, para que ele apareça em todas as páginas.

O Chubbies faz exatamente isso.

footer

Depois de obter o email de um consumidor, você já não terá que pagar para atraí-lo de volta ao seu site. Você vai poder criar campanhas otimizadas de email marketing de nutrição baseando-se em sua lista de contatos.

E isso, por sua vez, vai deixar o marketing do seu site de e-commerce mais eficaz.

Conclusão

Existem tantas técnicas para e-commerce que talvez você não saiba por onde começar para melhorar suas taxas de conversão.

Tudo bem.

Se você colocar em prática pelo algumas dessas hacks de e-commerce, vai ver um retorno sobre investimento positivo.

Comece com alguma coisa simples, como aumentar a velocidade do seu site, antes de procurar melhorar seu copy e aspectos visuais.

No fim das contas, fazer uma alteração toda semana ou todo mês vai fazer diferença nas taxas de conversão do seu e-commerce.

E essa é uma forma mais simples de abordar as áreas que precisam de melhorias, ao invés de tentar fazer várias grandes mudanças ao mesmo tempo.

Você também terá a oportunidade de analisar os dados do seu site para ver que impacto suas alterações tiveram.

Seu negócio e-commerce vai ter sucesso ou fracassar dependendo da eficácia do seu site.

Os dados do seu site vão te informar como está o desempenho dele e se ele está cumprindo as expectativas de potenciais consumidores.

Você tem o poder de elevar o seu site acima dos outros 1,3 milhões de sites de e-commerce que estão brigando pela atenção do usuário. Use-o.

Quais hacks de e-commerce você utiliza para melhorar as taxas de conversão de sua loja online?

Compartilhe