Descubra o Que a Sua Startup Precisa Parar de Fazer Imediatamente

stop

Fundar e gerenciar uma startup não é fácil.

Comecei mais de 5 empresas na última década e fui sócio em outras. É um processo incrivelmente difícil.

Eu não preciso falar das estatísticas até agora. Você provavelmente já as ouviu em todo lugar.

9 em cada 10 startups não passam da marca dos 5 anos.

Sobreviver a longo prazo depende de muitos fatores, como a sua capacidade de conseguir recursos e atrair os melhores talentos.

Sua experiência faz parte também.

Empreendedores experientes são 3 vezes mais propensos a obter sucesso com uma nova startup do que um fundador inexperiente.

pasted image 0 1384

E faz sentido. Quanto mais prática você tiver em uma tarefa, melhor você tende a realizá-la.

Eu diria que há um pouco de sorte misturado também.

Mas você pode ajudar a melhorar suas chances de ser um dos sobreviventes do longo prazo, mesmo que esteja trabalhando na sua primeira startup.

Abaixo estão alguns dos maiores e mais comuns erros cometidos em startups. Não cometa os mesmos!

Pare de contratar as pessoas erradas

Quando a sua startup é nova, é essencial que você contrate pessoas que vão te ajudar a crescer.

Você não pode gastar tempo pagando pessoas que não são eficazes.

Isso não significa que sejam pessoas ruins ou funcionários ruins. A contratação incorreta ainda pode ser de uma pessoa talentosa e comprometida.

Então isso significa que eles não são o certo para sua startup naquele momento.

Quando você deseja crescer além de você e seus co-fundadores, precisa contratar pessoas que também tenham paixão pelo crescimento.

Contratar a pessoa errada pode reduzir sua produtividade e custar mais de $50,000.

pasted image 0 1367

Então, como você sabe que está contratando a pessoa certa?

Tudo começa com a entrevista.

Especialistas dizem que você não deve contratar pessoas que só demonstram habilidades técnicas fortes. Você deve procurar por solucionadores de problemas.

Claro, eles também precisam ter habilidades técnicas sólidas.

No entanto, é mais importante que eles possam pensar rapidamente para resolver problemas difíceis. Isto é o que ajudará a sua startup a crescer nos estágios iniciais.

Thomas Edison testou de maneira criativa as habilidades de resolução de problemas de candidatos antes de contratá-los.

Ele pediu para que eles tomassem um prato de sopa.

Ele esperava para ver se eles adicionariam sal ou pimenta à sopa antes de prová-la. Se adicionassem, estavam fora.

Adicionar sal ou pimenta antes de provar dizia a Edison que o candidato fez suposições. Eles assumiram que a sopa não seria de seu gosto.

Edison queria pensadores com mente aberta. Pessoas que não tiveram medo de experimentar a sopa primeiro para verificar um problema antes de correr com uma solução que talvez não fosse necessária.

Os primeiros dias de execução da sua startup são semelhantes à pesquisa de Edison: você precisa de solucionadores de problemas.

Pergunte questões sobre comportamento para avaliar quão bom cada candidato é na resolução de problemas.

As questões comportamentais se concentram em eventos passados. Um exemplo poderia ser: “Conte-me sobre uma vez que você enfrentou um desafio no trabalho e como você superou isso”.

Se eles não conseguirem pensar em um exemplo, seja como Edison e descarte-os.

Pare de ter processo para tudo

Você não tem que ter procedimentos documentados para tudo.

Processos são importantes, mas como tudo, eles devem ser usados com moderação.

pasted image 0 1392

A imagem acima mostra alguns exemplos de tempos comuns perdidos em um escritório, como interrupções, espera de aprovações e busca de dados.

Isso é muito tempo desperdiçado.

Não é que os processos sejam ruins. É que eles podem sufocar a criatividade.

Startups precisam de funcionários que não têm medo de pensar fora da caixa.

A solução criativa de problemas pode salvar sua startup do desastre financeiro.

Não sobrecarregue seus funcionários com processos complicados que os distraem de fazer o trabalho que precisam fazer.

E então, quantos processos você deve ter?

Você precisa de processos. Não estamos na Idade Média.

O truque é continuar evoluindo esses processos.

Um processo pode ser qualquer coisa. É como seus clientes são cobrados. É como sua equipe lida com uma nova solicitação de recurso ou um relatório de erro.

Você também precisa de pessoas inteligentes e soluções criativas.

Sobretudo, você precisa de liberdade para que essas pessoas inteligentes criem soluções criativas.

Incentive seus funcionários a compartilharem suas sugestões para tornar os processos atuais mais eficientes e úteis.

Em vez de acabar completamente com os processos, concentre-se em aprimorá-los continuamente.

A melhoria contínua é assim: sempre melhorar suas operações para ser mais rápido e mais produtivo.

Isso também é chamado de método de Kaizen.

A Toyota utiliza esse processo para melhorar sua fabricação.

Em uma fábrica nos Estados Unidos, cada funcionário contribui, em média, com 8 novas ideias para melhorar processos.

pasted image 0 1378

E ainda mais surpreendentemente, mais de 99% das idéias dos funcionários foram implementadas pela administração.

pasted image 0 1388

Imagine se você pudesse fazer muitas melhorias em apenas um ano!

Concentre-se em solucionar problemas primeiro, depois, descubra uma maneira de incluir essa solução em seus próximos processos.

Pare de achar que você conhece seu cliente

Vou lhe fazer uma pergunta.

Quando foi a última vez que você realizou um grupo focal?

Ou mesmo enviou uma pesquisa para seus clientes?

Ou falou com um deles?

Se você não tem certeza da última vez que alguma dessas coisas aconteceu, você tem um grande problema.

Você precisa ouvir seus clientes.

A melhor maneira é pedir diretamente por feedback.

Você poderia configurar um grupo focal para sua nova idéia de produto ou um grupo de teste para o seu software.

As pessoas que testarem seus produtos poderiam receber seu produto gratuitamente, em troca de usá-lo. Eles então forneceriam sugestões e comentários ou encontrariam erros.

Se você está apenas começando, precisará fazer muita pesquisa para determinar se sua ideia tem um lugar no mercado.

Uma ferramenta online que eu gosto muito é a Answer the Public.

Você pode digitar uma palavra-chave e ver todas as perguntas que pessoas reais procuraram sobre aquele tópico.

Por exemplo, eu digitei “marketing de conteúdo” e encontrei os resultados abaixo.

pasted image 0 1373

As perguntas são ordenadas por quem, o que, quando, onde e por quê. Eles também incluem perguntas que começam com “o que são”.

Esta é uma maneira fácil de descobrir os problemas que as pessoas estão tendo ou as coisas sobre as quais elas querem saber mais.

Para testar, vá para a Answer the Public.

Tenha certeza de que está configurado para o seu país e digite sua palavra-chave. Clique no botão Ver Perguntas.

pasted image 0 1375

Você verá a lista de perguntas em um diagrama visual, ordenado por quem, o que, onde etc.

pasted image 0 1369

Se você preferir ver as perguntas em uma lista como a primeira tela que eu compartilhei, clique em Dados na parte superior da página de resultados.

pasted image 0 1394

Você precisará fazer mais pesquisas do que simplesmente algumas pesquisas online.

Você deveria falar com as pessoas reais que deseja atrair e descobrir o que elas gostam ou não gostam em seus produtos.

Não assuma saber quais recursos seus clientes ideais querem.

Tire um tempo para pesquisar e rotineiramente verificar com seus clientes.

Não tente agradar a todos

Um erro tão grande como achar que você sabe o que seus clientes querem é tentar ser tudo para todos.

Seu público-alvo não são “todos”.

Deve ser um pequeno segmento de pessoas que tenha um problema específico que o seu produto resolva.

Para a Crazy Egg, essas pessoas são proprietários de sites que querem ver o que está acontecendo em seu site e desejam otimizá-lo continuamente para gerar conversões.

A Crazy Egg não é para pessoas que só querem saber quantas pessoas visitaram seu site ou de onde vieram. O Google Analytics mostra isso de graça.

Uma vez que você sabe para quem é o seu produto, o marketing para eles se torna fácil.

Você não precisa saber quais problemas elas estão tendo. Você precisa saber tudo sobre seu público-alvo.

pasted image 0 1396

Onde eles vivem? Onde eles vivem online? O que é mais importante para eles em um produto: economia de tempo, preço, características específicas?

Você precisa responder essas perguntas antes de iniciar o marketing.

Uma estratégia para se certificar de que seu produto é bom para seu público-alvo é construir algo chamado “produto mínimo viável”. Em seguida, teste-o com um pequeno grupo de clientes.

Mínimo não significa ruim. Ninguém quer usar um produto ruim.

Você precisa construir alguma coisa que ainda entregue valor, mas que não tenha qualquer característica extra ou algum tipo de “frescura”.

pasted image 0 1400

Deve ter um design limpo e simples, mesmo que não seja a interface do design final que você deseja.

Pense nisso como um protótipo de sua idéia.

Deve ser funcional e oferecer algo novo para o cliente. Deixe-os testá-lo, e então use seus comentários para refinar seu produto em futuras versões.

Esse feedback também pode fornecer depoimentos valiosos que você pode e deve usar em seus materiais de marketing.

Um bom exemplo de produto mínimo viável é como as câmeras GoPro foram inventadas.

Nick Woodman, que iniciou o GoPro em 2004, notou que os surfistas compravam câmeras baratas e descartáveis para tirar foto na água.

Naquela época, vídeos esportivos eram filmados de longe (de um barco) ou da terra. Você não conseguia ver a ação de perto.

Nick notou que os surfistas levavam essas câmeras com eles para capturar a ação de perto. Como as câmeras descartáveis eram baratas, os surfistas não se importavam se tivessem sido estragadas pelas ondas.

Ele decidiu fazer uma câmera de 35mm montada no pulso que fosse totalmente impermeável.

Sua capacidade para mãos-livres seria perfeita para os atletas que queriam capturar a ação sem ter que segurar uma câmera.

Ele vendeu o primeiro modelo em um canal de TV em 2005. Era basicamente apenas uma câmera amarrada ao pulso.

pasted image 0 1398

As vendas daquele produto provaram que existia uma demanda para isso.

Nick criou mais tarde os modelos GoPro que conhecemos agora: robustos, digitais e capazes de gravar vídeos em alta definição. Ele também criou acessórios como suportes de capacete.

A avaliação da GoPro atingiu o pico em 2012 em $2,25 bilhões.

Embora 2016 tenha sido um ano difícil para a empresa, suas câmeras ainda são usadas por amantes de esportes e profissionais de todo o mundo.

Pare de ter reuniões desnecessárias

Reuniões são uma grande causa de perda de produtividade.

Um estudo de 2015 feito pela Clarizen disse que 46% dos funcionários prefeririam fazer outra coisa ao invés de sentar em uma reunião.

Elas não são ruins apenas porque as pessoas não querem estar lá.

A maioria dos empregados gasta mais tempo preparando-se para uma reunião do que realmente participando dela!

pasted image 0 1390

Isso não significa que você deve se livrar de todas as reuniões.

Uma maneira popular de manter todos informados e gerenciar projetos é realizar reuniões stand-up diárias.

Elas também são conhecidas como micro reuniões. Elas provêm da filosofia de gerenciamento de projetos da Agile e são comumente vistas em empresas de software.

Os levantamentos diários são feitos, como você poderia esperar, em pé. Isso ajuda a manter as reuniões curtas.

Uma reunião stand-up deve ter somente entre 10 e 15 minutos. Torna-se um meio para todos os funcionários declararem brevemente no que estão trabalhando e dizerem se precisam de ajuda de outros companheiros de equipe.

pasted image 0 1379

As stand-ups ajudam todos a se concentrarem nos objetivos globais da empresa.

Eles também ajudam todos a sentir que estão conectados à equipe, especialmente se seus trabalhos são feitos principalmente sozinhos.

Não gaste dinheiro com coisas que você não precisa.

Isto se aplica a qualquer um – não somente startups!

Você não precisa de um escritório grande, sofisticado, no centro da cidade, com uma mesa de pebolim. Você realmente não precisa.

Não entre no discurso e compare-se com outras startups que possuem escritórios luxuosos e regalias, como almoços gratuitos para a equipe.

Essas coisas são ótimas para oferecer quando você tem recursos financeiros, mas oferecê-las muito cedo pode significar o fim da sua startup.

Lembre-se: 46% das startups que fracassaram fizeram isso porque ficaram sem dinheiro.

pasted image 0 1383

Não é apenas comida gratuita e espaço de escritório que podem desestruturar seu orçamento.

Contratar muitas pessoas é um erro que pode acabar com a sua conta bancária.

Você pode pensar que, se contratar mais pessoas do que você pode pagar, elas construirão seu produto mais rápido, o que permitirá que você atraia os clientes que pagam mais rápido.

Este é um grande risco.

Hiten e eu pensávamos que iríamos fazer muito mais dinheiro no início com a Crazy Egg do que realmente fizemos.

Nós nos livramos do nosso plano gratuito, na expectativa de que mais pessoas optariam pelos planos pagos.

Isso não funcionou como planejamos.

Nossos primeiros meses de receita foram apenas alguns milhares dólares. Definitivamente, não o suficiente para suportar uma equipe de funcionários!

Claro, a Crazy Egg passou a se tornar bem sucedida, mas meu ponto é que você não sabe qual será seu lucro no início.

Não contrate uma equipe grande pensando que resultará em um retorno de investimento igualmente grande.

Pare de fazer propostas se não estiver funcionando

Se você está tentando conseguir capital para a sua startup, tenha a certeza de que sua apresentação é eficiente.

Se você não despertar o interesse dos investidores, pare de usar o mesmo tom que você está usando. Mude o seu jeito de apresentar ou a maneira com a qual você está mostrando seu produto.

Também é importante garantir que você tenha uma apresentação sólida.

pasted image 0 1371

Peça a alguém que você conheça para ouvir seu discurso de apresentação. Certifique-se de que não tenham conhecimento prévio de sua empresa ou produto.

No final, eles devem ter uma ideia clara de o que seu produto faz e de como é diferente da sua concorrência.

Se isso não acontecer, volte para a mesa de criação e crie novamente.

Repita este processo até começar a funcionar!

Como o desenvolvimento de produtos, você também precisa ajustar sua mensagem e seu marketing.

Não existe uma resposta definida, mas especialistas dizem que a taxa de sucesso da sua apresentação deve ser perto de 15%.

Se você não está alcançando isso, continue ajustando até conseguir.

Algumas razões que fazem com que os discursos falhem são: demorar demais, não ser engajado o suficiente e se prender muito aos detalhes.

Você não deve levar mais de 20 minutos para apresentar sua startup. Considere isso uma regra!

Quanto ao engajamento, certifique-se de que você esteja contando uma história quando estiver na frente de uma sala cheia de investidores.

Pense nisso como um filme.

pasted image 0 1382

Comece com a sua introdução. É por isso que sua equipe criou o produto.

Então, fale sobre como você criou e a competência da equipe por trás dele.

Isso tudo leva à visão geral.

Poderia ser algo como “Ser a melhor ferramenta de análise de sites e de experiência do usuário no mercado. A Crazy Egg é fácil de usar e fornece insights para otimizar sua taxa de conversão”.

Mantenha seu discurso não muito aprofundado com relação à sua empresa. Os investidores não precisam saber os detalhes mais específicos, como quais serão os recursos exatos no próximo lançamento.

Você sempre pode compartilhar mais detalhes se fizerem perguntas ou em reuniões de acompanhamento.

Você deve dar detalhes suficientes para que os investidores conheçam os fatos principais sobre seu modelo de produto e negócio, mas não tanto que eles esqueçam qual é sua visão.

Esse é o objetivo do seu discurso: fisgá-los com sua visão.

 

Conclusão

Quando você está começando, é difícil saber onde deve focar mais. E existem muitos erros cometidos em startups.

Você quer chegar ao mercado rapidamente para que outras pessoas não o ganhem, mas se apressar para o mercado com muita rapidez também pode não ser bom.

O desperdício em sua empresa pode vir na forma de tempo, tarefas ou dinheiro.

Certifique-se de que sua empresa está acima desses três para maximizar as suas chances de sucesso.

pasted image 0 1399

É crucial estar focado na criação do seu produto mínimo viável. Ative os comentários dos usuários para testar e refinar o produto antes que seja lançado ao público.

Antes de criar seu produto, você precisa saber para quem ele é feito.

Quem é o seu cliente ideal?

Você também precisa proteger o seu tempo.

Não perca tempo em reuniões que não são importantes. É muito mais eficiente contratar uma boa equipe e deixar que eles sejam responsáveis pelas suas próprias áreas ao invés de realizar reuniões frequentes.

Construir a sua equipe é essencial para ampliar a sua startup.

Poupar seus recursos tem suas vantagens. Você dependerá menos de fundos de investidores e terá mais controle de todo o seu produto e sua empresa.

Não perca tempo em grandes escritórios ou com coisas caras até que sua receita possa bancar.

O investidor médio coloca 200-300% de investimento a mais do que uma startup realmente precisa!

Dê a você mesmo a melhor chance de sucesso contratando grandes talentos, lançando seu produto mínimo viável e ficando de olho em suas finanças.

Você já desenvolveu uma startup antes? Se você pudesse voltar no tempo, o que teria feito diferente no começo?

Compartilhe