Se Eu Tivesse Que Começar Tudo de Novo, Eu Iria…

neil idea

Eu comecei jovem. Com 15 anos e meio, eu abri meu primeiro negócio online.

Sabe o que era?

Um portal de anúncios de empregos. Eu o criei porque eu não conseguia encontrar um trabalho que me pagasse bem com tão pouca idade. Caramba, eu não estava conseguindo nem achar um trabalho que pagasse mal!

Como você provavelmente imagina, deu errado, e eu fui fazer outras coisas.

Desde criar uma agência de publicidade até algumas empresas de software… A lista é enorme.

Mas se eu tivesse que começar tudo de novo, o que você acha que eu faria?

Bom, antes de eu falar disso, vamos falar primeiro sobre o que eu aprendi um pouco tarde demais…

O que eu aprendi tarde demais na minha carreira

Eu sou muito bom em uma coisa, e só nessa coisa.

Gerar tráfego para sites.

Não importa qual o mercado desse site, eu consigo gerar tráfego para ele e torná-lo mais conhecido. E o melhor de tudo é que eu consigo fazer isso sem anúncios.

Mas o fato de eu conseguir fazer algo bem não significa que eu consiga criar um negócio bem sucedido. Eu ainda preciso de pessoas incríveis ao meu redor.

Por exemplo, quando eu comecei a trabalhar com o Mike Kamo, meu negócio começou a decolar.

mike kamo

Ele é o CEO da minha agência de publicidade, e normalmente o CEO do que eu quiser fazer. E, se ele não tiver tempo, ele encontra alguém que tenha.

Veja, o Mike não tem um diploma de faculdade e não é o estereótipo do CEO. Mas ele é muito bom em formar equipes e contratar as pessoas certas. E o melhor é que ele consegue fazer tudo isso sem gastar muito

Esse é o melhor talento dele!

E trabalhando com ele, eu percebi que não importa o quão inteligente você seja, você nunca vai construir uma grande empresa se não tiver uma equipe talentosa.

Claro, você pode chegar até os milhões sozinho, mas é difícil alcançar uma receita de nove ou oito dígitos no ano sem uma equipe incrível.

As pessoas te ajudam a escalar e crescer rápido. Com mais cabeças, imaginando que você esteja escolhendo boas pessoas, você vai resolver seus problemas mais rápido e ver a receita entrar.

Então o que eu faria se começasse de novo?

Bom, a lição acima é uma das mais difíceis que eu precisei aprender. E eu aprendi ela tarde demais na minha carreira.

É óbvio, mas quando você começa a empreender muito jovem, você comete erros (às vezes enormes) que você provavelmente não cometeria se tivesse começado sua jornada empreendedora um pouco mais tarde.

Então, o que eu teria feito?

Bom, eu teria passado os primeiros nove anos da minha jornada de empreendedor no mercado de trabalho.

Nos primeiros três anos, eu passaria o tempo em uma startup. E, de preferência, uma sem muito investimento externo, que não estivesse crescendo em um ritmo muito acelerado.

A razão pela qual eu não escolheria uma startup que estivesse crescendo rápido demais é que a parte mais difícil é fazer uma empresa funcionar e crescer. Trabalhar em uma empresa com uma tração incrível por causa do momento ou da sorte, ou alguma coisa fora do controle… Te ensina a ser criativo, determinado e como lutar para ganhar.

Você vai aprender muito com a vida de startup.

Depois dos meus três primeiros anos em uma startup, eu passaria os dois anos seguintes trabalhando em uma startup de médio porte que tenha conseguido um investimento de pelo menos US$ 10 milhões e esteja crescendo desenfreadamente.

Isso vai te ajudar a entender como funciona uma empresa que cresce rápido. E deixa eu te contar, não é nada atraente… É uma zona.

Tanta coisa dá errado e quebra porque você está crescendo rápido demais. Você vai acabar percebendo que coisas como a economia podem não estar indo super bem, ou que você pode estar trabalhando com pessoas medíocres porque você só precisa contratar para preencher vagas disponíveis.

Depois que esses dois anos chegarem ao fim, eu passaria dois anos em uma empresa de médio perto. Uma que gerasse uma receita anual de pelo menos cem milhões, mas menos de um bilhão.

As dificuldades enfrentadas por empresas de médio porte são diferentes de startups e grandes empresas. Mas transitando entre essas empresas por alguns anos, você vai aprender tudo, desde lidar com política até como fazer uma empresa que está devagar crescer e até pensar em uma perspectiva geral. Como empresas maiores procuram mercados enormes porque elas sabem que é mais fácil deter 5% de um mercado multibilionário do que 50% de um mercado multimilionário.

Por último, mas não menos importante, eu passaria meus últimos 2 anos em uma grande empresa. E quando eu digo grande, eu estou falando de uma empresa que valha mais de 10 bilhões de dólares, talvez até de capital aberto.

O grande objetivo de trabalhar para os outros é chegar até os mentores certos e aprender como o mundo real funciona.

O empreendedorismo não é tão glamouroso quanto a maioria das pessoas pensa. O sucesso não é tão facilmente alcançado e não é o que parece quando mostrado por tantos influenciadores “bem-sucedidos” nas redes sociais.

success

Trabalhando com outras pessoas, você vai aprender o que funciona, e, mais importante, o que não funciona.

Independente do quão inteligente você seja, você vai cometer erros. É só ver pessoas como Elon Musk e Mark Zuckerberg. Mesmo os bilionários cometem erros.

Mas depois de trabalhar para algumas empresas de tamanhos diferentes, você vai ter uma boa visão do que é necessário para ter sucesso.

Você vai ter uma compreensão muito melhor de erros comuns que pessoas cometem, como o que fazer para evitar contratar pessoas ruins, e, se você contratar, como dispensá-las rápido.

Basicamente, você vai ter aprendido o que fazer pelos próximos 9 anos direto, o que significa que, se você pular todas essas etapas, vai ser muito mais difícil para você ter sucesso devido à falta de experiência no mundo real. Claro, existe sempre a possibilidade de sucesso sem toda essa experiência, mas é muito mais difícil de se tornar realidade.

Conclusão

Empreender parece ótimo e é incrível. Eu não trocaria por nada no mundo. Mas antes de você ir lá e se tornar um empreendedor, aprenda em empresas de todos os tamanhos.

Não é um caminho fácil, e a última coisa que você deve fazer é errar com o dinheiro dos outros porque a sua reputação é tudo que você tem.

Ao dedicar 9 anos em empresas de outras pessoas, você aumenta suas chances de sucesso.

E quando você estiver pronto para trilhar seu caminho sozinho, você muito provavelmente vai ter tido a sorte de conhecer co-fundadores incríveis ao longo da sua jornada, porque fazer tudo sozinho demanda muito tempo e capital.

E você, o que faria se estivesse começando tudo de novo?

Compartilhe