Copywriting Para SEO: Como Escrever Conteúdo Para Pessoas e Otimizar Para o Google

image19

Se quiser construir um público para o seu blog, você vai ter que ser mais inteligente com seu conteúdo.

Um dos maiores desafios que blogueiros e especialistas em marketing de conteúdo enfrentam é escrever conteúdo otimizado para motores de busca, mas que também tem apelo para as pessoas.

Segundo o Copyblogger, o SEO é o tema mais mal compreendido online. Mas o conteúdo de SEO não é complicado depois que você entende que as pessoas vêm primeiro,  antes dos motores de busca.  Empresas de SEO ganham dinheiro porque entendem esses conceitos simples.

Ter sucesso em seu negócio online significa que você precisa ir além de simplesmente “escrever conteúdo”. Seu conteúdo precisa cumprir dois objetivos: primeiro, atrair o usuário final (consumidores, clientes, potenciais clientes, leitores etc) e segundo, resolver um problema específico.

Mas como criar conteúdo que cumpre esses objetivos? Como criar conteúdo que posiciona bem nos rankings do Google e também convence as pessoas? É para isso que serve o copywriting para SEO. Não se preocupe se você não puder pagar um redator de SEO caro. Você pode seguir essas regras simples.

E é isso que você vai aprender nesse artigo. Ele vai cobrir:

  • O que é SEO?
  • Entendendo o Copywriting
  • O que é Copywriting para SEO?
  • Elementos do Copywriting para SEO
  • Escrevendo Conteúdo Útil Para as Pessoas
  • Pesquisa de Palavras-Chave para Criação de Conteúdo
  • Copywriting – Fazendo as Pessoas Agirem

Vamos começar…

Uma forma eficiente de gerar tráfego para seu site a longo prazo é usando SEO. Se você quer aumentar o tráfego do seu site e atrair mais usuários qualificados e clientes, clique aqui e receba o Guia Completo de SEO.

Guia Completo de SEO

O que é SEO?

Todos nós sabemos o que acontece quando você insere um termo em um motor de busca e pressiona “enter”: você recebe uma lista de resultados de busca que são relevantes ao seu termo de pesquisa.

Essas páginas de resultado aparecem como resultado da otimização para motores de busca (SEO). Em resumo, o SEO é um método para otimizar (aumentar a eficácia do) seu conteúdo para os motores de busca, a fim de ajudá-lo a posicionar mais alto do que conteúdos de outros sites que segmentam os mesmos termos de busca.

A Alpha Bee Design mostra uma imagem clara do processo de SEO:

image06

Portanto, passo-a-passo, SEO é quando:

  1. Você pesquisa palavras-chave…
  2. Seleciona uma palavra-chave específica e…
  3. Usa aquela palavra-chave para escrever conteúdo…
  4. Que as pessoas então leem e compartilham no Twitter, no Facebook, em seus próprios blogs e em outras plataformas de mídia social;

Segundo o Redevolution, o Google exibe páginas em seus resultados de busca segundo a autoridade e a relevância da página, para aperfeiçoar a experiência do usuário. Como ele mede autoridade e relevância?

  • O Google determina a relevância da sua página ao analisar o conteúdo dela segundo vários fatores, incluindo onde e com que frequência você usa certas palavras naquele conteúdo.
  • O Google determina a autoridade pelo número de links levando à aquela página e o quão confiáveis eles são.

Na internet, links são como votos, com uma pequena diferença. O ganhador da eleição é determinado exclusivamente pelo número de votos, ao passo que a posição da sua página não depende tanto de quantos links ela recebe (quantidade) quanto da qualidade desses links. Você e sua equipe de marketing precisam entender isso.

A qualidade se tornou o fator de posicionamento nº 1 no Google, especialmente desde as atualizações Google Panda e Penguin.

Se quiser mais informações sobre SEO, veja o Guia de SEO Para Iniciantes e o Guia de SEO Avançado.

Entendendo o Copywriting

Copywriting é a arte e ciência de criar conteúdo que faz o leitor/usuário final comprar um produto, assinar uma lista, fazer um test drive ou agir de outra forma que te beneficie.

Copywriting é uma técnica de venda, diz Bruce Bendinger. A definição dele para copywriting vai te fazer sorrir:

image16

Quem leva o usuário a agir? O copywriter. O copywriter ou redator é um profissional habilidoso que escreve textos (copy) para anúncios, promoções e envolvimento do consumidor. No mundo do marketing, eles muitas vezes são chamados de “criativos”. Um copywriter adapta isso para conteúdo online.

O copywriter é alguém que entende as pessoas, sabe do que o público gosta e seleciona palavras que vão agradar a ele. O título, as palavras, as frases e os parágrafos usados no conteúdo têm que persuadir e fazer os leitores cumprirem uma ação específica. Um copywriter de SEO também entende como o Google se sente em relação a certas palavras e frases, especialmente frases de cauda longa.

Se você for blogueiro, redator freelancer ou empreendedor online, pode se tornar um copywriter popular se desenvolver sua creatividade e aperfeiçoar suas habilidades de redação.

Se você quiser criar um negócio de sucesso online e sobreviver no mundo de mudanças constantes do SEO, seu trabalho é criar conteúdo útil que seja interessante, persuasivo e bem otimizado para motores de busca – e você precisa fazer isso regularmente. Receber conteúdo atualizado sob demanda é parte da experiência do usuário.

image20

O que é Copywriting para SEO?

O copywriting para SEO tem evoluído desde que o Google começou a aplicar suas atualizações.

Se quiser criar conteúdo muito útil que posicione bem no Google e simultaneamente leve clientes ou consumidores pagantes ao seu negócio online, você precisa considerar os componentes do algoritmo de posicionamento do Google.

image01

O copywriting para SEO foca em criar conteúdo útil, atraente e valioso que segmenta palavras-chave específicas, para que outras pessoas o divulguem com satisfação nas plataformas de mídias sociais. Isso aumenta a autoridade e a relevância do seu conteúdo e melhora o posicionamento no Google para palavras-chave selecionadas. Assim, quando você recomendar veementemente alguma coisa, o Google vai considerar isso relevante e você vai ter melhores resultados com seu conteúdo de SEO.

O copywriting para SEO te ajuda a segmentar seus consumidores e resolver os problemas específicos deles com conteúdo de boa qualidade.  

image35

1º Passo: Elementos do Copywriting Para SEO

Certos elementos de conteúdo valioso, como o apelo visual e as linhas do tempo, são as marcas do bom copywriting.

Implementar melhores práticas de SEO de forma consistente em seu conteúdo vai naturalmente levar seu conteúdo aos 10 primeiros resultados do Google e aumentar seu tráfego.

image47

No entanto, há elementos que sempre vão te permitir posicionar bem no Google, além de aumentar sua taxa de conversão. Antes de implementar o copywriting com elementos de SEO, lembre-se que existem coisas que devem vir antes da otimização on-page.

Aqui estão os 6 elementos do copywriting para SEO que são importantes.

1) Velocidade do Site

Um estudo da Akamai revela as seguintes estatísticas:

  1. 40% das pessoas vão abandonar uma página se ela levar mais de 3 segundos para carregar completamente.
  2. 47% dos usuários finais esperam que uma página carregue em dois segundos ou menos

A velocidade do site é um fator de posicionamento desde 2010, e também é boa para os usuários. Se seu tempo de carregamento for maior que 2 segundos, que é o tempo de carregamento padrão, você deve tomar alguns passos para melhorá-lo.

Porque se seu conteúdo for útil e interessante, mas sua página demorar muito para carregar totalmente, seus visitantes irão embora, pois a capacidade de atenção deles é curta. Eles vão embora porque tiveram uma má experiência de usuário.

Como medir o tempo de carregamento do seu site? Siga esses passos básicos. Vou usar o site Psychology Today como exemplo:

1º passo: Use o teste de velocidade de site do Pingdom.

image32

2º passo: Analise a velocidade do seu site. Aí, clique na tab “History”

image08

Você pode ver que o Psychology Today é rápido. O tempo de carregamento é 1,97 segundos, superando o tempo padrão por 0,03 segundos.

3º passo: Verifique o histórico. Você precisa determinar os tempos de carregamento anteriores do seu site.

image23

Em nosso exemplo, o histórico mostra que o Psychology Today tinha um tempo de carregamento de 2,58 segundos em 10 de janeiro de 2015. Na época, a página tinha 1,6 MB. Mas hoje o tamanho da página caiu para 1,5 MB e o tempo de carregamento caiu para 1,97 segundos. É isso que as empresas de SEO fazem primeiro, e você também precisa fazer.

Vá em frente e teste o tempo de carregamento do seu site usando o Pingdom.

Se quiser aumentar a velocidade do seu site, leia esses guias passo-a-passo:

A velocidade do site leva a taxas de conversão melhores? Sim.

Segundo Kathryn Aragon, acelerar o tempo de carregamento do seu site pode melhorar suas conversões em 7%.

E esse estudo de caso revela como a Smashing Magazine viveu um aumento impressionante em sua taxa de conversão ao limpar de sua base de dados todos o lixo criado por plugins antigos, e aí fundir todas as bases de dados em uma só.

image42

2) Título 

Seu conteúdo pode ser valioso, mas se o título for medíocre, sua taxa de cliques vai ser baixa. Não desperdice copy de SEO valioso.

Em média, 5 vezes mais pessoas leem o título do que as que leem o corpo do texto. Quando você escreve seu título, já gastou 80 centavos de um dólar.—David Ogilvy

O Impression Marketing observa que muitos blogueiros e especialistas em SEO passam 55% do seu tempo no marketing de conteúdo: criando conteúdo, monitorando sinais sociais e reações do consumidor, rastreando dados analíticos etc. Mas quanto tempo você dedica a criar o título perfeito?

image24

No copywriting para SEO, seu título deve atrair a atenção das pessoas e aí fazê-las clicarem e lerem mais.

Na medida em que você aprende a escrever melhor, foque nas coisas que seus leads vão ver primeiro. Como o título.

Quando você posicionar entre os 10 primeiros resultados no Google, se seu título for clicável e atraente, não vai fazer diferença se você estiver na 1ª ou na 4ª posição: você vai atrair visitantes orgânicos ao seu site. Como regra geral, um copywriter de SEO cria o título antes de seguir para o corpo do artigo ou post de blog.

Nota: Títulos que transmitem uma mensagem ou ideia específica funcionam melhor com usuários de busca. Segundo o Conversion XL, títulos com números sempre vencem. Assim, se fizer sentido, inclua um número no seu título.

image04

Vários sites de conteúdo com muita autoridade usam números em seus títulos. 3 a cada 5 títulos usam números no Lifehack. Sites como o Inc, o BusinessWeek, o Mashable e o Upworthy todos entendem a psicologia por trás dos números.

image52Além disso, títulos com números geralmente são mais compartilhados no Facebook e no Twitter. Por exemplo: o segundo post mais popular no HubSpot é um título com um número, com mais de 10.000 tweets até agora.

image25

Gere ideias para artigos: Se der um branco e você não souber sobre o que escrever, pode usar a ferramenta Inbound Now para gerar ideias para posts de blog ou artigos antes de contratar um copywriter de SEO.

image41

Existem muitos recursos para se escrever títulos clicáveis e compartilháveis. Para demonstrar isso, vamos escrever alguns títulos atuais para três indústrias populares: pequenos negócios, fitness e relacionamentos.

Títulos clicáveis e otimizados para pequenos negócios:

  • 7  Tendências de Pequenos Negócios que Vão Afetar Suas Vendas
  • Como Criar Um Pequeno Negócio que Consumidores Vão Adorar
  • Financiando um Pequeno Negócio: Como Levantar 20.000 em 60 Dias

Títulos clicáveis e adaptados sobre fitness:

  • 10 Segredos Sobre Exercícios Para Mulheres Que Funcionam
  • A Melhor Forma de Perder 4 Kg Após a Gravidez
  • Kits para Personal Trainers: Seja um Personal Trainer

Títulos bem-otimizados e atraentes sobre relacionamentos:

  • 3 Formas Divertidas de Trazer Seu Ex de Volta
  • Como Renovar a Vida Amorosa com Seu Cônjuge
  • O Que É Preciso Para ter Um Casamento Incrível?

Analisar os resultados dos motores de busca: Digamos que você faça uma pesquisa no Google com o termo “poupar”. Você vai ver que a maioria dos resultados vão ser adaptados para SEO (e segmentar uma palavra-chave), mas alguns dos títulos em si não são atraentes para o usuário. Adicionar uma cauda longa ao título pode ajudar aqueles que pesquisam coisas específicas.

image27

Tanto copywriters de SEO novos quanto os mais experientes recomendam muito baixar o Yoast SEO como plugin do WordPress, para ajudar a otimizar o texto de SEO. Depois de ter aprendido copywriting para SEO, você pode escrever conteúdo que tanto vai posicionar bem na página de resultados do Google quanto atrair cliques de potenciais clientes ou consumidores.

Nota: Se quiser que seu título completo seja visível nos resultados dos motores de busca, use até 72 caracteres. Isso também vai aumentar sua taxa de cliques.

3) Conteúdo 

O conteúdo em si é um elemento essencial do copywriting para SEO. A principal razão pela qual as pessoas fazem buscas no Google e em outros motores de busca é procurar conteúdo útil. Motores de busca também se alimentam de conteúdo SEO atual, e é por isso que você precisa atualizar seu site constantemente.

Marcus Sheridan fez sua empresa de piscinas ir de menos de 10.000 para 80.000 visitantes mensais dentro de 6 meses, e aumentou seu tráfego orgânico publicando em seu blog 2-3 vezes por semana.

image28

Quando Marcus começou a segmentar palavras-chave de cauda longa em seus posts de blog, tudo mudou. Ele disse: “algumas horas após escrever um artigo com metas de palavras-chave específicas, nós estávamos na primeira página no Google.”

image49

Se você quiser escrever o melhor conteúdo para posicionar bem no Google, precisa segmentar palavras-chave. Evite usar um excesso de palavras-chave ou otimizar demais. Idealmente, você deve colocar a palavra-chave no seu título, mas assegurar-se de que ele seja natural para seus leitores.

A atualização Google Panda 4.1 foi concebida para penalizar conteúdo “magro” ou superficial, impedindo que conteúdos fracos posicionem bem no Google. Um post de blog ou artigo típico deve ter pelo menos 1000 palavras. Mas não é só uma questão de extensão, porque muitos artigos muito detalhados ainda assim têm dificuldades para posicionar e manter sua posição nos resultados do Google.

Antes de escrever seu conteúdo de SEO, é essencial que você entenda seu leitor. Depois disso, selecione um nicho e foque em um problema específico que seu leitor está enfrentando. Ousar resolver o problema com seu conteúdo é outra meta quando se combina SEO e copywriting.

Todo conteúdo que você escreve precisa de uma introdução atraente. A introdução é a parte que vem logo depois do título (e sub-título, se você incluir um em seu conteúdo). Sua introdução deve conter pelo menos uma das suas palavras-chave segmentadas, especialmente uma palavra-chave de cauda longa.

No entanto, é crucial entender que o copywriting para SEO moderno já foi além da inclusão e segmentação de palavras-chave. A melhor abordagem agora é escrever conteúdo que aborda a intenção da palavra-chave. Você vai aprender isso mais à frente…

4) Meta Description

Antes de escrever seu conteúdo e novamente antes de publicá-lo, use meta descriptions para ajudar a guiar os motores de busca. Meta descriptions ajudam os motores de busca e os usuários a entender qual é o assunto, e por que suas palavras-chave segmentadas aparecem várias vezes no conteúdo. É aqui que as empresas de SEO ganham seu dinheiro, só porque compreendem isso.

O Moz observou que a meta description é o atributo HTML que fornece uma “explicação concisa” do conteúdo da sua página aos motores de busca. A tag aparece dentro da seção <head>  </head> em sua página. Aqui está uma amostra do código:

image51

O Google usa a  meta description em sua página como snippet quando as pessoas pesquisam palavras-chave relevantes à sua página.  Esse texto de snippet é o que vai determinar se você vai ou não receber cliques, não importa qual é a sua posição nos resultados de busca.

Para propósitos de SEO, a meta description deve ter 150 – 160 caracteres, e geralmente aparece assim no Google:

image39

Nota: Se você tem um blog no WordPress, pode instalar o plugin All-In-One SEO Pack e usá-lo para configurar seu título, meta description e palavras-chave relevantes. Se você é um iniciante em blogs, esse guia vai te ajudar a configurar o plugin.

A Grande Pergunta: Como escrever meta descriptions que atraem a atenção das pessoas e também posicionam bem no Google?

1º passo: Entenda a intenção da palavra-chave. A intenção da palavra-chave é o propósito ou razão principal por trás dela (seja ela uma palavra-chave seed ou de cauda longa).

Por exemplo: digamos que você seja consultor de mídias sociais e queira atrair clientes ao seu negócio. Aí, sua palavra-chave primária deve ser “conselhos especialistas mídias sociais.”

Quando potenciais clientes inserem essa palavra-chave na pesquisa do Google, em que você acha que eles estão interessados?

O que eles querem está claro – um especialista em mídias sociais oferecendo conselhos sobre como eles podem elevar suas lojas físicas ao próximo nível.

Talvez eles queiram mais seguidores no Twitter, mais envolvimento ou dicas para ganhar mais leads. Sua meta description tem que ser relevante e atraente para eles.

2º passo: Depois que seu artigo ou post for escrito, o próximo passo é escrever sua meta description. O Swell Path recomenda seguir essa checklist:

image07

Para demonstrar, vamos colocar as dicas em prática escrevendo duas meta descriptions adaptadas para SEO e relevantes para nosso público-alvo.

a) Comece com uma pergunta: Procurando dicas de especialistas em mídias sociais para adquirir novos leads, converter visitantes em consumidores e melhorar sua marca? Primeiro, estabeleça uma meta definitiva.

Extensão – 156 caracteres.

b) Diga o óbvio: Muitas empresas já desistiram do marketing de mídias sociais porque não sabem o que fazer. Você só precisa de conselhos de especialistas que já geraram sucesso.

Length – 130 caracteres.

Nota: Você não precisa necessariamente incluir as palavras-chave exatas em sua meta description, especialmente quando a frase não fica boa. Já vi muitas páginas posicionarem entre os 10 primeiros resultados no Google sem as palavras-chave principais.

image14

5) Frequência de palavras-chave

A frequência de palavras-chave significa quantas vezes suas palavras-chave selecionadas aparecem na página.

Por exemplo, se sua palavra-chave for “melhores hotéis londres”, quantas vezes essa palavra-chave exata vai aparecer em seu texto de 300, 500 ou mais de 1000 palavras? Em contraste, a densidade de palavras-chave se preocupa com a proporção em que “melhores hotéis Londres” aparece em comparação às outras palavras na mesma página.

A densidade e a frequência de palavras-chave já não são tão eficazes quanto antigamente, antes de o Google começar a fazer atualizações frequentes, mas continuam sendo uma parte importante do conteúdo para SEO. Evite erros na otimização on-page, como stuffing, excesso de palavras-chave e excessos na tag header.

No entanto, a densidade de palavras-chave ainda afeta o posicionamento orgânico até certo ponto. Segundo Brian Dean, densidade/frequência de palavras-chave é um dos 200 fatores de posicionamento, o que significa que você ainda precisa levar isso em consideração. Mas não vá longe demais.

Veja o que Brian Clark diz a esse respeito:

A única forma de saber se sua repetição de palavras-chave está ótima ou parece spam é comparar aquela frequência à extensão total do conteúdo. Uma densidade de palavras-chave acima de 5,5% pode ser considerada stuffing de palavras-chave, e sua página pode ser penalizada pelo Google. Você não precisa repetir palavras-chave de forma sem sentido para otimizar. De fato, ao fazer isso, é provável que você gere o efeito contrário.

Para verificar sua densidade de palavras-chave, use a ferramenta de densidade de palavras-chave SEObook.

image38

6) Page Links

Links são os tijolos básicos da sua página web. Uma das 10 coisas que o Google sabe que são verdade é que “sempre existe mais informação em outro lugar”.

Links em sua página dizem ao Google que você está conectado, é sociável e tem conteúdo útil que as pessoas podem acessar em outros lugares. Esse conteúdo pode ser seu ou de outro autor ou site.

Criar links para outros sites e páginas com autoridade é uma indicação de que você valoriza o que outras pessoas criam. O Google vai te recompensar por estar em sintonia com a missão dele: organizar as informações do mundo e torná-las acessíveis universalmente. Uma boa equipe de marketing recomendaria muito criar links apropriados.

image34

O que copywriters geralmente fazem é encontrar palavras-chave apropriadas, pesquisar dados precisos e aí usar ambos para criar conteúdos irresistíveis. É por isso que copywriting é um dos fatores fundamentais da otimização para motores de busca.

As regras para criar links para outros sites não são rígidas. Também não existem regras precisas para links internos. No entanto, como um especialista de marketing que quer obter resultados incríveis nos motores de busca, você deve:

  • Criar links para páginas relevantes dentro e fora do seu site em sua introdução.
  • Criar links para mais guias ou conteúdos aprofundados em sua página ou em outros sites.
  • Criar links com um texto-âncora apropriado, que flua naturalmente com o conteúdo.

Como eu disse anteriormente, essas regras não são estabelecidas pelo Google ou por outros motores de busca. Se você entender seu público-alvo e produzir o melhor conteúdo para resolver os problemas dos seus leitores, não vai precisar se preocupar com densidade de palavras-chave, links na página e sinais sociais, porque eles vão ocorrer naturalmente.

Lembre-se que conteúdo muito útil sempre vai atrair milhares de compartilhamentos sociais, comentários, leads, clientes e vendas. Esse é o seu trabalho como copywriter de SEO.

Ferramentas e Recursos de Copywriting para SEO: Para compreender totalmente e implementar as melhores práticas de copywriting de SEO, você precisa de ferramentas e recursos viáveis. Aqui estão alguns que eu recomendo:

Unsuck-it: Essa é uma app web gratuita que você pode usar para fazer suas palavras, frases e parágrafos fluírem bem. Você pode substituir jargão por palavras divertidas em cinco segundos.

image02

RhymeZone: Muitas pessoas adoram ler poesia e admiram poetas. Use essa ferramenta prática para deixar seu copy atraente para o público certo.

Read-Able: Essa ferramenta simples te ajuda a otimizar seu conteúdo para um nível de leitura de 7ª – 8ª série. Isso garante que um público mais amplo aprecie seu conteúdo e clique no título quando ele aparecer nos resultados do Google.

Live-Keyword-Analysis: Use essa ferramenta de SEO gratuita para calcular corretamente a taxa de densidade de palavras-chave para um conteúdo.

Kill Writer’s Block: Eu recomendo muito essa ferramenta para gerar ideias criativas para o seu próximo post de blog.

Quick Sprout: Descubra por que você não está gerando tráfego suficiente a partir do Google mesmo quando suas palavras-chave de cauda longa estão bem posicionadas.

EMV Headline Analyzer: Seu título apela para as emoções dos seus leitores? Essa ferramenta gratuita é altamente recomendada para analisar seu título e te dar uma nota.

image15

Os 200 Fatores de Posicionamento do Google: A Lista Completa – o título já diz tudo.

Para uma lista com outros recursos e ferramentas úteis para o copywriting para SEO, visite o Writtent.

Pontos de otimização de copywriting: Não é possível prever posições nos motores de busca, não importa o quanto você sabe sobre isso, porque o Google sempre atualiza o algoritmo de posicionamento. Se você quiser contratar uma empresas para criar copy de SEO, precisa ter em mente que eles também podem ter que enfrentar mudanças.

No entanto, existem ações que você pode tomar para aumentar a probabilidade de a sua página aparecer no Google para termos de consulta relevantes. Vamos explorar esses fatores:

Title tags: É uma boa ideia saber como escrever title tags para otimizar para motores de busca. Mais uma vez, o Yoast SEO pode ser útil. A title tag é uma tag meta HTML, como a meta description que vimos anteriormente. Ela é como o título de um livro. É a primeira coisa que aparece nos resultados de busca do Google.

image30

A title tag deve ser uma descrição concisa e precisa da sua página da web. O Google vai exibir 50 – 60 caracteres do seu título nos resultados de busca deles. Além de pensar na extensão, escreva títulos alinhados com a sua marca.

O Moz recomenda veementemente que o formato ideal dos seus títulos seja: Palavra-chave principal – Palavra-chave secundária | Nome da Marca

Por exemplo: Aprenda CSS Online – Dicas de formatação para CSS | WebDesignClub

image37

Heading tags: As heading tags têm nomes de h1 a h6. Heading tags vão aumentar o tamanho da sua fonte e fazê-la se destacar. Quando você escreve conteúdo, ele deve ser bem estruturado para os leitores.

image03

Otimizar seu título: Essa é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para garantir que seu título posicione bem no Google, além de atrair um público. Essa imagem do recurso do Moz sobre title tags te ajuda a otimizar títulos de forma eficaz:

image31

2º Passo: Escrevendo Conteúdo Útil Para as Pessoas

Palavras são poderosas. Palavras geram envolvimento. Se você puder reunir palavras para produzir um conteúdo valioso, seu público-alvo vai te amar por isso – e vai permanecer com você. Não existe alternativa a escrever bons conteúdos.

O número de blogs que produzem conteúdo novo diariamente é cada vez maior. Lembre-se que conteúdo duplicado, com excesso de palavras-chave ou de má qualidade não vão ajudar sue público-alvo. Essa não é uma boa estratégia de conteúdo para SEO, e é preciso enfatizar isso. E também não vai ajudar em nada sua posição nos rankings orgânicos.

image05

Um estudo recente mostra que mesmo se seu conteúdo for útil, ele ainda precisa ter três elementos adicionais para atrair tráfego orgânico:

  1. Ser otimizado para muitas palavras-chave muito pesquisadas
  2. Ter um número razoável de backlinks confiáveis
  3. Ter uma ideia ou assunto evergreen.

Foi assim que Brian Dean aumentou o tráfego orgânico dele em 110% em 14 dias.

image11

Intenção do usuário de busca: A pesquisa de palavras-chave ainda é necessária. Mas o aspecto mais importante de qualquer palavra-chave usada por usuários de busca é a intenção. Antes de poder escrever bons conteúdos que resolvem um certo problema, você precisa saber o que significa cada palavra-chave.

Greg Meyers aconselha prestar atenção à classificação das palavras-chave. Em outras palavras, entender se os usuários de busca querem ou não comprar um produto.

Existem duas classificações importantes para palavras-chave: informativas e comerciais.

image13

Palavras-chave informativas: A maior razão pela qual as pessoas pesquisam essas palavras é que elas querem informações úteis sem pagar por isso.

Palavras-chave informativas geralmente envolvem “como” por natureza. Aqui está um exemplo do Ubersuggest:

Das sete palavras-chave nessa lista, cinco começam com “como”

Elas são informativas porque os usuários provavelmente só estão interessados em artigos, vídeos, posts de blogs e aulas gratuitas.

Como copywriter de SEO, você pode criar conteúdos úteis em torno de palavras-chave informativas, mas não espere converter leitores em consumidores, porque a maioria deles não quer comprar. Ao invés disso, use palavras-chave informativas em seu conteúdo para cultivar um público, envolvê-lo e construir sua marca.

Palavras-chave comerciais: Palavras-chave comerciais demostram uma “intenção” de comprar. Essas palavras geralmente mostram o “desespero” do usuário de pesquisa. Ele quer soluções rápidas, ex: “perca 4 kg em 3 dias”.

A pessoa que pesquisa palavras-chave comerciais provavelmente vai comprar um produto, ou se cadastrar em uma lista de emails que eventualmente vai convertê-la em um consumidor.

O fato de alguém ter inserido uma palavra-chave comercial no Google significa que a pessoa está pronta para agir. Palavras-chave comerciais geralmente são acompanhadas por outras como avaliação, comprar, encomendas, avaliar, comparação, comparar, frete grátis, melhor, mais rápido etc. Veja esse exemplo no artigo sobre perda de peso:

Exemplos de palavras-chave comerciais dessa lista incluem perda peso produto gnc, gnc produto para perder peso, herbalife produto perda de peso e herbalife produto para perder peso.

Nota: Quando você escreve conteúdo em torno de palavras-chave comerciais, o grande objetivo é fornecer informações úteis sobre como usar o produto, os benefícios e funções dele e como instalá-lo, se isso for necessário.

Você deve segmentar palavras-chave? Sim. O Google ainda usa palavras-chave para verificar sobre o que fala uma página. Mas tenha cuidado e evite otimizar em excesso.

Eu sigo um plano em 3 passos ao segmentar palavras-chave no meu conteúdo.

  1. Eu inclui a palavra-chave primária no título. Por exemplo, se minha palavra-chave for: otimização de taxa de conversão, meu título pode ser 7 Formas de Fazer a Otimização de Taxa de Conversão Funcionar Para Você.
  2. Eu uso palavras-chave alternativas na introdução, na meta description e nas title tags.  Por exemplo: Qual é a melhor forma de aumentar sua taxa de conversão com cada post que você escreve? Você sabe o quanto isso é importante, especialmente quando parece que seu melhor conteúdo não está gerando tráfego orgânico, compartilhamentos sociais e vendas?
  3. Eu escrevo naturalmente para agradar meus leitores e aí inclui a palavra-chave principal de propósito na conclusão.

image21

Storytelling: Como copywriter de SEO, o storytelling pode ser seu diferencial, porque seres humanos adoram boas histórias. Se você puder inserir a história da sua marca em seu post de blog, artigo ou vídeo, vai atrair mais atenção.

Uma pesquisa da Kzero mostrou que o storytelling tem sido o segredo do crescimento exponencial de várias empresas digitais, como Google, Facebook, Netflix e até Zappos.

image29

O storytelling de marcas não é uma novidade. Várias marcas já usaram isso no passado, e continuam usando. Segundo Kristen Matthews, quando você usa storytelling natural em seu conteúdo, pode gerar o máximo de impacto no leitor.

Eu já contei a história de como uma Ferrari me ajudou a ganhar um milhão de dólares. Recentemente, eu escrevi um post de blog sobre Como Gastar $162.301,42 em Roupas Me Rendeu $692.500. Até agora, esses dois posts foram compartilhados mais de 2.000 vezes no Facebook, no Twitter e no Google+ juntos:

image26

Um bom exemplo de uma história de marca de sucesso é o filme The Lego Movie. Segundo Marcus Sheridan, que também é um ótimo contador de histórias, “A Lego não vende blocos, ela vende possibilidades”.

(Leia a história completa aqui: O Melhor Exemplo de Storytelling de Marca da História: The Lego Movie.)

image17

Em outras palavras, sua história deve mostrar aos outros a possibilidade de conseguir os mesmos resultados. No entanto, sua história não deve ser só sobre você. Ao invés disso, encontre uma forma de deixá-la atraente ao seu público-alvo.

É aí que o storytelling de marca vai te ajudar a melhorar seu posicionamento orgânico, seu tráfego e sua conversão de vendas.

Humor: Uma das razões para escrever com humor é manter o leitor/público envolvido Você pode também inserir humor para simplificar um assunto desconfortável ou polêmico.

O copywriting para SEO não é só sobre escrever conteúdo útil que resolve um problema específico de forma entediante. Seu conteúdo precisa também deixar seus leitores entusiasmados.

Eles devem ficar animados ao clicar seu título, ler sua introdução e aí seguir pelo corpo do texto. É isso que significa escrever de forma persuasiva. Se você puder fazer isso, não importa o que você criar, as pessoas vão adorar. Vão comprar qualquer coisa que você recomendar.

Aqui está um exemplo. Uma blogueira professional e palestrante que geralmente adiciona humor ao seu conteúdo é Marie Forleo. As introduções dos vídeos dela sempre me divertem.

image46

Estudo de caso: O estudo de caso é um dos 15 tipos de conteúdo que levam mais tráfego ao seu site. Estudos de caso podem ser conteúdos poderosos. Já os vi posicionar entre os 10 primeiros resultados no Google por serem muito úteis.

Um estudo do Content Marketing Institute mostra que compradores B2B buyers preferem estudos de caso e conteúdo baseado em pesquisa.

image43

E se você escrever consistentemente estudos de caso úteis e detalhados, suas principais palavras-chave de cauda longa vão começar a aparecer entre os 10 primeiros resultados do Google para palavras-chave relevantes.

image45

Estudos de caso geralmente explicam o que são seus produtos e serviços. Um bom estudo de caso vai mostrar os experimentos, pesquisas e entrevistas que você conduziu, além dos resultados que você recebeu. Uma empresa de SEO pode te ajudar com os dados analíticos, mas isso não é estritamente necessário.

Você pode compartilhar qualquer tipo de estudo de caso, até aqueles que não tiveram os resultados esperados. Se você quiser criar um estudo de caso valioso e otimizado, essa imagem pode ser o seu guia:

image48

3º Passo: Pesquisa de Palavras-Chave Para Criação de Conteúdo

Mais de 66% de todos os cliques vão para os três primeiros resultados dos motores de busca. Se quiser explorar essa oportunidade rara para posicionar entre os três primeiros, você precisa aprender as melhores práticas da pesquisa de palavras-chave.

Palavras-chave de cauda longa são a melhor opção no SEO moderno, porque grandes marcas não segmentam esses termos. E se você puder produzir conteúdo bom enquanto segmenta esses tipos de palavras-chave naturalmente, definitivamente vai dominar os motores de busca.

image22

O SEO não está completo sem a pesquisa de palavras-chave. Ela é parte de como você determina a mentalidade e a intenção do seu público-alvo. Caudas longas ajudam a definir essa mentalidade.

No marketing de nichos, escolher as palavras-chave certas é o aspecto mais desafiador de criar um site de nicho lucrativo.

Após escolher seu tema, é hora de encontrar palavras-chave relevantes naquela indústria. Vamos procurar palavras-chave para “câmeras digitais à prova d’água”.

Vá ao Ubersuggest. Insira o tema na caixa de pesquisa e clique em “Buscar”.

Aqui está o que a pesquisa revela:

  • Volume de busca – número de buscas que a palavra-chave tem em um mês
  • SEO difficulty – concorrência estimada na busca orgânica
  • Paid difficulty – concorrência estimada na busca paga
  • Custo por clique – custo médio por clique para um anúncio do Google

Você recebe também uma visão geral do que é necessário, em média, em termos de backlinks e domain score, para chegar à primeira página do Google para essa palavra-chave. Isso está localizado acima de um gráfico exibindo o volume de busca da palavra-chave nos últimos 12 meses. Preste atenção a qualquer queda no tráfego. Para essa palavra-chave específica, é natural que o volume caia durante os meses de outono e inverno.

Na medida em que rola a página, você vai ver uma lista de palavras-chave de cauda longa para as quais podemos otimizar conteúdo:

Dessa lista, “melhores câmeras digitais à prova d’água” é uma boa opção, já que o volume de buscas ainda é alto o suficiente para fazer diferença.

Otimizando conteúdo para robôs de busca: Robôs de motores de busca ou robôs web (crawlers, spiders e outros) são programas que monitoram a web constantemente.

Quando uma spider do Google rastreia sua página, ela está procurando conteúdo novo. Algumas pessoas até dizem que as spiders e crawlers se alimentam de conteúdo novo e te recompensam por atualizar seu site regularmente.

No entanto, entenda que quando as spiders do Google indexam (adicionam conteúdo novo à base de dados de busca), elas só estão interessadas nas meta tags (title tag e meta description).

E mais importante, elas querem saber que palavras-chave você está segmentando. Isso ajuda o Google a determinar que indústria seu conteúdo vai beneficiar, ex: saúde, negócios, pequenos negócios, marketing online etc.

Para melhores resultados, você deve otimizar para robôs de busca da seguinte forma:

  • Adicione a palavra-chave primária à sua title tag e à sua meta description uma vez.
  • Adicione palavras-chave alternativas à sua introdução e confirme que elas estão fluindo bem. Se a palavra-chave não fluir bem, ignore-a e escreva naturalmente.

Palavras-chave como “melhor web design seo NY” não vão funcionar na title tag, na description tag e o no conteúdo. A melhor abordagem é usar a palavra-chave naturalmente, assim:

Como Encontrar A Melhor Empresa de SEO e Web Design em NY

Otimização on-page: O SEO on-page não precisa ser entediante ou complicado. Muitos posts já foram escritos falando sobre isso.

Elementos que adicionam valor ao site, como links internos, são muito importantes.

Você controla 98% do que acontece dentro do seu site.

É por isso que o Google presta atenção às suas páginas e mede o envolvimento, a taxa de bounce, a taxa de retenção e compartilhamentos sociais.

O alicerce de uma campanha de SEO eficaz é o que acontece in-house (no seu site). Em outras palavras, preste atenção a como você segmenta suas palavras-chave, que anchor tag é usada para conectar páginas internas, meta tags etc.

Esse infográfico sobre otimização on-page do Backlink vai te mostrar o que é importante quando se trata de criar páginas de conteúdo adaptadas para SEO.

image18

Clique aqui para ver o tamanho original.

Otimização off-page: No marketing digital atual, o público determina o quão relevante e útil é o seu conteúdo. E o Google usa os fatores off-page para medir a autoridade e o valor de suas páginas de conteúdo.

Geralmente você não pode controlar o que acontece fora do seu site. Por exemplo, você não controla quem cria links para você, ou a qualidade dos sites que optam por fazer referência ao seu trabalho.

Mas se você for inteligente, pode usar técnicas de SEO off-page para construir uma marca sólida online e aumentar o tráfego orgânico.

Segundo Chris Ainsworth, as 5 estratégias comprovadas de SEO off-page que funcionam bem são:

  1. Criar e envolver uma comunidade vibrante através das mídias sociais.
  2. Expor seu negócio e aproveitar o mercado local.
  3. Inspirar confiança na marca através de avaliações do seu negócio.
  4. Promover citações locais e consistência em Nome/Endereço/Telefone (NAP).
  5. Gerar links através de blogs, guest posts, análise de links da concorrência, contatos com blogs e networking e comentários com links dofollow.

4º Passo: Copywriting – Fazendo as Pessoas Agirem

A peça final do quebra-cabeãs nesse artigo aprofundado é a “persuasão”: a habilidade do seu conteúdo de levar as pessoas a agirem. Isso não é difícil, porque existem muitos recursos e ferramentas de alta qualidade que você pode usar.

O copy é escrito para vender um produto, serviço ou ideia. Mas tudo começa com se vender, porque você tem um máximo de 30 segundos para se vender e deixar as pessoas pedindo mais.

Use tópicos: Uma das formas de levar as pessoas a agirem é destacar os pontos principais do seu conteúdo ou tema usando tópicos. Antes de escrever posts de blog ou artigos, Vivian Giang recomenda que você liste 3 ou 4 grandes benefícios que você vai abordar. Isso é muito importante, já que te ajuda a criar títulos e parágrafos poderosos.

Derek Halpern, fundador da Social Triggers, uma grande empresa de SEO, combina o poder da psicologia e do copywriting para produzir conteúdos atraentes. Ele também adota a mesma estratégia em sua landing page.

image40

Crie títulos irresistíveis e valiosos: A Universidade de Columbia reconheceu títulos como a parte mais importante do copy. Eles aconselham que você pense como um leitor e escreva o título primeiro. O título deve segmentar uma palavra-chave e também ser atraente.

Vamos criar mais títulos clicáveis usando alguns dos resultados do Google. Quando eu pesquiso “planos de regime”, esses são os resultados:

image33

A imagem acima mostra os títulos na 1ª e na 2ª posição do Google para a palavra-chave “planos de regime”.

Título original:

Perda de Peso E Planos de Regime – Encontre Planos de Regime Saudáveis e…

Aqui está um título muito melhor:

Os Melhores Planos de Regime Para Manter a Forma

Plano de Perda de Peso em 7 Dias Para Mulheres

Título original:

Plano de Regime e Refeições de 28 Dias Para Queimar Gordura | Musculação & Fitness

Vamos deixar esse título mais atraente e útil:

Planos de Regime de 28 Dias Que Ajudam a Queimar Gordura

O BodyBuilding.com tem títulos atraentes e memoráveis que têm o tamanho certo (50 – 60 caracteres) e que segmentam uma palavra-chave específica.

image10

Tenha um propósito claro: Ser claro em seus textos, posts de blog e mensagens é muito importante. O Wider Funnel aumentou sua taxa de conversão de 10% para 277% só por implementar botões de call-to-action mais claros e reduzir o número de campos em formulários.

Ao escrever conteúdo para o seu blog, foque em uma ideia e escreva seu post para abordar um desafio, resolver um problema ou explicar uma questão complicada.

Segundo o Success Consciousness, aqui estão algumas das formas como você pode ter clareza ao escrever seu conteúdo:

  1. Saiba exatamente o que você quer antes de escrever – ex: Como Poupar $100 no Supermercado.
  2. Use “você” ao se referir a consumidores B2C e “nós” quando seus leitores forem principalmente empresas.
  3. Pesquise dados precisos relevantes ao seu tema. Esse estudo do Conversion XL mostra que usar uma abordagem baseada em dados e criar infográficos com dados precisos vai aumentar os compartilhamentos sociais.

image00

  1. Segmente 2 a 5 palavras-chave em um post e confira se elas fluem naturalmente. Veja um exemplo abaixo. Se você ler esse texto em voz alta, vai perceber como as palavras-chave fluem bem com o resto do conteúdo.

image09

Conclusão

Eu já usei essas estratégias de SEO para aumentar o tráfego do meu blog em 203%. Mesmo que você não tenha essa taxa de crescimento, com certeza vai gerar mais tráfego, melhorar sua marca e se apaixonar pelo marketing de conteúdo.

Se você ainda não está usando “persuasão” e “psicologia” para melhorar suas posições nos rankings orgânicos e encantar seu público, minha recomendação é que agora é a hora de começar.

Qual é a sua opinião sobre o copywriting para SEO? Você acha que ele é um fator importante para o sucesso do marketing online?

Guia Completo de SEO

Compartilhe