Mercado digital: O Que é, 10 Tendências e Como Aplicar no Seu Negócio

negócios de mercado digital

Quem é ou deseja ser empreendedor, precisa entender o mercado digital.

Até porque a tecnologia já faz parte de todos os aspectos do nosso dia a dia.

Do aplicativo que calcula o melhor momento para acordar à forma como pedimos um carro para ir trabalhar, até a pizza encomendada para o jantar.

Impulsionada pela democratização da internet e a popularização dos smartphones, essa transformação digital tem afetado também a forma como nós consumimos e compramos.

Falo aqui sobre todas as novas formas de venda e consumo criadas nos últimos anos e que dependem de tecnologias recentes para que funcionem na prática.

O mercado digital surge, então, como um campo novo e ainda pouco explorado, com oportunidades de negócio muito preciosas.

Essa é uma onda que afetou todos os nichos de consumo – e não para por aqui.

A projeção é que o crescimento seja progressivo nos próximos anos, fazendo desse um ambiente altamente rentável.

Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais, continue lendo para descobrir todas as tendências e obter dicas para investir no mercado digital.

Antes de continuar, se você quer aumentar sua vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.

guia completo de marketing digital

O que é mercado digital?

indústrias no mercado digital

A internet trouxe diversas mudanças na forma como compramos, vendemos e consumimos.

Pelo mundo todo, os números de acesso crescem continuamente a cada ano que passa.

Presente cada vez mais em todos aspectos da nossa vida, a tecnologia tem afetado diretamente como nos relacionamos com o mundo exterior.

A popularização do smartphone na última década intensificou esse processo, barateando a tecnologia, democratizando seu acesso e criando novas formas de fazer negócio.

Hoje, é possível usar o celular para efetuar transações financeiras, comprar mercadorias, orçar e encomendar serviços, consumir mídia, entre outras facilidades.

Quando falo em mercado digital, me refiro a todos os processos de compra, venda e troca que acontecem usando a internet em alguma etapa.

Por mais que seja algo relativamente novo, esse segmento conta com empresas gigantes, atuando de maneira profissional para garantir um serviço de qualidade para seus clientes e usuários.

Com opções seguras para anunciar, divulgar, comprar, pagar e vender, nunca foi tão fácil criar seu mercado no mundo digital.

Como funciona o mercado digital?

profissionais do mercado digital

O ponto de partida de todas as interações e transações no mercado digital são os dispositivos.

Eles vão estar presentes em todas as fases, seja para pesquisar sobre um produto, fazer a compra ou até mesmo seu consumo.

Hoje, a escolha principal a ser feita é entre PC e mobile – segundo dados do Statista, os acessos que tem origem de um dispositivo móvel já ultrapassam 50% do tráfego global.

Pensando nisso, os negócios digitais precisam estar prontos para receber essas visitas, elaborando páginas mais leves e adaptáveis para as telas menores.

É o que se chama de design responsivo.

Agora, nenhum mercado que se preze sobrevive sem clientes.

Por isso, o sucesso dos negócios digitais depende das pessoas terem um amplo acesso à internet rápida e segura.

Afinal de contas, foi-se o tempo em que a conexão discada dava conta de atender a todas as nossas necessidades (ou melhor, não dava, mas não sabíamos disso ainda).

A banda larga se tornou fundamental para o surgimento de novos serviços – como os streamings de vídeo, que hoje representam quase metade dos dados transmitidos pela internet.

Por fim, a fragmentação dos serviços é outra tendência que podemos observar no funcionamento da indústria digital.

Cada vez mais, são criados serviços dedicados a resolver demandas específicas, como pagamento, hospedagem, domínio, etc.

Tipos de mercado digital

tipos e mercado digital

O ambiente digital é cheio de oportunidades de venda – basta saber encontrar o seu público

Assim, quem deseja entrar nesse mercado, tem que conhecer o que está vendendo e entender como a sua mercadoria se compara à concorrência.

Também é preciso entender exatamente quem será o público-alvo de sua marca para escolher o melhor caminho para atingi-lo.

Estes fatores vão te ajudar a escolher entre os diversos caminhos possíveis no mercado digital:

Domínio próprio

Contar com um domínio próprio na internet é quase como abrir um negócio em um prédio que já é seu.

Quem escolhe comprar um domínio tem todo o controle sobre o seu ambiente de vendas, podendo configurar a página da web ou aplicativo como bem entender.

Por outro lado, se você não entende de programação e webdesign, pode ter problemas na manutenção do site, que nem sempre é uma tarefa fácil para leigos.

Serviços de venda

Os serviços de venda são uma alternativa procurada por muitos empreendedores que não contam ainda com a estrutura necessária para manter domínio próprio.

No caso da venda de produtos, existem hoje plataformas especializadas – como Mercado Livre, OLX e eBay – que facilitam a venda de objetos novos e usados.

Quem trabalha com prestação de serviços consegue encontrar clientes em portais como Hotmart (cursos online), 99Freelas (design e comunicação), Get Ninjas (serviços domésticos), entre outros.

Marketplace

Por fim, os serviços de marketplace também são uma opção no mercado digital, uma ponte segura entre o cliente e quem negocia.

Amazon, Americanas e Submarino são apenas alguns exemplos de lojas online que oferecem espaço para vendedores menores anunciarem ali seus produtos, recebendo uma comissão por cada venda.

Nas redes sociais, Facebook e Instagram também oferecem a opção para empresas ofertarem seus produtos.

Informalmente, esse tipo de negócio já era feito há muitos anos, com anúncios em grupos especializados na compra e venda de produtos ou prestação de serviços.

O crescimento do mercado digital nos últimos anos

áreas do mercado digital

Hoje, a empresa que não marca presença no ambiente digital perde muitas oportunidades de venda.

Fora isso, existem negócios voltados exclusivamente para a internet, com a venda de seus produtos e serviço apenas por e-commerce.

O avanço tecnológico dos últimos anos inaugurou um campo fértil, que possibilita o florescimento de negócios que eram impensáveis cinco ou dez anos atrás.

Todas essas inovações fizeram com que a banda larga se tornasse cada vez mais barata e os smartphones cada vez mais populares e presentes no cotidiano das pessoas.

Segundo a ONU, hoje, mais da metade da população mundial já tem acesso à internet, o que corresponde a 3,9 bilhões de pessoas.

No Brasil, o número de domicílios conectados é de 31,68 milhões, segundo a Anatel.

A popularização dos smartphones tem muita influência sobre o aumento do acesso à internet pelo globo – estima-se que o número de pessoas com smartphones no mundo já chega a incríveis 5 bilhões.

E o Brasil surfa na crista desta onda, é o que revelou um estudo da consultoria App Annie.

Segundo o relatório, o país ocupa o quinto lugar dentre os países no ranking que mede o uso diário de celulares.

Todos esses dados são uma confirmação do crescimento do mercado digital nos últimos anos e nos apontam para um futuro promissor.

Quer tirar proveito disso tudo? Então, confira as dicas do próximo tópico.

10 tendências do mercado digital para ficar de olho

e commerce e marketplace como exemplo de mercado digital

O mercado digital é extremamente dinâmico, com inovações aparecendo o tempo todo e virando o jogo de cabeça para baixo.

A velocidade com que as novidades chegam é cada vez maior e, em um piscar de olhos, o que era novo ontem pode ser ultrapassado hoje.

Por isso, quem quer trabalhar no mercado digital precisa estar sempre de olho nas inovações, lendo e se informando sobre o que está em alta.

Separei abaixo as 10 principais tendências que você precisa conhecer para se manter atualizado.

1. Mobile Marketing

Como já mostrei, o número de pessoas com acesso à internet nunca foi tão grande. E boa parte desse crescimento deve-se a popularização dos smartphones.

A melhoria nas redes e o consequente barateamento dos planos de dados foram fatores determinantes para que o mobile se tornasse, hoje, a principal fonte de tráfego de muitas páginas.

Ainda que esse não seja o principal canal quando o assunto é conversão de vendas, existe muito espaço para crescimento.

Aprenda mais sobre mobile marketing nestes artigos:

2. Transmissões ao vivo

As transmissões ao vivo são ótimas formas de engajar com seu público, proporcionando um espaço de interação que aproxima a marca dos clientes.

Também conhecidas como lives, esse tipo de ação serve para apresentar tutoriais, realizar sorteios, lançamentos de novos produtos ou esclarecer dúvidas.

Hoje, as principais redes – como Facebook, Twitter e Youtube – já contam com ferramentas próprias para o usuário realizar transmissões ao vivo.

3. Conteúdos Visuais

As pessoas estão cada vez mais visuais em sua comunicação – e isso não tem como negar.

Diversos relatórios já expuseram o fato de que o conteúdo visual, seja ele imagem ou vídeo, apresenta maiores taxas de engajamento com o público.

É claro que o texto não morreu, e ainda é muito importante investir em artigos que possam ranquear bem nos buscadores e alavancar seu negócio para o topo dos resultados de pesquisa.

Ainda assim, conteúdos visuais despontam como uma comunicação capaz de chamar atenção tanto dos algoritmos quanto dos usuários.

4. Realidade Virtual e Realidade aumentada

realidade aumentada como exemplo de área do mercado digital

Realidade virtual e realidade aumentada também são tendências que já aparecem em diversos negócio do mercado digital.

A diferença entre as duas é simples: enquanto uma utiliza de elementos da realidade, a outra se propõe a transportar o usuário para um mundo completamente novo.

Chamamos de realidade aumentada o uso de ferramentas digitais para estender a experiência offline, como nos usos de QR code em jornais e noticiários.

Já a realidade virtual usa de óculos especiais para inserir a pessoa completamente em um novo contexto – essa tecnologia é bastante empregada em games e simulações para motoristas e pilotos.

5. Geomarketing

Ainda que não seja exatamente uma novidade, o geomarketing entra nesta lista, pois segue sendo altamente efetivo e, por isso, muito empregado em estratégias de marketing digital.

Ele consiste em fazer ações com foco específico para uma cidade, região, estado ou país e segmentar a entrega do seu conteúdo de acordo com a limitação.

Esse tipo de ação é especialmente útil para negócios locais ou para anunciar ofertas restritas a uma região.

6. Marketing Viral

Produzir um material que viraliza é o sonho de todo empreendedor digital ou produtor de conteúdo.

Chamo de marketing viral aquelas peças que acabam alcançando um número de pessoas muito maior do que o esperado, alavancando a exposição do que está sendo vendido com um pequeno investimento.

Esse é um resultado que todos querem, mas é importante ter cuidado para que, no fim, o seu conteúdo não acabe viral pelos motivos errados.

7. Web Analytics

mercado de web analytics no mercado digital

Eu posso te apresentar diversos dados sobre as médias de origem de tráfego e comportamento do usuário no ambiente digital, mas, no fim, só uma análise detalhada do seu negócio pode trazer respostas concretas.

Neste sentido, o web analytics pode ser bastante útil.

Esteja você em domínio próprio ou hospedado em uma plataforma, existem hoje na internet diversas ferramentas – gratuitas, inclusive – que podem te ajudar a ter insights sobre como o seu público se comporta.

8. Economia compartilhada

A economia compartilhada, ou economia do compartilhamento, propõe um novo modelo de negócios voltado para o compartilhamento dos bens e serviços entre mais de um usuário.

Em contraponto ao individualismo de nossa era, as pessoas têm encontrado formas criativas de otimizar o tempo e os recursos com um consumo coletivo.

Pelo mundo todo, startups já promovem o compartilhamento de roupas, livros, aplicativos de carona, só para dar alguns exemplos.

9. Inteligência artificial

A inteligência artificial – por vezes referenciada apenas com apenas como IA – tem contribuído para sistemas digitais cada vez mais sofisticados, com um poder de processamento que já lembra o da inteligência humana.

Essa tecnologia é uma filha direta do mercado digital e é empregada hoje em chatbots, campanhas de marketing, serviços de atendimento ao cliente, automação de e-mail, entre outras soluções.

10. Internet das coisas

O conceito de internet das coisas propõe a integração no mundo digital em tarefas do cotidiano, conectando aparelhos que costumam operar de maneira analógica.

Essa tecnologia promove uma nova vivência do consumo ao destruir as fronteiras entre o online e o offline.

Um dos exemplos mais comuns de sua aplicação são as já famosas automações, que permitem que o usuário acenda e apague as luzes de casa pelo celular.

4 Dicas para você colocar seu negócio no mercado digital

negócios do mercado digital

Agora que você já conhece as principais tendências do mercado digital, chegou a hora de colocar a mão na massa para aplicar tudo isso no seu negócio.

Ainda que o seu empreendimento seja uma loja física, marcar presença no ambiente digital é fundamental.

Afinal de contas, a internet já faz parte do processo decisório de consumidores dos mais diferentes segmentos.

Seja procurando pelo endereço e telefone, lendo as avaliações no Google ou as fotos dos produtos publicadas no Instagram: o digital inevitavelmente aparece em alguma etapa da jornada de compra.

Confira abaixo quatro dicas poderosas para que você também possa colocar seu negócio no mercado digital e alavancar seus resultados.

1. Conheça bem seu público

O público é o primeiro item desta lista, pois é justamente ele quem vai nortear os seus esforços dentro do mercado digital.

Quem conhece bem seu público consegue traçar estratégias mais assertivas, se certificando de que está recorrendo aos canais corretos para acessar quem de fato interessa.

Para atingir este patamar, é preciso manter um relacionamento estreito com a sua clientela, buscando entender a fundo quais são suas características e hábitos para prever suas necessidades de consumo.

2. Conheça bem o seu mercado

Ainda que você promova pesquisas e mais pesquisas para entender seu público, de nada vai adiantar se você não tiver conhecimento sobre o segmento de mercado no qual está inserido.

O ideal é investir em um setor com o qual você tenha intimidade para que consiga ter uma visão mais estratégica sobre qual caminho seguir na hora de escolher os canais de divulgação.

É claro que você não precisa ser o maior especialista do mundo no produto que vende ou serviço que oferece.

Por outro lado, contar com um conhecimento aprofundado transmite autoridade para o consumidor e, automaticamente, te dá alguns pontos a mais em relação à concorrência.

3. Defina seu canal de vendas

Escolhido qual será o segmento de mercado e o público atendido, você precisa começar a pensar nos canais de venda para o seu empreendimento.

Eu já falei um pouco disso no tópico sobre os tipos de mercado, mas não custa reforçar.

Quem quer colocar seu negócio no mercado digital precisa avaliar suas opções para escolher entre investir em um domínio próprio, contratar um serviço de vendas ou anunciar em marketplace.

4. Dedique-se à divulgação

Por fim, a divulgação é o que vai comunicar sobre o seu produto para o público e, por isso, demanda atenção para garantir que os seus esforços empregados até agora serão recompensados.

Você, basicamente, deve optar entre investir em canais de divulgação orgânica ou contar com uma estratégia de mídias pagas.

Para tanto, leve em consideração que o primeiro caminho é mais barato, mas o segundo pode ser mais certeiro.

Ainda, será preciso escolher dentre as mídias digitais a melhor para atingir ao seu público-alvo, definido ainda na primeira etapa.

Conclusão

O mercado digital faz parte do cotidiano das pessoas, aparecendo em diversas interações.

O número de usuários na internet só cresce e, com a popularização dos smartphones, a tendência é que a integração entre os mundos on e offline seja cada vez maior.

Como não podia deixar de ser, toda essa tecnologia trouxe também mudanças na forma como as pessoas compram e consomem, inaugurando uma nova sorte de oportunidades de negócio.

O mercado digital é uma realidade consolidada e seus efeitos podem ser sentidos nos mais diversos segmentos.

Conhecendo bem o seu público, e mantendo-se atualizado sobre as tendências da área, você também pode integrar o seu negócio no ambiente digital e lucrar com isso.

Então, como você pretende explorar o mercado digital?

guia completo de marketing digital

Compartilhe