Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

6 Estratégias de Marketing para Startup Alcançar o Sucesso

Você quer fazer crescer sua empresa e aumentar os seus ganhos com uma estratégia de marketing de sucesso?

Estratégia de marketing é ponto chave para que sua empresa consiga atingir os objetivos de marketing definidos em seu planejamento estratégico.

Isso porque é nessa etapa que você define o posicionamento que sua empresa irá assumir, o público-alvo a ser trabalhado e a sua segmentação.

Você deverá escolher a estratégia de marketing que melhor se adequa ao momento do ciclo de vida da sua empresa. Pois, dependendo da fase em que você se encontra, as necessidades e esforços devem ser orientados para metas específicas.

Claro que, aqui, eu vou falar mais a respeito das estratégias utilizadas no marketing digital. Isso porque já ajudei inúmeras grandes empresas a atingirem resultados incríveis.

Por conta do meu conhecimento e experiência, a Forbes diz que eu estou entre os 10 melhores profissionais de marketing do mundo, e há quem diga que sou o guru do marketing digital (sem falsa modéstia).

Portanto, é natural que neste artigo eu puxe a sardinha para o meu lado. Mas é importante você ter em mente que as estratégias de marketing podem, e devem, ser planejadas independente do ambiente de aplicação.

Não fique restrito ao ambiente online: no offline também existem muitas oportunidades para você se diferenciar.

Ainda não tem muito conhecimento em marketing digital? Não tem problema! Reserve um tempo para conhecer o meu Guia Passo a Passo que ensina tudo o que você precisa aprender para começar a se aventurar neste meu mundo.

Neste tutorial sobre estratégias de marketing você vai aprender:

  • O Que São Estratégias de Marketing?
  • Estratégia x Plano de Marketing.
  • Qual a Importância de uma Estratégia de Marketing para o Sucesso do Negócio?
  • Tipos de Estratégias de Marketing.
  • Como Criar uma Estratégia de Marketing de Uma Empresa?
  • 5 Elementos Indispensáveis em Uma Estratégia de Marketing de Sucesso.
  • 6 Exemplos de Estratégia de Marketing Para Sua Empresa.
  • Exemplo – O Que Você Não Deve Abordar em Sua Estratégia.
  • Por Que Contratar Profissionais Especializados em Estratégias de Marketing.
  • Conclusão.

Não deixe de comentar ao final deste post sobre suas impressões ou dúvidas em relação ao conteúdo.

Boa leitura!

O Que São Estratégias de Marketing?

Peter Drucker, considerado o pai da administração moderna, disse:

“Porque o objetivo da empresa é criar um cliente, a empresa possui duas e apenas duas funções básicas: marketing e inovação. Marketing e inovação produzem resultados, todo o resto são custos. Marketing é a única a função, distinta do negócio”.

Tendo isso em mente, é impensável, ainda mais nos dias de hoje, que uma empresa exista (e sobreviva) sem considerar suas estratégias e táticas de marketing.

A falta de planejamento fadam qualquer negócio ao fracasso. Alguns mais rapidamente do que outros, é verdade, mas a chance de uma empresa prosperar sem qualquer planejamento é mínima. Mais fácil você ganhar na mega-sena.

Talvez porque nem todos os empresários são formados em Administração, muitos confundem estratégia com tática. Essa confusão impede que a equipe tenha uma visão clara dos objetivos e dos meios para atingi-los.

Mas não se preocupe: estou aqui para esclarecer tudo!

Estratégia de marketing dá suporte ao planejamento estratégico da empresa. É a estratégia de marketing que define o que deverá ser feito, pelo departamento do marketing, para atingir o objetivo e as metas do negócio.

No entanto, na estratégia temos uma definição macro, sem detalhamento das ações. Elas são o que chamamos de táticas e compõem o Plano de Marketing.

Vou falar mais a respeito da diferença entre estratégia e plano no tópico a seguir.

A estratégia em marketing se dará em função da diferenciação. Ou seja: a empresa concentra esforços para conseguir ter um desempenho superior em alguma área que seja importante para o consumidor e valorizada pelo mercado.

Por exemplo: a empresa pode ter como estratégia ser líder em serviços, em qualidade, em estilo, em tecnologia, atendimento, ou outros. O importante é escolher um tópico possível de diferenciação. Apenas um, pois não é possível liderar em todas as áreas.

Philip Kotler

Philip Kotler é o pai do marketing, um dos maiores especialistas da área no mundo. Por isso, não temos como falar de marketing sem mencioná-lo.

Se estratégia de marketing se baseia em diferenciação, o posicionamento da empresa e o entendimento do seu público-alvo são essenciais para sua definição.

Kotler diz que posicionamento é o ato de desenvolver a oferta e a imagem da empresa para se destacar na mente do seu público-alvo. O resultado de um posicionamento é a criação de uma proposta de valor com foco no mercado.

A partir da proposta de valor e do entendimento da sua persona, é possível criar o Mix de Marketing. Os 4 P’s do Marketing (produto, preço, praça e promoção) representam os 4 pilares básicos de uma estratégia de marketing.

Eu falo tudo sobre isso no meu Guia Completo sobre Marketing, incluindo alguns exemplos de empresas brasileiras que se reposicionaram no mercado usando muito bem o Mix de Marketing para diferenciação.

Aproveitando que Kotler é o maior nome da história do marketing, vou deixar três dicas do guru para você.

Marketing é mais que um departamento

Para Kotler, o marketing é uma força decisiva para o sucesso de um negócio, e por isso não pode, jamais, ser visto apenas como um simples setor. Ele deve funcionar interdependente com os demais departamentos, com muita sinergia.

Obedeça ao funil de vendas

Um processo de venda pode ser dividido em seis fases: prospectar clientes; entender as necessidades do público-alvo; desenvolver soluções; fazer a proposta; negociar contratos e fechar a venda.

Kotler explica que as três primeiras são responsabilidades do marketing, enquanto as três últimas são responsabilidades do departamento de vendas.

“O marketing é responsável pela criatividade e pelas estratégias apropriadas para chegar ao cliente, enquanto a execução fica com o pessoal de vendas”.

Aplique o Marketing 3.0

Kotler explica o conceito em seu livro Marketing 3.0: As forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano. O marketing 3.0 diz que as pessoas não podem ser tratadas como consumidores, mas sim como seres humanos.

Isso significa que essa nova lógica leva em conta as necessidades e expectativas das pessoas.

Por isso, a marca da sua empresa deve compreender e se preocupar com as mesmas questões que o seu público se importa – ainda que isso não tenha nada a ver com o seu produto em si.

Percebam como as empresas trabalham cada vez mais com conceitos sociais e ambientais, por exemplo.

Este tipo de comportamento faz parte de uma estratégia de marketing que visa a diferenciação pelo conceito de marca, um posicionamento que se aproxima e conversa com a alma dos consumidores.

Estratégia X Plano de Marketing

A diferença entre estratégia e plano é sempre assunto que dá pano pra manga.

Isso porque as pessoas, num geral, têm uma grande dificuldade em entender onde começa um e acaba o outro, e muitas vezes confundem tudo!

No âmbito do marketing, isso não é diferente.

É muito importante que você entenda o papel de cada um desses termos, pois sua empresa precisa – e muito – de ambos.

Um não funciona isolado do outro, mas acontecem em momentos diferentes e com objetivos diferentes.

Estratégia de marketing é como o planejamento estratégico que você faz para sua empresa, mas focado no setor de marketing, claro.

Ela deve definir o seu posicionamento no mercado, o seu público-alvo e a segmentação que irá ser trabalhada.

Em resumo, é o seu porquê.

A estratégia de marketing não vai detalhar as ações que serão necessárias para que você atinja o seu objetivo. Isso é trabalho do plano de marketing, que é, portanto, o seu como.

Então, o plano de marketing define todas as ações que serão tomadas para que a sua meta seja atingida. Para que a sua estratégia de marketing possa ser alcançada.

Qual a Importância de Uma Estratégia de Marketing Para o Sucesso do Negócio?

Agora que você já entende o que significa ter uma estratégia de marketing, talvez você já tenha percebido a sua importância, não é mesmo?

Ainda assim, vou listar 4 motivos que, certamente, vão convencê-lo a começar a pensar nisso agora mesmo!

Não desperdice o potencial de uma estratégia de marketing. Você pode ter melhoras significativas no seu resultado financeiro, ambiente de trabalho e capacitação de sua equipe.

Vale a pena, hein?!

Economia Financeira

Sabe aquela história de que tempo é dinheiro? Decisão errada é dinheiro também. E muito!

Isso porque você e toda sua equipe vai gastar tempo e esforço para consertar o erro; ou poderá perder uma oportunidade incrível simplesmente por ter tomado uma decisão equivocada.

Fora, claro, o prejuízo direto que um erro pode causar.

Por isso, uma estratégia de marketing evita decisões erradas, o que acarreta em economia financeira para sua empresa.

Vale a pena, não é mesmo?

Decisões Melhores

Seguindo a mesma lógica, a estratégia de marketing permite que você tome decisões melhores e mais assertivas.

Isso, além de fazê-lo economizar dinheiro, garante a estabilidade e a saúde da sua empresa.

É muito importante que você saiba para onde deve direcionar os seus esforços, evitando desgastes, prejuízos e desmotivação.

Menos estresse

Gerenciar o marketing de uma empresa sem qualquer tipo de planejamento ou estratégia é garantia de dor de cabeça.

Imagine tomar decisões baseado no “achismo”, sem qualquer critério, trabalhar diariamente e não ver nenhum tipo de resultado, acumular erros em cima de erros, gastar dinheiro com ferramentas ou mídias e não aproveitá-las em todo seu potencial.

É desanimador, certo?

Não só vai ser um prejuízo para sua empresa, mas vai acarretar em um estresse desnecessário para toda sua equipe.

E você sabe que equipe motivada rende menos, então esse é um ciclo vicioso de queda contínua!

O meu objetivo aqui é ajudá-lo a ter sucesso e a fazer sua empresa crescer. Por isso, não menospreze este perigo!

Motivação da Equipe

Uma equipe que não tem metas claras, não tem visão compartilhada e não sabe como resolver os problemas que surgem, é uma equipe desmotivada.

E é exatamente isso que acontece se você não trabalha com uma estratégia de marketing bem definida e divulgada entre todos!

Assim, sua equipe terá um foco unificado, em que todos darão o seu máximo para atingir os objetivos da empresa. Além de profissionais motivados, atualizados e engajados com sua empresa, você também terá melhores resultados.

Tipos de Estratégias de Marketing

Agora que você já sabe tudo sobre o que é estratégia de marketing e quais os benefícios, é hora de entender na prática.

Vou citar algumas estratégias infalíveis de marketing, que você poderá aplicar. Sempre considerando, claro, o seu objetivo de marca, sua persona e seu segmento de atuação.

Conheça as sugestões e avalie quais fazem mais sentido para você.

Não esqueça de me contar tudo isso ao final, nos comentários, tá bom?

Estratégias de Marketing Digital

Eu construí minha carreira mundial empreendendo pela internet e posso garantir para você: aprender como usar marketing digital pode transformar os seus negócios para sempre.

O marketing digital mudou a maneira como nos relacionamos com o mercado, produtos e marcas.

Com o aumento de usuários de internet e na forma como eles se comunicam entre si, o marketing digital fez as empresas repensarem a forma com que alcançam seus consumidores e vendem seus produtos.

Por isso, considerar estratégias de marketing digital na sua estratégia de marketing não é nem sugestão: é básico!

Aqui vou abordar as três principais, embora fale de outras estratégias digitais em outros tópicos específicos.

Fique atento a todas elas para perceber a melhor forma de utilizá-las em sua empresa.

E-mail Marketing

Usar o e-mail como uma ferramenta de publicidade é uma escolha inteligente que trará diversos benefícios.

Para mim e para a maioria das grandes empresas, como Amazon e Overstock, o e-mail é o melhor canal em termos de marketing.

O e-mail marketing possui um alcance inacreditável, podendo atingir públicos de diversos lugares, seja no seu bairro, cidade, estado, país ou mundo!

O bom relacionamento de uma empresa com seus clientes é mais do que necessário para fidelizá-los. E a principal função do E-mail Marketing é justamente essa: fidelizar clientes!

Por algum tempo, o E-mail Marketing foi usado como forma de comunicação em massa. As mensagens enviadas eram pouco relevantes, trazendo transtornos para quem as recebia e um baixo retorno para as empresas que utilizavam essa estratégia.

Porém, hoje, o e-mail passou a ser usado por diversas empresas de uma forma mais inteligente, tornando-o uma importante e rentável ferramenta de marketing na internet.

Você pode aprender tudo sobre como planejar um e-mail marketing de sucesso com o meu post sobre o assunto, aqui eu apresento 4 exemplos de sucesso de e-mails. Confira!

Redes Sociais

As redes sociais fazem parte da tendência que mais cresce na história mundial. Esse setor tem crescido mais rápido que a internet em si.

Por isso, se você ainda não sabe como fazer marketing em redes sociais, você terá que aprender – ou vai perder a longo prazo.

Com a possibilidade de aproximação dos usuários, independente da sua localização geográfica, ficou muito fácil trocar opiniões, criticar ou espalhar rumores sobre algo que deu errado durante uma experiência de compra, por exemplo.

Por isso, uma coisa é certa: querendo ou não, a sua empresa estará, como se dizia antigamente, na “boca do povo”. Cabe a você decidir se fará parte desse discurso ou se deixará que falem por você.

São inúmeros os benefícios de uma atuação consistente nas redes sociais. Não é à toa que as empresas investem mais e mais em profissionais especializados neste trabalho.

Afinal, se a maioria dos seus consumidores estão presentes e ativos nas redes sociais – sejam elas quais forem – não faz o menor sentido que a sua empresa também não esteja nelas.

Se você ainda não sabe por onde começar, eu sugiro a leitura do meu Guia Completo sobre Redes Sociais. É um conteúdo completo sobre tudo que você precisa aprender para definir as melhores estratégias para sua empresa.

Growth Hacking

Eu acho que eu já fiz relativamente um bom trabalho explicando isso há um tempo no meu guia definitivo sobre growth hacking, mas aqui está um rápido lembrete.

Growth Hacking é marketing orientado a experimentos. (Sean Ellis)

Quem trabalha com growth hacking tem que usar meios analíticos, de baixo custo, criativos e inovadores, para fazer crescer exponencialmente a base de clientes de sua empresa.

Um bom exemplo é o Dropbox, que oferece mais espaço de armazenamento em troca da indicação do usuário para outras pessoas; ou o Uber, que é expansível, uma vez que a empresa apenas oferece o aplicativo – todo o restante é feito pelos próprios usuários.

Ambos os casos utilizam a propaganda boca a boca para o crescimento da empresa.

Percebe?

Eu falo tudo sobre o assunto no meu post Growth Hacking: O Que É e o Guia Passo a Passo.

Estratégias de Marketing de Conteúdo

Marketing de conteúdo é uma estratégia de longa duração, baseada na construção de um forte relacionamento com os clientes, conseguido através do fornecimento de conteúdo valioso, consistente e altamente relevante para eles.

Eventualmente quando o cliente toma uma decisão de compra, a lealdade dele já está em suas mãos – ele está dando preferência para comprar o seu produto, ao invés das opções dos seus concorrentes.

Por isso, conhecer as estratégias de marketing de conteúdo é de extrema importância para o sucesso da sua estratégia de marketing.

Aqui vou abordar os dois grandes grupos que pertencem ao marketing de conteúdo, e você não pode deixar isso de lado.

Inbound Marketing

Embora este seja um conceito relativamente novo, especialmente aqui no Brasil, eu posso garantir: é a melhor estratégia para gerar excelentes resultados. E o melhor: gastando pouco!

Também chamado de marketing de atração, o grande diferencial é que você trabalha com a necessidade real do seu público, agindo em diferentes etapas da sua jornada.

Isso faz com que você fortaleça o seu relacionamento e fidelize seus clientes.

Este é um assunto amplo, que abrange inúmeras técnicas. Por isso, vale muito uma leitura mais aprofundada.

Eu sugiro o meu Guia, claro, em que ensino tudo sobre Inbound Marketing e ainda dou dicas para que você gere ótimos resultados.

E, para ajudar você a ter muito sucesso em 2018, eu apresentei, em outro post, 3 tendências de inbound marketing.

SEO e Links Patrocinados

SEO é a aplicação das técnicas de otimização de busca. São estratégias para melhorar o posicionamento do seu site ou blog na lista de resultados do Google, por exemplo.

E isso, nem preciso dizer, é essencial para o sucesso de qualquer estratégia de marketing digital. Certo?

Você pode se dedicar em criar conteúdos incríveis e relevantes para o seu público. Mas se ele não for facilmente encontrado, de nada adiantará.

Já os links patrocinados é a mídia paga, que facilita para que você melhore o posicionamento do seu site em menos tempo e com menos esforço – porém com maior investimento.

O que caracteriza as duas – a busca orgânica e a busca paga – é o bom uso da palavra-chave.

O conhecimento das palavras-chave estratégicas para sua empresa é um importante fator do bom desempenho de qualquer campanha ou ação que você pretenda executar.

Estratégias de Mobile Marketing

Mobile não é apenas o futuro; ele revolucionou os negócios. Dispositivos móveis são ferramenta fundamental de comunicação para a maioria dos consumidores nos EUA, e os números crescem no mundo inteiro.

É por isso que o marketing mobile é uma obrigação para qualquer tipo de empresário.

Então, o que é marketing mobile? Segmentar campanhas de marketing para usuários mobile. Se você não faz isso, prepare-se para perdê-los para seus concorrentes.

E não é apenas segmentação. É estar preparado para a navegação dos seus usuários via smartphones.

Ter um site mobile e e-mail marketing responsivo, por exemplo, é, hoje, o básico do básico do básico! Se você ainda não pensa nisso, fique preocupado.

Pensar no mobile ajuda, inclusive, no seu SEO.

Enfim, a dica é: considere sempre o comportamento das suas plataformas online, segmente suas campanhas entre os dispositivos e aproveite todas as características e potencial exclusivo oferecido pelo mobile.

Eu listei 14 dicas de Mobile Marketing para você aprofundar este assunto.

Estratégias de Marketing para Vendas

Até pouco tempo atrás existia uma certa briga entre marketing e vendas. Na verdade, digo que isso ficou no passado porque estou confiante de que as pessoas, neste ponto, já entenderam que esses dois departamentos precisam estar inteiramente sintonizados.

Então, faz sim muito sentido pensar em estratégias de marketing que melhorem, diretamente, as suas vendas.

Quando os profissionais dos dois setores trabalham em conjunto, as decisões são muito mais assertivas e capazes de gerar excelentes resultados para os dois “lados”.

Isso pode ser desde atração e nutrição de leads, a fim de qualificar os contatos para que, depois, vendas consiga fechar mais vendas; até estratégias de cross selling, up selling e marketing de afiliados.

Todas essas estratégias podem aumentar o rendimento da sua empresa com rapidez e, o que é melhor, com baixo investimento.

Vale a pena ler mais a respeito de cada um para, então, considerar o uso daqueles que mais fazem sentido para a realidade do seu negócio.

Marketing para Atrair Clientes

Todas as estratégias anteriores podem ser utilizadas, também, para atração de potenciais clientes.

Criando conteúdo relevante, melhorando o posicionamento do seu site nos motores de busca, estreitando o relacionamento nas redes sociais e criando estratégias de fidelização.

Com isso tudo, você poderá aumentar o tráfego ao seu site, melhorar o reconhecimento e a autoridade da sua marca, e atrair novos usuários interessados pelo seu produto ou serviço.

Eu já dei diversas dicas para atração de clientes usando o marketing de conteúdo, o blog, estratégias de growth hacking, além dessas 11 dicas para conseguir clientes sem gastar dinheiro!

Como Criar uma Estratégia de Marketing de Uma Empresa?

Claro que a estratégia de marketing ideal para sua empresa é única e exclusiva, pois depende da sua realidade de mercado, seu público, seu potencial de investimento, enfim…

Ainda assim, existem tipos de estratégias macro que podem ser adaptadas para o seu negócio, pois uma coisa é certa: toda empresa passa pelo mesmo ciclo de vida. Algumas mais mais rápido do que outras, é verdade…

O importante é que você tenha uma visão clara do seu momento, para então definir as melhores estratégias para este momento.

E eu vou lhe ajudar com isso agora.

Como mostra a imagem, o ciclo de vida de um produto, serviço ou empresa passa por 4 estágios principais:

  • Introdução: é o começo da empresa ou lançamento de um novo produto. Ainda não tem lucro, porque as despesas são altas e o volume de vendas, pequeno.
  • Crescimento: período em que o mercado reconhece a empresa e passa a consumir seus produtos ou serviços.
  • Maturidade: o produto ou serviço já alcançou um bom percentual de potenciais consumidores. Por isso, pode ter uma baixa nas vendas, ou elas podem estagnar. Neste período, também, surgem concorrentes, que podem prejudicar o desempenho comercial. O lucro está estável, mantendo uma margem sem grandes acréscimos ou quedas.
  • Declínio: as vendas caem e o lucro desaparece. A empresa perde força e já está mais difícil reconquistar os consumidores ou abrir novos mercados.

Por isso, é importante que a sua estratégia de marketing considere o estágio que a sua empresa se encontra. Sem enganações: se você está com dificuldades, precisa encará-las de frente e adequar suas estratégias para tentar reverter a situação.

De nada adianta fazer de conta que está tudo bem. Certo?

Então, vamos lá.

Estratégias de Marketing Para o Estágio de Introdução

No início da empresa, o público ainda não conhece sua marca. Isso vale também para um produto ou um serviço.

Mesmo que a empresa já esteja consolidada, ao lançar um novo produto, ele passa pela mesma dificuldade.

Por isso, a estratégia nesta fase deve focar na apresentação da empresa ou produto ao mercado.

Deve, também, considerar os 4P’s do Marketing, para evitar problemas com distribuição, com a comunicação e o posicionamento.

Nesta fase, a empresa pode focar em estratégias para incentivar a experimentação ou, ainda, doutrinar o seu público. Assim, o marketing de conteúdo tem uma grande eficácia aqui.

Vale testar novas ideias, especialmente neste mundo online, em que tudo é muito rápido e efêmero. Criatividade e inovação são palavras de ordem.

E, claro, não posso esquecer: nesta fase você precisa priorizar o entendimento do seu público-alvo, para conseguir adequar suas estratégias de forma mais assertiva, considerando sua persona.

Estratégias de Marketing Para o Estágio de Crescimento

Se você conseguiu criar uma persona sólida e suas estratégias foram eficazes para atingir o seu objetivo, você já deve ter visto suas vendas aumentar.

É agora que você precisa fortalecer a sua diferenciação.

Não basta mais ensinar o seu público sobre o seu produto. Chegou a hora de você começar a trabalhar para que os seus clientes prefiram a sua empresa.

São vários os fatores de diferenciação que a sua empresa pode priorizar. Por exemplo:

  • Diferenciação baseada no produto: a qualidade do seu produto ou serviço é superior ao concorrente;
  • Diferenciação baseada no canal: a vantagem competitiva da sua empresa se baseia no número de pontos de venda e na localização dos mesmos, ou ainda, as possibilidades de comercialização e atendimento (venda por whatsapp, por exemplo).
  • Diferenciação baseada na imagem: é quando sua empresa é reconhecida em função do seu posicionamento, da imagem que transmite. É o caso do Nubank, por exemplo, que mesmo já tendo outros concorrentes, garante um público apaixonado pela marca. O mesmo acontece com a Netflix.
  • Diferenciação baseada nas pessoas: uma equipe motivada vale muito, e pode, inclusive, ser o seu fator de diferenciação. A Disney é o maior exemplo deste fator de diferenciação, pois sua equipe faz parte da experiência. Você já viu outra empresa com um staff tão preparado? É muito difícil competir com a Disney.

Independente da diferenciação que você escolher para sua estratégia, não esqueça que ela precisa ser: relevante para o público, verdadeiramente superior aos concorrentes e corresponder à realidade.

Não adianta inventar mentiras, viu?! Já dizem os mais velhos que mentira tem perna curta.

Estratégias de Marketing Para o Estágio de Maturidade

Quando sua empresa já está consolidada no mercado, as vendas podem estagnar e o lucro também. Por isso, a estratégia de marketing aqui deve ampliar as possibilidades de ter sucesso.

O fator diferenciação se torna ainda mais importante neste estágio.

Algumas possibilidades são:

  • Inovar no produto, buscando uma evolução.
  • Trabalhar novos mercados ou formatos de comercialização.
  • Considerar trabalhar estratégias de cross selling ou up selling, com promoções e vendas casadas, incentivando o aumento do tíquete médio ou abordando novos potenciais clientes;
  • Programas de fidelização;
  • Forte investimento em mídia.

Estratégias de Marketing Para o Estágio de Declínio

Uma empresa pode entrar em declínio por, simplesmente, não ter feito nada para impedir isso, ou pode ser uma situação forçada, em função de comportamento de mercado ou novas tecnologias, por exemplo.

Em ambos os casos, é preocupante, pois uma vez em declínio, os esforços para retomar patamares anteriores devem ser ainda mais intensos e exaustivos.

Pode ser que você precise pisar no freio, e sua melhor estratégia seja olhar para dentro. Buscar possibilidades de redução de custos, focar em produtos que tenham maior retorno, pensar em um reposicionamento radical…

Mas é muito importante que você tenha a frieza de avaliar até que ponto vale a pena investir. Às vezes é melhor abandonar o barco e partir para outra, para evitar problemas financeiros graves.

5 Elementos Indispensáveis em Uma Estratégia de Marketing de Sucesso

Uma estratégia de marketing deve ser única e personalizada de acordo com as necessidades e realidade da sua empresa.

Vai ter características exclusivas, dependendo do seu posicionamento, segmento de mercado, público-alvo, orçamento disponíveis e muitos outros fatores.

Ainda assim, existem 5 elementos que são indispensáveis para você planejar a sua, e devem constar na sua estratégia, sem falta!

São esses:

Personas Bem Definidas

Sem persona, não tem estratégia de sucesso.

Isso porque, para você poder planejar qualquer coisa, você precisa, obrigatoriamente, saber para que você está planejando.

É isso que vai definir os melhores canais para se comunicar com o seu público, a linguagem adequada, o tipo de conteúdo que irá interessar, enfim: vai embasar toda sua estratégia e, depois, o seu plano de marketing.

Por isso, errar na persona é dar um tiro no pé.

Planeje bem suas perguntas, faça entrevistas com seus atuais clientes e monte uma buyer persona sólida.

Não precisa se preocupar em criar várias personas. Tudo depende do tipo de negócio e produto ou serviço que você oferece. 1 ou 2 costumam ser suficientes.

Bons Canais de Marketing

Existem inúmeros canais de marketing para você explorar. Você pode estar presente em vários deles, mas é importante que você tenha conhecimento da sua real condição de mantê-lo.

Não vale a pena ficar em um que você não tem a intenção (ou dedicação) de atualizar com frequência.

Por exemplo: é importante estar no Facebook? É importante. Mas vai resolver criar uma página e deixar ela lá parada? Não vai. Então melhor não ter.

Os principais canais do marketing digital, são:

  • Blog: este é o principal canal para o marketing de conteúdo, em que você produz conteúdos de qualidade para ganhar autoridade e relevância.
  • Redes Sociais: Facebook, Instagram, LinkedIn, Pinterest são alguns exemplos de redes sociais que crescem cada dia mais e são uma ótima opção de estreitar relacionamento com o seu público.
  • Vídeos: canais de vídeos, como o Youtube e o Vimeo, são ferramentas poderosas de busca orgânica. Os formatos audiovisuais vêm tendo um crescimento de consumo cada vez maior, e é a grande aposta dos profissionais de conteúdo.
  • E-mail marketing: Réguas de automação e nutrição de leads, característicos do Inbound Marketing, tem no e-mail marketing um grande aliado. Ele tem, também, uma importante participação no volume de vendas de e-commerces, por exemplo.
  • SEO: E claro, minha “menina dos olhos”. De nada adianta você ter um site lindo, um produto incrível e uma marca maravilhosa, se a sua empresa não aparece nos primeiros resultados da busca do Google!

Ferramentas de Qualidade

Felizmente, existem muitas ferramentas ótimas disponíveis para auxiliá-lo no seu trabalho de marketing.

Uma boa estratégia precisa contar com boas ferramentas. Elas otimizam seu trabalho, asseguram os resultados e apoiam em decisões estratégicas.

Desde banco de imagens até ferramentas de métricas, existem muitas opções gratuitas e pagas que vão facilitar muito o seu dia a dia.

Se você acompanha o meu blog, já deve se deparado com inúmeras listas de ferramentas poderosas para você, com várias aplicações.

Use a abuse daquelas que você se sentir mais confortável.

Entender o Ambiente Digital

Isso é meio básico, mas não pode ser esquecido. O ambiente digital é diferente do ambiente offline, e se você já trabalha com ambos, deve ter percebido essas diferenças.

O importante é entender o online, como funciona as regras básicas de comportamento, para evitar dores de cabeça.

Se você investir em marketing digital sem compreender essa diferença, poderá deixar seus clientes e sua empresa em uma situação de desconforto, tendo um efeito reverso do esperado.

Procure ler a respeito, estudar o comportamento dos usuários, acompanhar o que sua persona costuma fazer e conhecer as atividades dos seus concorrentes (ou até de empresas que são cases de sucesso, ainda que não sejam do seu segmento).

Isso vai ajudar para que você consiga direcionar suas ações, comunicação e estratégias com mais segurança.

KPIs Apropriados

Eu pareço um disco riscado com esse assunto e se você acompanha o meu blog já deve estar careca de saber: você precisa definir os KPIs que fazem sentido com a sua estratégia, para então poder mensurá-la adequadamente!

Se você não puder medir as suas ações, não será capaz de perceber os resultados obtidos e o sucesso (ou fracasso) de sua estratégia de marketing.

E você já deve saber, neste ponto, que não visualizar os indicadores e não medir os resultados é sinal latente de tempo, esforço e dinheiro jogado fora.

Você será incapaz de aprimorar sua estratégia para fazer crescer cada vez mais a sua empresa, e esse é um erro que eu não estou disposto a deixá-lo cometer.

Combinado?

6 Exemplos de Estratégia de Marketing Para Sua Empresa

A grande maioria das novas empresas falha no longo prazo.

Eu não estou tentando assustar você ou algo assim.

Mas você precisa saber o que você vai enfrentar.

Um estudo diz que a taxa de falha é de cerca de 50% após 5 anos, mas pode também chegar em até 75%.

Ainda assim, vou repetir: Não desanime. Eu já cometi meu próprio erro na casa dos milhões de dólares.

O ponto crucial é aprender com seus próprios erros. Descubra o que deu errado e nunca repita o mesmo erro novamente.

Neste ponto do artigo, eu vou compartilhar minhas experiências de sucesso no processo de amadurecimento de várias empresas multimilionárias.

Assim você pode aprender com os erros que eu cometi, sem precisar passar por isso.

Nós vamos falar sobre como colocar seu nome no mercado, pois muitas novas empresas não realizam o suficiente para romper a barreiras do desconhecimento e obscuridade.

[ vídeo: https://youtu.be/q3DEnXHvvbA ]

Mas antes, você precisa ter certeza que você está entrando no mercado certo para seu negócio.

Confira estas dicas para uma boa estratégia de marketing e garanta que sua empresa tenha sucesso!

Primeiro crie um posicionamento, então se preocupe com distribuição

Muitas empresas falham antes mesmo de sair do chão.

Eis o que eu quero dizer.

Pessoas que trabalham com software sempre falam sobre “resolver seus próprios problemas” quando criam algo novo.

Mas você não paga pelo seus serviços. Seus clientes sim!

Em outras palavras, resolver seus próprios problemas está bom. Mas até você não resolver os problemas de outras pessoas, você nunca ganhará dinheiro suficiente para se manter.

Isso significa que você vai ao mercado para ver se os mesmos problemas ou pontos a serem resolvidos ressoam com o que você está pensando.

Por exemplo, eu costumava assistir sempre The Daily Show com Jon Stewart. Agora eu não assisto mais.

Acontece que eu não estou sozinho nessa. Quase 40% da audiência anterior de Jon também parou de assistir.

Isso não significa que o novo apresentador é ruim. Ele é apenas diferente. E ele não era a escolha certa para o velho público existente.

Então, antes de falarmos sobre o uso da estratégia de marketing e táticas de conteúdo para melhorar sua startup, você precisa ter certeza que está no mercado certo primeiro.

Você precisa estar preparado e pronto para o crescimento antes que ele aconteça.

Veja como realizar isso:

O primeiro truque é procurar por assuntos que tenham aceitação na internet, que já tenham grandes comunidades envolvidas. Por exemplo, comece procurando por blogs populares (porque estes serão seus parceiros de promoção mais tarde).

Peguei uma ideia aleatória de cabeça para fazer isso: eu, literalmente, procurei no Google “blog sem glúten ” meio segundo atrás e veja o que apareceu:

Repare no tamanho deste mercado! 7.880.000 resultados!

E isso falando apenas de blogs com conteúdo. Então imagine quantas pessoas estão lendo estes sites.

Agora você sabe que já existe um mercado para o que você tem. O novo truque é descobrir como você vai fazer seu produto ou serviço destacar-se neste mercado disputado.

Marty Neumeier escreveu um livro chamado Zag: The Number One Strategy for High-Performance Brands no qual ele fala sobre “criar uma categoria.”

Basicamente, a ideia é perguntar a si mesmo algumas questões para ter certeza que você não estará competindo contra uma tonelada de outras pessoas com o mesmo produto (caso contrário, seu risco de falhar aumenta).

Então pergunte a si mesmo:

  • O valor do seu produto ou serviço é fácil de se entender (e implementar para o usuário final)?
  • Como você vai mudar recursos, preços e outros fatores, para ser a única pessoa que possui um produto ímpar para resolver este problema?
  • Você está apoiado por uma tendência onde o mercado está crescendo? (Veja o que eu falei sobre “assuntos com unanimidade na internet” logo acima.)

O Lean Canvas é uma das melhores maneiras de ajudar você a descobrir isso.

Sua solução ou produto ideal certamente vai evoluir com o tempo.

Você pode imaginar que ele vai ser de uma maneira, porém isso poderá mudar assim que você receber feedbacks reais de seus clientes.

E tudo bem com isso.

Por exemplo, Cirque Du Soleil já se tornou um dos maiores atos de entretenimento do mundo na última década.

Você não pode entrar em um Hotel em Las Vegas sem ver um dos seus shows.

Mas quando eles começaram, eles tiveram que se renovar um pouco para achar a fórmula certa. Obviamente eles sabiam que existia um enorme mercado para shows como o circo oferece.

No entanto, sua inovação se transformou no reconhecimento sobre a quebra do circo tradicional e como eles poderiam mudar as regras do jogo para si.

Então, eles sequer se preocupavam com animais, por exemplo, enquanto ao mesmo tempo, eles adicionavam elementos como o tema de um show e um local mais refinado.

O resultado foi o estranho cruzamento entre um circo e um teatro, mas funcionou.

Você nunca pode dizer que já descobriu o produto perfeito.

Ao contrário, isso é um processo constante durante o qual você ajusta sua estratégia baseado nos comentários para continuar seguindo a direção certa.

Isso ajuda você a evitar cometer os mesmos erros que muitas vezes afundam as empresas.

As pessoas são muito teimosas para mudar e evoluir ao longo do tempo, mas você não precisa cair nessa armadilha.

Quando você estiver no caminho certo, aí sim você pode começar a pensar em crescimento.

Comece a utilizar a plataforma das outras pessoas

Se mover muito devagar é o que geralmente mata novas empresas.

Ninguém sabe quem você é. Isso significa que eles não conhecem você e definitivamente eles não estão procurando por você usando o nome da sua marca no Google.

Então, a melhor estratégia nos primeiros dias é utilizar as plataformas de outras pessoas.

Veja o que eu quero dizer:

Airbnb também começou como um ninguém. No entanto, eles utilizaram essa tática e procuraram por lugares onde seus clientes já estavam.

Naqueles dias, pessoas do mundo todo usavam o Craigslist para encontrar pessoas e clientes nas cidades onde eles queriam visitar (ou oferecer seu próprio espaço).

Então, o Airbnb primeiro começou a seguir as pessoas que estavam colocando suas propriedades na lista da Craigslist.

Eles fizeram isso através de um conjunto de ferramentas simples que facilmente permitiu que estas pessoas também cruzassem suas listas de imóveis na plataforma da Airbnb.

Isso funcionou muito bem, mas eles ainda precisavam de mais. O único modo para fazer a empresa decolar era colocar o pé no fundo do acelerador para conseguir mais listas.

Então, o que eles fizeram foi bem inteligente.

A Airbnb criou uma lista através de uma reciclagem a partir das informações dos contatos da Craigslist e enviou um email em massa para as pessoas, como este abaixo:

A boa notícia é que você não precisa sempre fazer um spam ou algo técnico para ter os mesmos resultados.

Por exemplo, quando a Unbounce foi lançada, alguns anos atrás, não tinha, necessariamente, os mesmos recursos que outras empresas de software têm para ter um grande impacto em seu lançamento.

Em vez disso, eles tinham que criar suas próprias notícias.

O cofundador Oli Gardner gastou incontáveis horas criando O Guia de Iniciantes Para Marketing Online.

Ele contém um infográfico de 15 milhões de pixels que mostra 60 diferentes tarefas em detalhes, juntamente com um curso de 6 meses para ajudar você a descobrir como colocar toda essa informação em prática.

Isto é muito impressionante, não é?

Com algo desta magnitude, sua primeira reação natural seria colocar este material em seu próprio site para que você possa receber todos os benefícios.

No entanto, não foi o que a Unbounce fez.

Em vez disso, a empresa publicou todo o conteúdo no blog da Moz gratuitamente.

A razão era simples.

A Unbounce precisava da atenção dos consumidores. E a Moz tinha essa atenção.

Então essa combinação foi perfeita.

Você pode replicar a mesma estratégia em qualquer lugar que você olhe.

Por exemplo, empresas de software também vão ajudar umas às outras com promoções cruzadas ou parcerias, se os usuários tiverem um interesse comum por ambas.

A Treehouse ensina pessoas a codificar. Muitas pessoas irão fazer um freelance em algum momento. Então o Freshbooks é uma combinação perfeita.

É como se fosse um relacionamento “uma mão lava a outra”. Ou então você poderia incentivar o parceiro maior com um percentual dos lucros gerados através da parceria.

Você pode ainda formar estes mesmos tipos de parcerias para conseguir negócios offline.

Acompanhe as notícias de outras pessoas também

Quase todos riram do novo logotipo da Gap quando ele foi anunciado.

Sério, todos odiaram:

A startup 99designs viu uma oportunidade e rapidamente tirou proveito disto.

A 99designs ajuda pessoas a desenvolver novos designs de logotipos. Dessa forma, você tem um feedback sobre o caminho a seguir, podendo receber comentários das pessoas, e assim evitar cometer o mesmo erro que o da Gap.

É uma combinação perfeita!

A empresa criou uma competição em sua própria plataforma para ajudar a Gap a criar um logotipo melhor.

A competição deu o que falar, pois eles estavam envolvidos em algo que já estava no topo das notícias.

Tudo que eles fizeram foi capitalizar um tópico que estava em alta, colocando-os em inúmeros lugares diferentes a partir de erros de outras grandes marcas.

Participe, organize e se voluntarie em eventos

Pessoas gostam de fazer negócios pessoalmente.

É bem mais fácil ganhar a confiança de alguém e gerar frutos de uma discussão sobre posicionamentos que estão sempre em evolução.

No início, os fundadores da Hakka Labs participaram de encontros locais para descobrir mais sobre o que a comunidade de engenharia estava interessada.

As discussões eram excelentes, mas ninguém nunca registrava uma conversa. Em outras palavras, as informações trocadas desapareciam quando o evento tinha acabado.

Então, eles começaram a gravar as conversas e disponibilizar o áudio para os usuários em seu site.

O arquivo poderia ser compartilhado e organizado, e ajudaria a dividir as informações com todos os membros do grupo.

Você pode, então, utilizar uma abordagem semelhante, convidando mais pessoas a participarem de mais eventos, e repetindo o processo conforme o necessário.

Esta estratégia mostrou-se tão bem-sucedida que eles começaram a usar em seus próprios encontros.

Em pouco tempo, eles construíram uma conferência inteira para as mesmas comunidades.

Essa iniciativa os ajudou a conseguir um investimento de $500k (depois de trabalhar um bom tempo com pouco investimento).

Essa é a mesma plataforma básica da estratégia de utilizar conteúdo de outras pessoas, mas utilizando isso de forma offline e conhecendo as pessoas cara a cara.

Este tipo de estratégia também ajuda você a ser notado.

Pense nisso: Todos estão enviando “e-mails frios” (sem nenhum tipo de relacionamento estreito com os clientes) para serem notados.

Mas eles são terríveis! A taxa de resposta é muito baixa, então por que se dar o trabalho?

Em vez disso, faça algo diferente, como conhecer pessoas em eventos ou enviar novas perspectivas ou algo no correio para ser notado.

Isso exige mais esforço, mas sem dúvida poderá ajudá-lo a se destacar em meio a multidão.

Transforme seus clientes em divulgadores boca a boca

Você já teve uma conta no Hotmail?

Eu já tive. Quase todo mundo teve!

Isso aconteceu porque o Hotmail lançou o primeiro serviço de e-mail completamente gratuito, décadas atrás.

Cada e-mail que você enviou, não importa como, continha um simples texto com um link que encorajava o destinatário do e-mail a adquirir sua própria conta gratuita com o Hotmail.

Esta estratégia era bem simples, mas ajudou para que a empresa ganhasse milhões de usuários em um piscar de olhos.

Agora, você lembra de outra empresa mais recente que fez algo similar a isso?

Dropbox!

Este truque simples foi o responsável pelo crescimento da Dropbox (muito mais que SEO ou o setor de publicidade fizeram).

A boa notícia é que existem algumas ideias que você pode aproveitar para adicionar as mesmas características para quase qualquer negócio.

Por exemplo, a ReferralCandy trabalha com empresas de e-commerce para fazer algo parecido.

Toda vez que alguém ajuda a trazer um novo cliente, essa pessoa é recompensada com um pequeno bônus.

Eu amo essa tática simples porque não custa nada.

O único momento que você “paga” é quando alguém gasta mais dinheiro com você.

Isso ajuda você a evitar gastar uma quantidade absurda de dinheiro em publicidade ou outros canais, em vez de reinvestir contratando pessoas, comprando mais produtos e outras despesas direcionadas ao crescimento.

E isso também te ajuda a evitar fluxo de caixa negativo. E é nesse patamar que as empresas querem se encontrar.

Encontre (ou seja você mesmo) um influenciador

Influenciadores também possuem uma grande e pré-construída audiência que você precisa ter acesso, pois pode ajudar no marketing digital para a sua empresa.

O que eles nem sempre têm, no entanto, é dinheiro.

Então, um grande número de influenciadores de mercado, como o Tribe, tem surgido para ajudar na conexão entre marcas e influenciadores, de maneira fácil, gerando um negócio benéfico para ambas as partes.

Por exemplo, você pode ir em muitas destas plataformas e simplesmente listar seus produtos ou descrever sua ideia inicial para a campanha.

Então, você vai procurar pelo influenciador ou será direcionado com aquele que possui a audiência perfeita para você.

Com pouco investimento você já consegue acesso instantâneo a centenas de milhares de seguidores (adquirindo mais tráfego, leads, clientes e muito mais).

Os cofundadores por trás da Luxy Hair tinham o mesmo objetivo, mas eles simplesmente decidiram pegar uma câmera e começar a gravar.

Ao longo de cinco anos (e vários vídeos em diferentes segmentos), já conseguiram acumular mais de três milhões de inscritos.

Um simples exemplo de B2B é tanto a publicação de guest posts como a condução de um webinário para o público de uma marca maior.

Por exemplo, a Kissmetrics hospeda novos webinários todos os meses. Então, ela está constantemente atenta a novos especialistas que podem intensificar a entrega de um excelente conteúdo.

Claro que pode demorar um tempo para preparar o conteúdo.

Mas o resultado é que sua marca fica mais conhecida, consegue tráfego para seu site, e potenciais leads ou clientes.

O benefício adicional é que também lhe dá credibilidade. A Kissmetrics, neste caso, é uma marca estabelecida no mercado. Pessoas começaram a conhecer e confiar nela.

Você também vai ter o benefício da dúvida, onde os clientes vão comparar a sua marca com outras.

Eu sei que no começo muitas empresas não têm dinheiro para nada. Então, se esforçar e colocar a mão na massa é uma das alternativas mais fáceis.

O truque com todas essas estratégias é que você não precisa pedir ajuda para outras pessoas.

Em vez disso, ajude-as primeiro.

Dê a cada uma dessas grandes marcas, parceiros ou plataformas o que eles querem ou precisam. E você terá o que você precisa também.

Exemplo – O Que Você Não Deve Abordar em Sua Estratégia

“Certo, Neil, entendi que ter uma estratégia de marketing é muito importante para o sucesso da minha empresa. Neste caso, vale tudo, né?”. Não, não vale.

E você precisa acreditar em mim: ainda que existam muitos “truques” que fazem parecer fácil demais conquistar excelentes resultados, eles não valem a pena.

Não é porque você deve criar uma estratégia de marketing matadora que ela pode, necessariamente, ultrapassar os limites do bom senso (ou, até mesmo da legalidade).

Em campanhas publicitárias, por exemplo, já existem diversas normatizações e leis previstas, inclusive, no Código do Consumidor, que garantem as boas práticas.

No marketing digital, temos um “órgão regulamentador” que não é do governo nem nada, mas é capaz de destruir a sua empresa. Sem dúvidas! O nome dele é Google.

Por isso, vou dar um exemplo bem importante do que não fazer, em hipótese alguma!

Eu seria irresponsável se não o alertasse para isso.

O nome desse “recurso” suspeito é Black Hat SEO.

Esse tipo de foco visa otimizar conteúdo somente para os motores de busca, sem considerar os usuários de forma alguma – e você já deve saber que, nos dias de hoje, o usuário tem muita importância!

Com as constantes atualizações dos critérios de avaliação do Google, essa abordagem tem resultado em páginas de baixa qualidade, que na maioria das vezes são banidas rapidamente.

No meu Guia Completo sobre SEO eu falo bastante sobre essa técnica, mas de forma alguma é no intuito de incentivá-lo.

Apenas acho importante que você seja capaz de reconhecer e separar as boas práticas das más – até para conseguir avaliar um fornecedor ou profissional, por exemplo.

Quando comecei a trabalhar com SEO eu tinha apenas 16 anos. E como muitos adolescentes, eu não me preocupava muito com as “consequências.”

No meu mundinho de faz de conta, elas simplesmente não existiam. Por conta disso, eu fazia o que eu bem entendia.

Hoje em dia, não pratico nem incentivo as táticas de black hat. E se eu pudesse voltar no tempo, nunca teria me envolvido com o lado sombrio. Por quê? Porque se eu tivesse dedicado toda aquele tempo e energia a táticas legítimas, teria criado negócios muito mais duradouros.

Portanto, caro leitor, fique atento na hora de planejar suas estratégias de marketing.

É sim muito importante ser capaz de enfrentar a concorrência e criar uma diferenciação perceptível, contanto que ela seja real.

Nem o Google nem os consumidores aguentam mais histórias bonitinhas, mas vazias ou discursos e técnicas de enganação.

Faça o seu planejamento de forma coerente com o seu negócio, o seu público-alvo, o seu posicionamento, seus valores verdadeiros. Assim, não tenho dúvidas, você conseguirá atingir o sucesso.

Por Que Contratar Profissionais Especializados em Estratégias de Marketing

Antes de mais nada, quero deixar uma coisa clara: a estratégia da sua empresa deve ser definida pelo planejamento estratégico dela, e jamais ser terceirizada por uma agência.

Isso porque ninguém é capaz de definir objetivos e conhecer sua empresa, seu processo, seu produto e seu mercado tão bem quanto você próprio (e, claro, sua equipe).

Ainda assim, você pode contar com profissionais especializados em estratégias de marketing, seja para contratar internamente, seja para consultoria, por exemplo.

A experiência e opinião de um profissional externo, atuante em um mercado amplo e, muitas vezes, diferente do seu, pode garantir uma visão mais ampla, permitindo que a criatividade se expresse com inovações ou riscos controlados.

Muitas vezes ficamos presos na nossa caixinha e fica difícil enxergar oportunidades que podem ser logo abaixo do nosso nariz.

Vai me dizer que nunca passou por algo assim?

Porém, é preciso ter cuidado. Existem, como em qualquer outro segmento de mercado, profissionais e “profissionais”.

A agência ou a pessoa que você estará contratando deve estar interessada nas suas necessidades, demonstrar conhecimento do seu mercado – ainda que superficial, entender o posicionamento e os atributos da marca.

Isso tudo antes de querer saber a verba disponível.

Este tipo de interesse demonstra seriedade. De nada adianta um profissional cantar de galo e acumular prêmios, se ele não for capaz (ou não tiver interesse) em resolver a sua dificuldade real, com a sua verba real.

Um profissional qualificado, comprometido e que se mantém em constante atualização pode ser uma boa alavanca para o seu negócio.

Óbvio que eu não preciso dizer que você pode sempre contar comigo, não é mesmo?

Embora minha agência tenha sido fundada em 2017, nossas raízes no marketing começaram em 2001.

Pelas outras empresas que criei, fui considerado um dos 100 melhores empreendedores até 30 anos pelo presidente Obama e um dos melhores até 35 anos pelas Nações Unidas.

Agora, minha nova empresa, que fundei com meu sócio Mike Kamo, é uma agência diferente. Honesta, que somente aceita clientes que, de fato, poderemos ajudar, assim como já ajudei inúmeras outras empresas em todo o mundo.

Sugiro, sem mais delongas e sem segundas intenções (não as más, pelo menos), que você conheça o nosso trabalho de consultoria e entenda o passo a passo para trabalhar conosco e fazer o seu negócio crescer.

Conclusão

Estratégia de marketing é essencial para o sucesso da sua empresa, pois orienta a tomada de decisões e permite a conquista de suas metas e objetivos.

Com isso, você evita prejuízos, dedica esforços em algo que vai, de fato, lhe trazer retorno positivo, reduz o estresse desnecessário e aumenta a motivação de sua equipe.

E já sabemos que uma equipe motivada é sinônimo de resultados melhores.

Por isso é tão vantajoso que você pare um minuto para pensar no porquê você faz o que você faz. Qual o seu posicionamento? Qual o seu público-alvo? E o seu segmento de atuação?

Com essas respostas em mente, você poderá definir estratégias de marketing que cabem direitinho na realidade do seu negócio – e o no seu orçamento!

Também vimos que, se você está iniciando, seu sucesso virá de outras pessoas.

Ninguém sabe quem você é, o porquê você existe ou por que eles um dia irão querer fazer negócio com você.

Então a primeira etapa que você precisa fazer, antes da promoção, é descobrir o que as pessoas querem!

Isso parece simples e básico, mas isso vai te economizar muitas dores de cabeça e dificuldades no caminho.

Você precisa ter certeza que existe um mercado viável lá fora antes de lançar seu negócio, pois quando você estiver na estrada, muitas destas pessoas serão seu trampolim direto para o sucesso.

Você vai precisar se apoiar na plataforma deles para “pegar emprestado” um pouco da atenção que eles já possuem.

Não há escassez de técnicas para tentar aqui. Mas o importante é que você descubra como ajudar seus potenciais parceiros primeiro.

Então, eles vão estar muito mais abertos a lhe dar acesso aos olhares de sua audiência, o que pode resultar no seus primeiros clientes.

Mas mesmo que você já esteja consolidado, existem inúmeros tipos de estratégia que podem ajudá-lo a fazer crescer o seu negócio – ou atingir o seu objetivo de marketing, dependendo do momento da sua empresa no seu ciclo de vida.

Se você está na fase de introdução, precisa se preocupar em ser conhecido. Na fase de crescimento, precisa começar a pensar na diferenciação, naquilo que fará seu público preferir a sua marca, ao invés de outras.

Se sua empresa já está na fase de maturidade, atenção: depois dela vem o declínio, e você precisa se esforçar muito para que isso não aconteça. É na maturidade que você busca inovações para o seu produto, para tentar uma forma de recomeçar o ciclo.

E, no declínio, avalie se vale a pena seguir no barco ou se é hora de abandonar e partir para outra. Espero sinceramente que você não precise tomar uma decisão como essa, e é por isso que este material é tão importante!

Lembre-se dos elementos essenciais e evite construir um plano de marketing, ou seja, o “como”, sem antes pensar no objetivo de fazê-lo.

Tendo isso tudo em mente, conta para mim: Qual o seu exemplo favorito de estratégia de marketing que uma grande empresa usou para se transformar em um sucesso?

O que você pretende mudar no seu planejamento depois de ler este artigo?

Deixe um comentário, vou adorar saber como meu material auxiliou sua empresa!

Compartilhe