Neil Patel

Espero que você goste desse artigo. Se você quer que meu time faça o seu marketing, clique aqui.

Aplicativos de Vendas: Veja os 10 Apps e 5 Dicas Para Vender Mais

casal usando aplicativo de vendas em tablet segurando sacvolas de compras

Qual aplicativo de vendas você usa? Se a resposta é “nenhum”, acenda o alerta.

Em pleno século XXI, quem quer se destacar no mercado simplesmente não pode fechar os olhos para a tecnologia.

Os aplicativos de vendas não são apenas excelentes aliados para aprimorar os seus negócios. Eles são absolutamente necessários!

Segundo uma pesquisa divulgada pela App Annie, empresa norte-americana de dados do mercado de aplicativos, o brasileiro tem em média 80 aplicativos instalados no celular e passa cerca de 200 minutos por dia conectado a eles.

Portanto, quem pretende vender mais e melhor não pode ficar de fora dessa oportunidade.

Se você tem um smartphone – e eu sei que você tem! – não tem mais desculpa para não aproveitar ao máximo tudo o que ele oferece para bombar as suas vendas.

Neste post, eu trago detalhes sobre 10 aplicativos que vão impulsionar as vendas do seu negócio.

E ainda dou dicas valiosas para usar essas plataformas da maneira certa.

Vamos começar?

Antes de continuar, se você quer aumentar sua vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.

guia completo de marketing digital

Aplicativos de vendas: 10 que vão impulsionar as vendas do seu negócio

aplicativos de vendas na área imobiliária

Aplicativos de vendas são programas para smartphones que permitem ao consumidor encontrar produtos, escolher, comparar e comprar.

Alguns dos melhores apps do tipo são:

  1. Mercado Livre
  2. eBay
  3. Skina
  4. Enjoei
  5. iCarros – Comprar Carros
  6. Desapekids
  7. Reserve
  8. OLX
  9. Rekids
  10. Tradr.

Este é o meu top 10 de aplicativos de vendas, sobre os quais vou trazer detalhes na sequência.

Não importa se você que se desfazer de uma peça de roupa usada ou vender um carro zerinho: sempre vai existir um aplicativo para facilitar a sua vida.

Hoje em dia, muitos softwares também têm aproveitado para conectar diferentes interesses entre as pessoas através da chamada economia colaborativa, ajudando-as a comprar, vender, trocar ou doar tudo quanto é tipo de objetos usados.

Seja qual for o objetivo da sua venda, a internet pode te ajudar com praticamente tudo.

Veja a seguir o que há em cada um dos aplicativos que selecionei para você conhecer e, quem sabe, passar a usar na sua estratégia de vendas.

1. Mercado Livre

mercado livre como exemplo de aplicativo de vendas livre

O Mercado Livre nasceu em 1999 na Argentina e é hoje a maior plataforma da América Latina especializada em comércio eletrônico.

É raro encontrar alguém que nunca tenha usado seus serviços, seja para comprar, vender, anunciar ou gerir ou seus negócios pela Internet.

Afinal, o Mercado Livre é o 5º site mais acessado aqui no Brasil, com 52 milhões de visitas por mês.

Mais raro ainda é não conseguir encontrar alguma coisa na plataforma – sim, lá você encontra de tudo: desde vestuário até imóveis, tanto novos quanto usados.

O melhor de tudo é que o Mercado Livre possui uma ferramenta voltada especialmente quem deseja criar uma loja online com domínio próprio, layout personalizado e sistema de pagamentos em apenas poucos minutos.

É o Mercado Shops, que também oferece ferramentas de marketing, de gestão e de estoque de vendas.

A empresa trabalha ainda com outros quatro segmentos principais:

  • Marketplaces: comércio de produtos com 211 milhões de usuários na América Latina
  • Mercado Pago: é um sistema de pagamento que garante uma segurança a mais para quem compra ou comercializa na plataforma e até em outros sites. Com o Mercado Pago, os lojistas conseguem oferecer todas as opções de cartões de crédito e boletos para pagamento
  • Mercado Envios: é a tecnologia de logística do Mercado Livre. O sistema consegue calcular o valor do frete e faz a impressão de etiquetas pré-pagas para você utilizar na hora de enviar o produto
  • Mercado Livre Publicidade: área de comercialização e publicidade do Mercado Livre.

Disponível para todos os sistemas operacionais, o aplicativo também permite que o usuário avalie o vendedor.

2. eBay

acesso ao ebay mobile como exemplo de aplicativo de vendas

Lançado em 1995, acredita-se que o eBay tenha sido o pioneiro no comércio de produtos na rede. Por isso, ele é tão popular não só no Brasil como no mundo inteiro.

Para quem não conhece, o funcionamento do eBay é bastante parecido com o do Mercado Livre, permitindo a compra e venda de produtos variados, tanto novos quanto usados.

O eBay também é conhecido pelos seus leilões.

E tem mais: em 2019, o eBay, antes disponível apenas em inglês, passou a contar também com site em português, facilitando de vez as buscas para os brasileiros.

Além disso, com os preços na nossa moeda, não é mais necessário que o usuário faça a conversão do dólar para usar o eBay.

Sobre as tarifas cobradas na plataforma, tudo vai depender dos preços e do tipo dos produtos vendidos.

Vale a pena dar uma conferida!

3. WhatsApp

uso do whatsapp business para vendas

Achava que nosso querido “Zap” era usado só para bater papo?

Pois saiba que ele tem diversas outras funções – e vender é, certamente, uma delas.

Embora o WhatsApp não tenha sido criado exatamente com esse objetivo, a verdade é que 80% das empresas já estão marcando presença na plataforma.

E por isso mesmo foi lançado o WhatsApp Business, especialmente para proprietário de pequenas empresas.

O legal é que ali é possível interagir facilmente com clientes, usando ferramentas para automatizar, organizar e responder rapidamente a mensagens.

4. Enjoei

Enjoei como exemplo de aplicativo de vendas

Já pensou em dar um novo destino às roupas que estão encostadas no seu armário e ainda garantir uns bons trocados com isso?

Para isso foi criado o Enjoei – e o que começou com um blog voltado para troca e venda de roupas usadas se transformou no mais famoso brechó online brasileiro.

No aplicativo, tem muita coisa boa – até porque, todos os produtos passam por uma avaliação criteriosa para que sejam comercializados – e cada vendedor pode criar a sua própria lojinha virtual para vender roupas, acessórios e até eletrônicos.

Embora o Enjoei tenha toda uma pegada jovem, lá você encontra artigos para todo tipo de público.

Para produtos de até R$ 100,00, a plataforma cobra 18,5% de comissão + tarifa.

Acima desse valor, são 20% de comissão + tarifa pelos serviços de intermediação, meios de pagamentos, segurança e demais custos.

Você pode conferir as peças tanto no site quanto através do aplicativo, disponível para aparelhos com os sistemas Android e iOS.

5. iCarros

site do iCarros que também têm aplicativo de vendas online

Vender e comprar carros nem sempre é uma tarefa fácil. Ainda bem que existem aplicativos voltados especialmente para isso.

É o caso do iCarros, que conecta usuários de todo o país em busca de automóveis tanto novos quanto usados.

O aplicativo conta com catálogos de carros com:

  • Fotos
  • Ficha técnica
  • Opinião do dono
  • Comparação de preços
  • Informações sobre o modelo desejado.

Quem se inscreve no iCarros também fica por dentro de notícias personalizadas e tem ainda a possibilidade de simular financiamentos.

6. Desapekids

Quem tem filho, sabe: às vezes, os bebês e as crianças crescem tão rápido que algumas roupinhas permanecem intocadas na gaveta, ou, no mínimo, em excelentes condições de uso.

E como nem sempre é fácil achar comprador para esse segmento, é preciso ir até o local certo para vender.

O Desapekids conecta compradores e vendedores de produtos e serviços do mercado infantil em geral, além de oferecer dicas e cuidados para a proteção dos pequenos.

Disponível apenas para Android no momento.

7. Reserve

Este não é exatamente um aplicativo para vender, mas que pode ajudar a impulsionar as vendas do seu negócio.

Ele é o sistema ideal para empresas que estejam buscando mais agilidade em serviços de gestão de despesas e viagens corporativas.

A verdade é que viagens de negócios, muitas vezes, podem ser um tanto quanto difíceis e demoradas de monitorar.

E o Reserve entra para descomplicar vários processos, como os reembolsos, por exemplo.

O serviço promete gerar economias de até 28% em viagens e de até 73% do tempo necessário para processar todos os gastos.

Entre as suas funcionalidades, estão:

  • Automação de processos
  • Rastreabilidade do fluxo de trabalho
  • Controle integral
  • Redução de custos.

Lançado em 2004, o Reserve já atende hoje mais de 3 milhões de usuários e 25 mil empresas.

8. OLX

OLX como exemplo de um dos maiores aplicativo de vendas online

Assim como no Mercado Livre ou eBay, você pode anunciar na OLX qualquer produto que tenha interesse em desapegar.

A diferença é que a plataforma não realiza o pagamento e nem a entrega dos produtos.

Ou seja, é preciso que comprador e vendedor se comuniquem para acertar esses detalhes.

Na prática, funciona exatamente como um site ou app de classificados online. E o melhor: é gratuito!

9. Rekids

tela de download do aplciativo de vendas ReKids

Assim como o Desapekids, o Rekids também serve para a compra, venda, troca e até doação de artigos infantis.

É uma excelente oportunidade de passar para frente aquele carrinho que você não usa mais, as roupinhas que já não servem, assim como itens de enxoval ou brinquedos.

Entre as vantagens do app, está a garantia do sigilo total dos anunciantes e dos dados sobre seus filhos nos perfis cadastrados, com um chat privado para que comprador e vendedor possam fazer as negociações.

Os produtos anunciados podem ser rapidamente localizados por meio de filtros como faixa etária, tamanho e até a distância entre a localização do produto e a sua casa.

Você também não precisa pagar nada para cadastrar ou anunciar na plataforma.

10. Tradr

O Tradr é considerado o Tinder da moda e está fazendo o maior sucesso por aí.

Isso porque a plataforma funciona de forma semelhante ao aplicativo de relacionamentos. A diferença é que, em vez de pessoas, você pode curtir ou rejeitar objetos usados.

Uma vez que você se interessa por algum item, basta acionar a ação de curtir e um chat será disponibilizado para que possa negociar a compra com o vendedor.

O Tradr trabalha de forma super inteligente, com um algoritmo capaz de identificar seus gostos conforme acompanha as suas curtidas na plataforma.

Caso você se interesse por um objeto, mas ainda não queira comprá-lo, você pode ainda criar uma lista de desejos no aplicativo.

5 Dicas para você ter sucesso nos aplicativos de vendas

ilustração de smatphone e compras online

Depois de conhecer os aplicativos de vendas mais utilizados, é hora de preparar a sua estratégia.

Para isso, leve em consideração as dicas que separei a seguir.

1. Escolha o aplicativo mais adequado

Em primeiro lugar, é importante definir qual o aplicativo mais apropriado para seu negócio.

Como você viu neste post, enquanto existem apps que oferecem praticamente tudo o que possamos imaginar, outros são voltados para nichos super específicos.

Por isso, faça uma boa avaliação sobre qual plataforma pode atender melhor às suas necessidades.

2. Crie vínculo com o cliente

Seja atencioso com o consumidor e preste bastante atenção às suas dúvidas.

Se o seu anúncio gera muitas perguntas, por exemplo, é bem provável que as informações acerca do produto não estejam claras o suficiente.

O importante é que você seja absolutamente transparente quanto àquilo que vende na plataforma.

Não são raros os casos de vendedores ocultando informações importantes de seus clientes, como tempo de uso e estado de conservação da mercadoria.

Isso não apenas é antiético, como queima a imagem do negociante.

Além disso, garanta sempre a entrega dentro do prazo e procure atualizar o cliente sobre o estágio do pedido para evitar problemas e manter uma boa credibilidade nas plataformas.

Lembre-se de que você está sendo constantemente avaliado por quem compra seus produtos, e qualquer bola fora pode prejudicar sua performance nesses aplicativos.

Aproveite a boa comunicação entre você e seu cliente para conhecê-lo melhor.

Caso ele ceda o e-mail, mantê-lo atualizado sobre produtos relacionados é uma ótima maneira de garantir vendas futuras.

3. Faça descrições detalhadas em seus anúncios

pessoa acessando smartphone em mercado ao fundo

Quanto mais informações o seu produto apresentar, maiores são as chances de conversão.

Uma atenção especial ao título também é essencial.

Para isso, que tal recorrer a ferramentas de pesquisas de palavras-chave para descobrir o que os consumidores têm buscado na rede sobre seu produto?

Também não deixe que postar fotos de qualidade relacionadas às suas ofertas.

Além de ilustrar melhor o que você quer vender, uma imagem bonita e com boa resolução sempre chama mais a atenção dos clientes.

4. Dê atenção ao pós-venda

Seu relacionamento com o cliente não deve terminar assim que você envia a mercadoria.

É importante manter o contato para demonstrar que você se preocupa com a satisfação dele e para garantir feedbacks sobre a sua performance.

Se o cliente não ficou feliz com a compra, é claro que ele simplesmente não vai voltar a comprar com você.

Mas você pode abordá-lo da maneira certa e reverter a imagem negativa que ficou.

5. Acompanhe as tendências de vendas nas plataformas

Quem trabalha com vendas online e não monitora as tendências acaba ficando para trás.

Por isso, esteja sempre antenado às novidades do mercado relacionadas ao seu segmento.

Também é muito importante analisar como seus concorrentes têm utilizado as plataformas para impulsionar as vendas.

Isso pode ajudá-lo a expandir ou aprimorar o seu negócio de acordo com novas demandas.

Conclusão

Quem trabalha com vendas não pode abrir mão de novas tecnologias potencializar resultados.

Ao anunciar serviços e produtos em aplicativos para vendas, você expande significativamente seus canais e dá uma visibilidade incrível para o seu negócio – mesmo que seu objetivo seja simplesmente desapegar daquilo que não serve mais.

Além disso, os serviços de venda disponíveis em aplicativos facilitam tanto a jornada de quem compra como de quem oferece produtos e serviços.

Neste artigo, eu mostrei 10 aplicativos bastante diversificados para você se inspirar e adaptar o mais adequado para turbinar suas vendas.

Agora, eu gostaria de saber. Você já faz o uso de alguma dessas plataformas? Conhece alguma outra que não foi citada aqui? Deixe seu registro nos comentários!

guia completo de marketing digital

Compartilhe