O Que é Remarketing: o Guia Passo a Passo

Espere um segundo. Você leu direito aquele título?

Será que é realmente para ser lido “remarketing”? Sim, é.

Mas as pessoas não estão falando sobre “retargeting”? Ou isso é a mesma coisa? O que isso quer dizer?

Lembro-me da primeira vez quando eu ouvi o termo “anúncios de retargeting”. Soou como alguma coisa ligada a video game e não me veio à mente muita coisa sobre marketing.

Lembra como todo mundo acusava bons jogadores de Counter Strike de usarem um wallhack para ver através de paredes?

image00

(hackers…talvez eles também estivessem usando retargeting?)

Não. Nada dessas coisas.

Retargeting e remarketing são ferramentas fantásticas para profissionais de marketing.

Existe uma razão para que tweets como estes apareçam em todo lugar.

image24

As pessoas agora até vão às redes de TV para falar sobre isso. 

image02

Com certeza vale a pena dar uma olhada em remarketing e retargeting.

Hoje eu irei mostrar o que são, quais as diferenças entre eles e como utilizá-los.

Até o final deste guia você saberá os prós e contras de remarketing e retargeting e estará pronto para começar a usá-los em seu próprio negócio.

O Que é Remarketing e Retargeting?

Deixe-me esclarecer uma coisa: remarketing e retargeting não são a mesma coisa.

Retargeting é um subconjunto de remarketing.

Rejoiner fez um bom trabalho ao colocar uma divisão entre os dois esclarecendo que, embora ambos descrevam a ação da publicidade para a mesma pessoa mais de uma vez, o retargeting tem como alvo apenas o tráfego na web, enquanto remarketing é geralmente limitado a e-mail.

Eu vejo remarketing mais como um termo guarda-chuva para marketing, múltiplas vezes em um mesmo panorama, enquanto retargeting significa realmente direcionar anúncios online no mesmo tráfego repetidas vezes.

Isso significa que, tecnicamente, você poderia fazer o remarketing com outdoors  (e eu vou lhe mostrar como as empresas realmente fazem isto), enquanto retargeting será sempre viver no reino da publicidade PPC.

Ambos os termos são relativamente novos (cerca de 5 anos de idade), mas o Google fez um tremendo trabalho confundindo todo mundo quando em 2010 introduziu o seu sistema de anúncios de retargeting e o denominou ferramenta de remarketing.

Então, vamos à uma visão geral para resolver as coisas.

Visão Geral

Expressão guarda-chuva, subconjunto, online, offline …

Neil, por que você não me dá um quadro geral?

É a coisa certa!

Eu criei um rápido mapa mental usando o Bubbl.us, uma ferramenta gratuita que lhe dará uma visão geral.    

image06

Como você pode ver, remarketing está localizado no topo da cadeia alimentar.

Tomando a palavra em seu sentido mais literal possível, remarketing é tudo, desde soluções de tecnologia complicadas mostrando-lhe o mesmo banner 15 vezes até que você clique nele, até um simples anúncio de sanduíche que estará no seu caminho para o trabalho todos os dias.

Imagine ver esse quadro com um sanduíche de queijo de cabra todos os dias durante 2 semanas seguidas. Você não gostaria de, eventualmente, experimentar um?

image20

(Fonte da imagem: Pinterest)

Além de usos offlines como esse, você também pode fazer o remarketing via telefone.

Lembra-se das televendas? Aqueles infomerciais que iam ao ar durante toda a noite tentando te vender uma faca nova?

Se você ligar uma vez, eles têm o seu número de telefone. Adivinha o que eles vão fazer? Chamá-lo novamente!

O mesmo acontece com esses brindes em aeroportos onde você pode ganhar um carro super caro.

image22

(Fonte da imagem: Panarabia Enquirer)

Se você entrar, mas não ganhar, advinha quem irá chamá-lo para oferecer consolo? Um vendedor de carros.

Às vezes eles também te seguem via e-mail, que é um canal relativamente novo considerando-se que tem apenas 25 anos de idade.

Todos esses cupons e descontos para marcas como Zara, Gap, Calvin Klein e Abercrombie & Fitch, geralmente vêm atrelados também ao recebimento de e-mails das empresas, com novas ofertas, vestuário de estação e, claro, lembretes para todos os feriados importantes como Natal.

A mídia social é um canal de remarketing ainda mais jovem que o e-mail. Uma vez que as pessoas têm o seu contato, a comercialização de produtos poderá ocorrer inúmeras vezes.

Todos que curtem a sua página do Facebook  terão a chance de ver as suas novas atualizações. O mesmo com os seguidores do Twitter ou do Instagram.

Mesmo que normalmente não haja garantia de que as pessoas vejam a sua mensagem, uma boa parcela dos seus fãs irá, com alguns fãs persistentes e cativos que irão se informar sobre todas as notificações que você publicar.

Para o retargeting, a mais nova, mas também maior área de remarketing, a Chango publicou um grande infográfico sobre o assunto com uma boa visão geral dos diferentes tipos.

image29

(Fonte da imagem: Chango)

No entanto, uma vez que nós já classificamos alguns deles como esforços de remarketing, e para mantê-lo simples, eu dividi o retargeting em apenas 2 sub-categorias.

Em primeiro lugar, há pessoas que estiveram em seu site. Você verá como localizá-las para que possa anunciar para elas, seja usando anúncios no Facebook ou anúncios do Google ou outros serviços.

Essas pessoas têm alguma relação com você, seja olhando a sua página e imediatamente fugindo dela, ou, realmente, passando algum tempo nela, mas não tomam a decisão que você gostaria: se inscreverem para sua lista de e-mail ou comprar um produto, por exemplo.

Além disso, há pessoas que estiveram no site do seu concorrente. Eles demonstraram interesse em produtos e conteúdos do seu nicho, mas não descobriram o seu site ainda. Se você for um pouco inteligente, poderá redirecioná-los também – vou te mostrar como.

Muito bem.

Agora que temos a visão geral básica coberta, é hora de cavar mais fundo em tudo isso.

O Remarketing

O Remarketing aconteceu muito antes mesmo de ser chamado assim. Imagine que você é um menino de 9 anos de idade. O carro do seu pai é uma BMW.

image17

(Fonte da imagem: Wikipedia)

Com o tempo você completa 16 anos, quantas horas você acha que passou naquele carro?

100? 1000? 5000?

Não importa quantas horas foram no total, o ponto é: você está exposto ao produto deles, vezes e vezes seguidas. 

E, finalmente, quando tem permissão para dirigir, advinha qual o tipo de carro que você quer?

Sim, em alguns casos poderia ser um Lexus; um Ford ou mesmo uma caminhonete porque talvez o seu melhor amigo tenha uma e você fez a melhor viagem de acampamento da sua vida na caminhonete dele, mas eu gosto das apostas da BMW de que você vai querer uma BMW também, assim como o seu pai.

É uma abordagem muito passiva, mas isso é remarketing. É claro que com o tempo os profissionais de marketing ficaram muito mais agressivos e bilhões de dólares são gastos nisso a cada ano.

Mas, como com qualquer coisa, os primórdios foram modestos e às vezes vale a pena voltar neles.

Com um pouco de criatividade, você não precisa nem gastar muito, mesmo neste ano. O exemplo seguinte irá mostrar-lhe isso.

Offline

Ush, realmente Neil, marketing offline, de novo?

Não é tudo on-line agora?

Negativo!

Se você recorda o outdoor interativo da British Airways, com a criança apontando para voos reais da Britsh Airways de passagem, você vai adorar essa campanha de remarketing.

Uma companhia denominada Battersea Dogs & Cats Home, que está tentando realocar cães para novas casas, trabalha com a mesma agência, para criar um projeto de outdoor impressionante.

Eles entregaram panfletos para amantes de cães no centro da cidade, onde vários painéis digitais apareciam no caminho deles.

Os panfletos continham um chip RFID, que rastreia a localização das pessoas à medida em que continuam andando. Um cão começa a segui-las de painel a painel, até que finalmente pede para elas olharem o panfleto que lhes foi entregue anteriormente.

Vídeo:

Como resultado, mais de 2.000 novas pessoas foram olhar o site delas, para, eventualmente, encontrar um novo pet.

Algo semelhante aconteceu comigo uma vez, em uma curta viagem de carro com amigos de Cancun a Playa Del Carmen, no México.

image13

(um grande trecho da estrada com remarketing)

Queríamos parar no caminho para comer alguma coisa. Eventualmente, um outdoor surgiu.

“Os melhores tacos na cidade!”

Algumas milhas depois, um novo outdoor do mesmo restaurante (eu não conseguiria lembrar o nome nem que fosse para salvar a minha vida).

“Margaritas de graça em cada pedido!

Opa!

Então, de novo.

“Buenos dias! Prove algumas quesadillas!”

E de novo.

“O taco que você não pode perder, 3km à frente.”

Eu acho que nós vimos uns 10 outdoors naquela curta distância. É uma autoestrada reta que vai de norte a sul e não há mais nada lá, então eles devem ter descoberto que a maioria das pessoas passa por ela por um bom tempo.

Ou eles só sabiam que a Playa Del Carmen era um ponto turístico e que muitos visitantes de Cancun iriam lá.

De uma maneira ou de outra, advinha onde comemos naquele dia?

Se você vende um produto físico, não seja preguiçoso. Coloque a sua criatividade para funcionar e pense numa campanha offline legal para fazer.

As chances são de que sairá mais barato e você obterá resultados mais rapidamente do que qualquer publicidade PPC (que geralmente tem uma curva de aprendizagem).

No entanto, se isso não é para você, então talvez seja a hora de pegar o telefone.

Telefone

Lembra do estudo de caso da Design Pickle no guia de propaganda do Facebook que eu acabei de publicar?

Eles usaram retargeting por telefone com grande sucesso.

Seus anúncios do Facebook levaram as pessoas para uma página onde elas poderiam se inscrever para um projeto gráfico gratuito, pronto em 24 horas.

image26

(Fonte de imagem: WPCurve)

Após a entrega do projeto, eles deram seguimento chamando cada pretendente por telefone. Eles conseguiram convencer 30 em 469 pessoas a fazerem uma assinatura mensal de US $ 200.

Uma ótima taxa de conversão de 6,4% para um produto tão caro!

O acompanhamento pelo telefone é provavelmente tão antigo quanto o próprio telefone, mas funciona. Porém, se for feito errado, poderá fazer com que você perca clientes.

O tempo é um fator importante no marketing. Aqui está um exemplo de como pode ser usado terrivelmente errado. 

Lembro-me que meu pai tinha um cara de finanças que nunca telefonava para ele. Ele permaneceu com a mesma empresa por muitos anos e eles administravam parte do seu dinheiro.

Na maior parte do tempo suas taxas comiam os lucros totais. No entanto, uma vez que era um serviço do tipo definido e esquecido, meu pai frequentemente notava isso apenas no final do ano.

O consultor responsável por sua conta simplesmente nunca lhe dava informações por telefone.

Eventualmente esse cara foi demitido e nos foi designado um novo consultor. De repente nós passamos a receber chamadas a cada duas semanas.

“Arrisque otimizar isso; vamos mudar esse dinheiro para X em vez de Y; nova grande oportunidade de investimento etc.”

Depois de finalmente marcar uma consulta, meu pai acabou mudando alguns de seus contratos, muito mais para o benefício do consultor do que o nosso, como descobrimos mais tarde.

Assim que o acordo foi feito – nenhuma chamada mais.

Desnecessário dizer que nós os demitimos, mas foi uma lição que aprendemos da maneira mais difícil.

E-mail

Ah, estamos entrando nos anos 90, aí vem bom material!

Você pode pensar que toda a  forma de e-mail marketing é remarketing – é meio assim, mas você também pode usar o e-mail para fazer remarketing para pessoas específicas sobre produtos específicos.

Claro que há o clássico e-mail desde que você gostou de X, porque não olha para Y, como a Amazon faz:

image18

(homem, você olhou um livro de marketing …)

Mas há uma abordagem de remarketing muito mais orientada para e-mail. O e-mail do carrinho de compras abandonado.

Uma amiga minha estava, recentemente, à procura de óculos de natação. Eu disse a ela que tinha comprado o meu último par na Amazon.

Ela entrou no site e eu mostrei para ela as opções. Ela as adicionou ao carrinho de compras e, em seguida, continuou a navegar. Adicionou mais alguns itens.

Dois dias mais tarde eu perguntei se ela gostou dos novos óculos. Ela disse: “Oh, eu não comprei ainda. Eu queria verificar alguns outros primeiro.”

Este é o pesadelo perfeito de qualquer proprietário de site de comércio eletrônico. 

Você sabia que 30% das pessoas que visitam lojas online colocam coisas no carrinho, mas apenas 3% realmente fazem o check out?

Isso significa que, tanto quanto 27% dos seus clientes-alvo mudam de ideia bem perto da linha de chegada.

No entanto, esta é uma grande oportunidade de praticar remarketing. Para cada 3 pessoas que compram algo em seu site, você poderá enviar e-mails aos outros 27 sobre completar a compra.

Os 10 maiores sites de comércio eletrônico fazem isso. Um estudo de caso feito por Moz mostrou que essas empresas se vangloriam de taxas de conversão globais que variam de 16% até 42%.

A média de conversão das lojas online é de 2%.

image15

(Fonte: Moz)

É claro que elas também fazem outras coisas direito, como um serviço espetacular de atendimento ao cliente, mas o remarketing por e-mail é, com certeza, uma das suas principais ferramentas.

Porém, para fazer isso, você precisa primeiro de uma coisa: um endereço de e-mail.

Pegue, por exemplo, o Schwans, o número 1 em conversão no comércio eletrônico. Em troca de um desconto, eles pedem um e-mail antes que a página tenha sido carregada propriamente.

image08

 

Uma vez tendo um e-mail, você poderá usá-lo para “pincelar” os clientes em caso de terem carregado o carrinho de compras e o abandonado no último minuto.

Por exemplo, uma empresa norueguesa denominada Hurtigruten, oferece cruzeiros e permite que as pessoas conservem suas reservas por 48 horas sem pagamento.

Se você não pagar no prazo de 2 dias a sua reserva será automaticamente cancelada. No entanto, e se eles o lembrarem de finalizar a compra?

Eles começam a fazê-lo assim que você inicia o processo, mesmo na própria página. 

image04

No entanto, se eu sair do site por completo, eu nunca mais vou voltar? 

Em 2011 eles fizeram esse teste e “pincelaram” 25 pessoas dentro do tempo de reserva delas de 48 horas, 16 de 25 pedidos foram salvos, resultando em $ 57.000 em vendas.

Nada mal para um simples follow up que durou menos de um minuto.

Quer um outro exemplo? Claro.

O fornecedor de material para livrarias e escritórios WHSmith testou 3 tipos de e-mails de carrinhos de compra abandonados:

  1. Um aviso genérico da marca para terminar a sua compra.  
  2. Um e-mail personalizado com cupom válido por tempo limitado (72 h)
  3. Um e-mail personalizado com cupom de tempo limitado (48 h)

Enquanto o primeiro tipo apenas aumentou a taxa de conversão em 10%, o segundo a dobrou. A oferta com mais escassez de tempo fez ainda melhor, aumentou a taxa de conversão em 200%.

Legal Neil, então isso funciona bem, mas como eu faço?

Aqui está um bom exemplo de e-mail de carrinho abandonado:

image31

(Fonte da imagem: Shopify)

Chubbies fabrica shorts para homens. Eles se identificam como engraçados, alegres e descontraídos. Um lugar legal para caras gorduchos conseguirem calções.

Esse e-mail está perfeitamente alinhado a esses valores.

A forma como colocaram o assunto é engraçada “Deixe-me te teleportar …”, a imagem é bastante aleatória e, portanto, também recebe alguns risos, e há vários links dentro do e-mail para voltar para o carrinho.

Ou confira este aqui da Fossil:

image28

(Fonte da imagem: Moz)

Eles fazem referência ao item que o cliente olhou e até mesmo mostram uma imagem do próprio produto.

Isso é realmente bom. Balançar o produto bem na frente do seu nariz novamente faz com que realmente aumente a sua probabilidade de comprá-lo.

Porém o e-mail do Talking Friends se destaca mito mais: 

image33

(Fonte da imagem: Shopify)

Você pode discutir sobre o design, mas não sobre o conteúdo. Eles:

  1. Me oferecem um desconto de 10%
  2. Me mostram quanto aquele desconto representa em números
  3. Seguram todo o meu carrinho por 3 dias
  4. Se dirigem a mim pessoalmente
  5. Fornecem apoio por telefone e e-mail

…e eles ainda me enviam uma pesquisa para saber a causa de eu não ter feito logo o check-out. 

Isso é que é serviço ao cliente!

Na KISSmetrics mandam primeiro um simples e-mail de “come back” para depois, em um segundo, oferecer um desconto em um e-mail separado.

Porém um conselho: quando você usar o remarketing por email, seja rápido

image19

(Fonte da imagem: Rejoiner)

Pesquisas mostram que o envolvimento durante a primeira hora após o abandono mostra um aumento de 10x mais de espera, mesmo que seja tão pouco quanto 2 horas.

Eu recomendo fazer inicialmente um follow up bem rápido e então oferecer um desconto um dia depois.

O e-mail remarketing é incrivelmente subutilizado, especialmente por pequenas empresas.

Cerca de 25% dos top 1000 varejistas usam; você é um deles?

Um canal eu tenho certeza que você usa – este aqui.

Mídia Social

Qual a diferença entre marketing e remarketing aqui?

Seu marketing tem como alvo o público como um todo, enquanto o seu remarketing tem como alvo o seu público engajado.

A chave é fazer com que as pessoas se envolvam e então executar campanhas que tenham como alvo aquelas que já estavam engajadas. Dessa forma elas vão querer se conectar com a sua marca vezes e vezes seguidas.

Você poderia fazer isso apenas perguntando coisas simples. 

O Walmart, por exemplo, poderia perguntar quem comprou algo em sua primeira loja em uma determinada cidade ou estado.

A Domino’s UK faz um bom trabalho nisso. Seus tweets de quinta-feira e mensagens de Instagram muitas vezes se referem às campanhas anteriores ou ofertas especiais de pizza para que as pessoas possam se recordar.

Por exemplo, como este aqui sobre a borda da massa de pizza recheada como cachorro-quente.

image07

Essa foi uma pizza especial que eles ofereceram apenas por curto período no verão. Agora eles a estão trazendo de volta. 

image05

Eles perguntam às pessoas se elas estão animadas sobre isso, ou se eles não gostaram da última vez. Naturalmente as pessoas compartilham suas experiências.

image11

Que ótima maneira de pegar os mesmos clientes novamente e reforçar a sua lealdade à marca.

Eles também realizam concursos e distribuem descontos com muita freqüência para manter os clientes cativos. Muitas vezes nesses concursos eles almejam um público específico, como os jogadores de vídeo games, por exemplo.

Ainda esta semana eles estão realizando um concurso para todos os jogadores de vídeo games que compraram o novo Halo.

Se as pessoas completarem o jogo dentro de 36 horas e partilharem uma imagem, um ganhador sortudo  receberá uma tonelada de prêmios.

image34

Se você entrou no concurso e conseguiu um feito legal, como ganhar o jogo em um tempo bem curto, você não iria verificar novamente quando lançassem o próximo novo jogo? Eu iria.

Concursos não são apenas uma ótima maneira de aumentar o engajamento no Facebook, mas também promovem seus outros canais de mídia social.

Em 2012, a Domino’s postou sobre um concurso de desconto no Facebook, que realmente aconteceu no Twitter.

Para cada tweet com uma certa hashtag eles tiravam 1 centavo do preço da pizza premium para o dia.

image16

Essa ação gerou mais de 800 tweets com o nome da marca deles e engajou fãs do Facebook a segui-los no Twitter também.

Outro grande exemplo de remarketing é a conta Instagram Unprocess Your Food, dirigido por Ms. Dash. Ela vende aparelhos de cozinha aos seus 300.000 seguidores e posta muitas receitas saudáveis e naturais na forma de vídeo curto no Instagram.

Mas como é que ela mantém os mesmos seguidores voltando para buscar mais? Aqui está um exemplo:

Recentemente ela realizou uma campanha para doar uma mini máquina de waffles ou de panquecas. Houve 10 vencedores.

image12

10 vencedores significa também várias pessoas desapontadas. Ms.Dash fisgou o follow up oferecendo a elas um desconto de 20%, 2 dias depois.

image23

O quanto isso é bom? Mesmo que não ganhe, você ainda pode obter um aparelho com ótimo desconto.

Essas são algumas das maneiras como você pode usar a mídia social para atingir outra vez as pessoas, sem ficar muito técnico.

Dito isso, é hora de entrar a fundo no que a maioria das pessoas querem realmente dizer quando falam sobre retargeting.

Retargeting

Retargeting é baseado no uso de tecnologia para voltar a interagir com os visitantes anteriores do website.

Cerca de 98% de todo o tráfego da web não convertem. Eles saem do seu website sem deixar um endereço de e-mail, sem entrar em contato com você, segui-lo na mídia social, ou muito menos comprar qualquer coisa de você.

Isso é meio deprimente.

Retargeting é a sua solução para isso. Ele permite que você coloque um chamado retargeting pixel no seu website, que é invisível, apenas um snippet de código.

O que ele faz é colocar um cookie dentro do browser do visitante, de forma que as informações deles fiquem salvas na sua conta (por exemplo no Google Analytics, Facebook, ou Twitter).

Isso permite a você veicular anúncios especificamente para aqueles que estiveram em seu site, que é o que faz retargeting tão bem-sucedido.

Em média os anúncios de retargeting mostram um aumento de 10x em taxas de cliques (CTR), uma vez que as pessoas já podem se relacionar com o seu anúncio.

Você não é mais um estranho tentando lhes vender algo, você é um nome familiar.

Os três canais principais nos quais o retargeting é usado são Google Adwords, Facebook e Twitter.

No entanto eu gostaria de fazer uma distinção entre duas categorias, pois você pode, em alguns casos, usar o retargeting não só através do tráfego no seu site, mas também através do tráfego no site de um concorrente.

Vamos começar com a abordagem de retargeting tradicional.

O usuário já esteve antes no seu site.

Depois de colocar um retargeting em seu site, você pode facilmente anunciar para aquela mesma pessoa de novo, por exemplo, com banners de propaganda em outras páginas.

Veja como configurá-lo nas 2 plataformas mais populares.

Google

Lembra do Guia de anúncios Google? Em seu painel, basta clicar na biblioteca compartilhada (shared library), à esquerda.

image36

Clique em visualizar abaixo de Públicos-alvo.

image30

Então escolha configurar remarketing, e não selecione a caixa por enquanto.

image10

O Google irá então oferecer para enviar instruções a você, ou apenas use a sua tag do Google Analytics, que faz isso ser realmente fácil.

image32

Depois que você passou por isso, pode clicar na lista de remarketing e criar uma nova lista para os visitantes do site.

image27

Então você tem que definir as proporções. Escolha os visitantes de uma página com uma tag específica e, em seguida, selecione nova tag.

Você vai obter um novo código para colocar na sua página.

Defina a duração de 180 dias (esta é a duração máxima para salvar seus dados de visitante).

image03

Então salve e será levado para a próxima página com o code snippet.

image35

Largue este código na tag corpo do seu código HTML na página que você deseja ratrear (fazer desta a sua página de produto do item que você está tentando vender).

Em seguida a sua lista começará a crescer e, mais tarde, você poderá selecionar este público para anunciar.

Facebook

Se você precisar recuperar o atraso em anúncios no Facebook, veja o meu último guia. No seu gerenciador de anúncios, basta clicar em ferramentas e selecionar pixels.

image14

O Facebook, em seguida, irá conduzi-lo nas configurações up (basicamente basta digitar o seu nome de domínio). Então você receberá um código snippet que poderá copiar.

image21

Isto precisa estar em todas as páginas de onde você deseja acompanhar os visitantes. Você pode ser bem específico e só rastrear o tráfego de determinadas páginas, mas para iniciantes é melhor situar o código em seu cabeçalho.

Dessa forma ele vai estar em todas as páginas e todos os visitantes do seu site serão rastreados.

Dica: Este guia mostra como configurar o pixel para que ele somente controle os visitantes após 60 segundos, assim elimina aqueles que saem imediatamente e torna a conversão dos ads ainda melhor.

Se você estiver no Wordpress e não for muito bom com HTML e CSS, também pode simplesmente colocar o código como um texto widget em seu rodapé ou cabeçalho.

 

image09

É um pouco de improviso, mas funciona.

O Facebook, em seguida, acompanhará todos os visitantes do seu site e você poderá criar um público personalizado para exibir seus anúncios e que consistirá daqueles visitantes.

image01

À medida que avança, você poderá até acompanhar conversões, colocando outro pixel nas suas páginas de agradecimento e checkout.

É assim que você configura para começar com retargeting.

Quando você configurar seus anúncios logo em seguida, será possível selecionar os novos públicos para os quais anunciar.

Já existe uma abundância de guias de retargeting para iniciantes e usuários avançados para ajudá-lo a segmentar o seu público ainda mais longe e anunciar produtos específicos apenas para certas pessoas. Eu tomei a liberdade de compilar um monte deles aqui:

No site do concorrente

Por último, existem algumas maneiras de trabalhar o retargeting com pessoas que só passaram pelos sites dos seus concorrentes.

A maneira mais fácil de fazer isso é através da mídia social.

Por exemplo, se eu fosse a Pepsi, fazendo publicidade no Facebook, e eu quisesse tentar converter alguns amantes da Coca-Cola para a minha marca, eu definiria o meu público para retargeting como todos aqueles que tivessem gostado de todas as marcas deles.

image25

Indivíduos que gostam de todos os sabores de Coke, Fanta, Sprite e outros, são muito propensos a serem clientes e fãs leais e regulares de Coca-Cola.

Depois de localizar os seus próprios visitantes usando pixels de retargeting, você também pode anunciar para determinadas palavras-chave no Google Adwords, excluindo todas as pessoas que já visitaram o seu site.

Esta é uma outra maneira que lhe dará certeza de ter o seu anúncio na frente de novas pessoas.

Por último, eu ouvi falar de pessoas que pagam para colocar seu pixel de retargeting em outros sites. No caso da Pepsi, eles poderiam pagar à Coca Cola para colocar o pixel de retargeting no website deles, deixando a Pepsi direcionar o tráfego deles com anúncios.

Eu não aconselho você a fazer isso, mas se o fizer, obtenha aconselhamento jurídico primeiro.

Você também poderia conseguir isto simplesmente trocando pixels com um outro site, onde ambos colocariam pixels de cada um em seu próprio site.

Mas, novamente, isso fica legalmente problemático muito rápido, então cuidado.

 

Conclusão

Aposto que você não achava que houvesse tanta informação sobre remarketing e retargeting.

Bem, já estava na hora de alguém desenhar uma linha na areia e definir claramente alguns limites sobre o que é o quê.

Aqui está novamente a divisão de quais tipos de remarketing existem e onde o retargeting se encaixa no quadro geral:

image06

Espero que este guia tenha te dado algumas ideias criativas sobre como você pode fazer o remarketing para os seus clientes.

Me fale aqui nos comentários se eu esqueci alguma coisa e como você vai usar o retargeting.

Share