Marketing Online de Maneira Simples: Um Guia Passo-a-Passo

Você sabe quem é Chandler Bolt e qual a relação dele com o Marketing Online?

Se você já é um nerd de marketing online, como eu, você provavelmente sabe.

Mas se você faz parte das outras 99,9% das pessoas no mundo, que não são super ligadas “nessas coisas de marketing de internet”, você nunca deve ter ouvido falar desse cara.

Então que diabos ele está fazendo neste título do Business Insider?

business insider

(veja aqui a história completa no BI)

Como ele chegou lá?

Ele é rico ou algo assim? Sim. Certamente sim.

Isso é parte da beleza do marketing online.

Este garoto de 21 anos fez centenas de milhares de dólares, da mesa da cozinha da sua casa.

Sem necessidade de fama, entrevistas em revistas, visitas a programas de entrevista ou aulas de interpretação (você sabe, para atuar em um filme de Hollywood).

Mesmo que você não tenha ideia de quem é Chandler Bolt, ele não só ganhou um monte de dinheiro, mas também está ajudando outras pessoas a fazer o mesmo.

Sua empresa, Self-Publishing School ajuda as pessoas a publicarem livros no Amazon e a viverem disso.

Se você é um introvertido, é um motivo para comemorar!

Menos de 20 anos atrás, extrovertidos tinham muito mais chances de se tornarem ricos e bem-sucedidos.

Por quê? Isso envolvia muito networking.

Você tinha que contratar empregados e construir uma grande empresa ou, para carreiras em artes, música, filmes, etc, ser conhecido por cada pessoa do seu ramo.

Já que fazer conexões ainda é um ótimo negócio, hoje você pode fazê-las diretamente do seu sofá.

couch

(ou do seu chão da sua sala de estar, como no meu caso)

Como um simples indivíduo, você pode construir um negócio enorme dentro do conforto da sua casa, depois do trabalho, nos fins de tarde ou nos finais de semana.

Eu não acho que estou sendo dramático quando eu digo que o marketing online é um tiro certo para a vida dos seus sonhos.

Acredite em mim, eu sei 😉

Eu quero que você tenha tanta diversão no trabalho como esses caras e eu temos. Então hoje eu vou introduzir vocês ao mundo do marketing online.

Nota: Mesmo que você já seja um profundo conhecedor do assunto, você ainda pode aprender muitas coisas novas com os exemplos a seguir.

O Que É Marketing Online

Se você leu o meu guia anterior sobre marketing digital, você já sabe que é diferente.

Nem toda campanha de marketing digital é automaticamente um esforço de marketing online.

De acordo com a TNMedia, marketing online é …qualquer ferramenta, estratégia ou método de levar o nome da empresa para o público. As propagandas podem ter muitas formas diferentes e alguns focos estratégicos em mensagens sutis, além de propagandas simplesmente.”

Quer um simples exemplo disso?

Marketing Online é qualquer esforço para espalhar para o mundo a respeito da sua empresa, que use a internet para alcançar pessoas.

Basicamente qualquer coisa que você faça online para conseguir mais olhares sobre você e conquistar a atenção das pessoas, que deveriam, em algum momento, comprar de você.

Existem 7 principais subcategorias de marketing online que eu gostaria de cobrir neste guia.

Visão geral Sobre Marketing Online

Nós já falamos sobre otimização dos mecanismos de busca (SEO), e eu mostrei a você tudo sobre os aspectos importantes disso que você tem que fazer corretamente.

Depois do SEO, temos o marketing dos mecanismos de busca (SEM), que é basicamente uma versão paga do SEO.

Profissionais de marketing pagam para mostrar anúncios junto com os resultados de busca do Google e esperam gerar tráfego, ou melhor ainda, pessoas interessadas (=leads) para as landing pages de seus produtos.

Então temos o marketing de conteúdo, onde os profissionais de marketing tentam criar mídias valiosas e conteúdo e distribuí-los para potenciais futuros clientes. Essa é uma versão boazinha do marketing online, onde você tenta principalmente tenta guiar as pessoas para comprar.

Claro que você já sabe sobre marketing em mídias sociais, onde você usa um ou mais canais de mídia social para se conectar com os clientes, construir relacionamento e direcioná-los para os seus produtos e serviços.

Anúncio pague por clique (ou PPC) é similar ao marketing nos mecanismos de busca, mas não limitado ao Google e seus competidores. A maioria das redes sociais permite você criar um anúncio que se integra naturalmente dentro dos feeds, cobrando por cliques para o seu site.

O marketing de afiliados é um tipo de marketing de referência, onde você compartilha lucros com os seus profissionais de marketing afiliados em troca da promoção dos produtos um do outro.

Por fim, temos também o email marketing, que já é considerado ultrapassado, mas é ainda um dos canais mais efetivos. Uma vez que os seus clientes lhe deram permissão para contatá-los, você pode enviar emails para eles a qualquer momento, entregando valor e, ao mesmo tempo, sugerindo a eles que comprem quando for um bom momento.

Você já pode adivinhar o tamanho do mercado de marketing online, já que o tamanho de cada uma dessas categorias fala por si só.

Quero dizer, quantas plataformas de mídia social você conhece de cabeça?

Facebook, Pinterest, Twitter, Instagram, Vine, Snapchat, Tumblr, Google+, Youtube, Periscope, LinkedIn, Meerkat, Blab, Reddit, StumbleUpon…

Ok, você ganhou.

Eu quero dar a você um bom conhecimento sobre todas essas categorias, exatamente como no nosso guia para iniciante, porém sem te afogar na imensa quantidade de informação disponível por aí.

É por isso que, em cada categoria, eu lhe darei um exemplo de alguém que simplesmente detona no seu nicho, juntamente com alguns ótimos pontos para começar.

Preparado? Então vamos!

SEO – otimização de mecanismos de busca

Nem preciso dizer que eu penso que o Quick Sprout é um dos melhores sites quando se trata de SEO (nós somos kind of a big deal, eu penso).

Nosso Guia Avançado de SEO sozinho conseguiu milhares de compartilhamentos.

Mas ao invés de gastar uma categoria inteira me gabando, eu quero levar você a alguém que é um verdadeiro ninja do SEO e trabalhou pra nós no Quick Sprout por algum tempo.

Não apenas porque ele tem todas as habilidades para SEO que você precisa na manga, mas também porque ele é muito subestimado.

Todas as vezes que eu leio um artigo como “15 Gurus do SEO Que Você Devia Conhecer Em 2015”, fico espantado em ver que ele não está lá.

Brian Dean também conhecido como Backlinko pode estar voando sob o radar, mas quando você começa a pesquisar sobre como aprender SEO, você é praticamente obrigado a encontrá-lo.

Ele supera sites como Wikipedia, Forbes e Copyblogger, e domina completamente o espaço do SEO com seus estudos de caso super longos, fornecendo instruções passo-a-passo factíveis para melhorar o seu SEO.

backlinks

(Backlinks ranqueia como 1 E 2 para “how to get backlinks”)

O que é ótimo sobre o seu blog é que ao invés de simplesmente citar notícias de SEO como a Search Engine Land e outros, ele na verdade mostra a você como implementar boas técnicas de SEO que funcionam.

Como eu destaquei em um dos meus guias anteriores dessa série, SEO é o processo de otimização do seu conteúdo online, para que um mecanismo de busca possa exibi-lo entre os primeiros resultados para buscas de uma certa palavra-chave.

Brian é um dos melhores recursos na web para aprender como fazer isso.

Por exemplo: o Brian recentemente publicou um artigo chamado “Como conseguir backlinks com gráficos de visitantes”.

Nele ele faz 2 coisas.

1. Ele mostra a você resultados que provam que a estratégia funciona.

results

2. Ele dá a você passos detalhados que você pode seguir para fazer o mesmo.

Como um estudo de caso ele usa alguém que ele ajudou a descobrir essa estratégia em seu nicho.

Você pode ver os resultados e então simplesmente descer a tela e acompanhar enquanto lê. Neste caso os passos são:

  • Passo 1: Criar e Publicar um Infográfico (Muito Bom)
  • Passo 2: Encontra Pessoas Que Estão Interessadas Em Seu Infográfico
  • Passo 3: Ver Se Elas Estão Interessadas Em Seu Infográfico
  • Passo 4: Fazer O Compartilhamento Do Seu Infográfico Como Uma Brisa (também conhecido como, “O Suborno”)
  • Passo 5: Acrescentar um Link Em Sua Introdução

Fácil de seguir, não é? Então qual é a pegadinha?

É difícil de executar. Leva tempo.

E essa é a razão pela qual não é todo mundo que faz. Seja um dos poucos que faz, e você terá resultados.

Veja este backlink que conseguimos para um infográfico da Quick Sprout há apenas alguns meses:

backlink

(você pode vê-lo aqui)

Quer mais provas?

Veja inteiramente o blog da Backlinko. Você encontrará em torno de 30 posts em mais de 2,5 anos.

Se o SEO do Brian não tivesse funcionado, então ele nunca seria capaz de fazer crescer o Backlinko para 100.000 ou mais leitores ao mês, 100.000 assinantes de email e uma marca sólida em SEO com apenas 30 posts.

Os 3 posts seguintes são os melhores para começar:

SEM – Marketing dos Mecanismos de Busca

Marketing dos mecanismos de busca é o primo pago do SEO.

Ao invés de otimizar o seu conteúdo e promovê-lo bastante, para eventualmente aparecer entre os primeiros resultados de uma busca orgânica (o que pode normalmente levar meses para acontecer, mesmo se você fizer tudo certo), você pode pagar para aparecer primeiro.

Já que 50% de todos os cliques vão para o primeiro e segundo resultados, você com certeza irá conseguir muitos cliques para o seu site, mas você também pagará por cada um deles.

ads

Dependendo de qual palavra-chave você quer ser encontrado, você tem que pagar preços diferentes.

Palavras-chave, que as pessoas buscam muito, são mais disputadas e portanto mais caras.

Algumas palavras-chave chegam a custar algumas centenas de dólares.

$500 por um único clique!

Então mesmo sendo uma ótima estratégia, ela só funciona se você pode recuperar imediatamente os seus custos com propaganda.

Empresas facilmente gastam dezenas de milhares de dólares em campanhas no Google Adwords, fracassando em garantir que o dinheiro gasto valha a pena.

Para ganhar com o SEM, você tem que oferecer um produto ou serviço pago.

Enquanto você ainda estiver na fase de produzir conteúdo gratuito para construir audiência, não gaste seu tempo com SEM. Você ficará sem dinheiro mais rápido do que você pode soletrar S-E-M.

Ainda bem que evitar o erro de pagar por cliques inúteis não é tão difícil quanto pode parecer.

Criando metas de conversão dentro da sua campanha, você pode rastrear exatamente quem fez uma compra pelo seu anúncio e você saberá exatamente quanto dinheiro você gastou e quanto você ganhou a cada vez.

O Google publicou vários estudos de caso, de clientes que gastaram centenas de milhares de dólares no Google Adwords, com um retorno ainda melhor.

O ROI (returno sobre o investimento) deles é normalmente muito mais alto que qualquer ação ou investimento em imóveis poderia ser, criando 5x, 10x, e até 20x o valor gasto em conversões.

Uma ótima fonte para começar com o Google Adwords, se você já é um negócio estabelecido ou um empreendedor sozinho sentado no seu sofá, é o Jerry Banfield.

Jerry fez uma vida sendo instrutor na Udemy, normalmente gerando $30.000 ou mais em faturamento mensal.

O motivo pelo qual ele conseguiu aumentar as vendas dele tanto, é o Google Adwords.

Antes de sua carreira como empreendedor individual, Jerry tocava uma agência de anúncios sozinho, ajudando negócios com SEM. Uma vez que ele já tinha alguns cursos para vender, ele começou a transferir suas habilidades em SEM para o seu próprio negócio.

Veja os resultados que ele conquistou:

numbers

Isso é um ROI de 4700% e isso é o quão poderoso o Google Adwords pode ser.

Ainda melhor, Jerry ensina tudo o que ele sabe, e a maior parte disso é de graça. De longe, o melhor lugar para começar a aprender sobre Google Adwords é o seu curso grátis no Youtube.

Ele te guia por tudo o que você precisa saber para criar a sua primeira campanha do zero e em apenas 3 horas de duração.

Esse vídeo sozinho é mais do que suficiente para começar, e uma vez que você estiver pronto, você pode comprar o seu curso na Udemy de mais de 9 horas de vídeos, tutoriais detalhados e guias.

Dica Pro: Se você comprar o curso, vá ao site do Jerry para pegar um cupom que te permite comprar o curso por $25, ao invés de $300.

Marketing de conteúdo

Jon Morrow é um mestre na construção de conteúdo. Depois de ficar incomodado com a quantidade de conteúdos excelentes que normalmente sofrem com pouco tráfego e exposição, ele decidiu ajudar as pessoas a mudarem isso.

O seu blog, Boost Blog Traffic ostenta mais de 500.000 leitores ao mês.

Como eu te ensinei no guia anterior, marketing de conteúdo diz respeito totalmente com prover valor oportuno e relevante para a sua audiência.

O primeiro passo para fazer isso é conhecer as suas coisas, e o Jon fez o seu dever de casa. Com seu blog ele conseguiu um faturamento de 6 dígitos.

Isso ao mês.

Ele ganha mais em um mês que a maioria das pessoas em um ano, então é justo dizer que ele é bom em todos os tipos de marketing online.

jon morrow

Ele fez tudo isso, só com o poder da sua voz. Jon é paralítico do pescoço pra baixo.

Quando ele decidiu fazer do marketing o foco principal do seu blog, ele sabia que compartilhar as lições que ele aprendeu enquanto construía seu blog e antigos negócios atrairia muitos leitores.

Mas o que traria ainda mais fãs e potenciais clientes, é ensinar pessoas como implementar as técnicas que ele usava para levar sua empresa a esses faturamentos enormes em tão pouco tempo.

De forma semelhante ao Backlinko ele normalmente dividia uma tática de marketing passo-a-passo, com imagens de tela, resultados e detalhes de como fazer.

Instruções super específicas como essas são raras em qualquer indústria, e se você pode pegar as pessoas pela mão do ponto A ao B, é aí que você constrói uma rede de seguidores fiéis.

O que mais, Jon usualmente provoca seus visitantes a compartilhar suas melhores táticas da mesma maneira, então você pode aprender sobre outras formas de marketing online, e também como construir relacionamento, Google Analytics, ou email marketing.

Uma forma de aprender o que é necessário para criar conteúdos incríveis é dar uma olhada em como o Jon escreve.

Veja essa introdução por exemplo.

Jon cria um novo termo que ele apresenta aos leitores. Ele chama a atenção da sua audiência falando sobre “ela mesma”, mesmo que todo leitor saiba sobre ele ou ela, esteja direcionado pessoalmente.

curiosity

Então ele explica o seu termo e compara um problema comum dos blogueiros com uma doença. Qualquer um gostaria de saber como curá-la! Ele criou um enorme gap de curiosidade e os leitores imediatamente são atraídos.

Outra forma de aprender com ele é ler diretamente o seu conteúdo sobre criar conteúdo. 3 bons artigos para começão são:

Conteúdos existem de muitas outras maneiras do que escrever, e se você quer saber mais sobre outras formas de criar conteúdo, dê uma olhada no meu guia de marketing de conteúdo.

Marketing de mídias sociais

Mídias Sociais é um monstro. A indústria é gigantesca e sua taxa de crescimento assusta até a mim.

Por agora existem centenas de redes sociais por aí.

Esse tópico merece um guia inteiro só pra ele, mas se você quer ter sucesso com mídias sociais (e você TEM que ter, no longo prazo), sua melhor aposta é o Gary Vaynerchuk.

Gary está bombando em todos os círculos e plataformas, escreveu 3 New York Times bestsellers (2 dos quais focados somente em como usar mídias sociais para o seu negócio), e dirige uma das maiores agências de mídia na cidade.

Ele é sucesso no Twitter, graças ao seu jeito espirituoso relacionando com muitas pessoas individualmente, e acumulou 1,18 milhão de seguidores na plataforma.

gary vaynerchuk

No Youtube ele dominou com o seu #askgaryvee show, que é publicado todos os dias úteis na semana.

E também tem a sua página no Facebook com mais de 400.000 curtidas, o seu Pinterest com 15.000 seguidores e claro ele não podia faltar no Instagram, com outros 160.000 seguidores lá.

Ao todo, por volta de 2 milhões de pessoas seguem cada movimento dele, e se você observar de perto, pode aprender a arte das mídias sociais com ele.

Uma das maiores lições do Gary é que conteúdo acompanha contexto.

Ele diz “conteúdo é rei, mas contexto é deus”, significando que se você não respeita o contexto de cada plataforma individualmente, você está fadado ao fracasso.

Por exemplo: Eu poderia postar este post como uma atualização de status no Facebook, mas isso faria algum sentido? Não. Ninguém consume conteúdos longos no Facebook. É pra isso que os blogs e o Youtube existem.

A plataforma de vídeo do Twitter, Vine, ficou imensamente popular. Muitas pessoas fracassaram completamente em construir um grande número de seguidores nela porque eles estavam simplesmente colocando o conteúdo errado.

wrong content

(a maior estrela do Vine sabe o que funciona)

Se você tem apenas 6 segundos da atenção dos seus leitores, a sensação que você está tentando criar neles é melhor que seja forte.

Apenas 2 tipos de pessoas são capazes de conseguir isso consistentemente: músicos e comediantes.

Veja a lista dos melhores Viners e você verá que 99% deles são comediantes fazendo vídeos curtos e engraçados.

Então ao invés de olhar para as mídias sociais como um canal onde você distribui o conteúdo que você criou em uma plataforma para todas as outras, tente contar histórias que vão ao encontro do contexto de cada plataforma.

Já que o Gary é também um palestrante, você pode aprender bastante sobre mídias sociais assistindo suas palestras no Youtube.

Mas o Gary não é o único mágico da mídia social por aí, então aí vão alguns outros recursos para ajudá-lo a aprender como ir bem em várias plataformas:

Anúncio Pague Por Clique

Anúncio pague por clique (ou PPC) é exatamente o que o nome sugere. Você paga por cada clique que você recebe em um anúncio criado.

Parece semelhante ao SEM, não é? Mas é. Mas enquanto o SEM é apenas um tipo de propaganda PPC (e um muito especial), existem muitas plataformas que oferecem a você aparecer para a audiência deles com o PPC.

O Twitter faz isso, o LinkedIn faz isso, o Youtube faz isso, e recentemente o Instagram introduziu anúncios também.

Mas de longe as plataformas mais populares para propaganda PPC são o Google AdWords e o Facebook.

No Facebook, a maneira que funciona é você criar um anúncio, que parece exatamente como uma atualização de status no Facebook.

Então você pode alcançar uma audiência específica, por exemplo mulheres em Austin, Texas, entre 32 e 45 anos, que gostam do Jon Bon Jovi (sim, é específico assim).

Por último, você define um orçamento e o quanto quer pagar por clique.

Seu anúncio então será exibido para a sua audiência, no feed de notícias do Facebook no computador, ou no celular.

Você também pode colocar anúncios na barra lateral.

Quando as pessoas clicarem no seu anúncio, elas serão redirecionadas para a sua página, que pode ser sua fan page no Facebook, ou qualquer URL que você definir.

Desta forma você pode levar as pessoas a comprarem seus produtos, ler seus conteúdos, ou, como neste exemplo, inscrever para um webinar gratuito:

free webinar

(Grant sabe como fazer um anúncio no FB)

O que é bom sobre o PPC, é que ele se integra de forma semelhante no fluxo da respectiva plataforma.

Desde que os profissionais de marketing começaram a anunciar pesado, consumidores tentam evitá-los.

Por quê?

Porque em 99% de todos os casos, não é relevante pra eles.

Qual menino de colégio precisa ver um outdoor sobre fraldas geriátricas? Nenhum!

Com o PPC, os profissionais de marketing podem ser espertos, e nós precisamos ser.

Os anúncios só aparecem como parte natural do processo de “rolar da tela do feeds de notícias do Facebook” e são muito menos óbvios.

E mais, graças à segmentação específica, você agora pode ter certeza de que os seus anúncios sejam relevantes para clientes potenciais.

Um recurso online primordial é o AdEspresso. Eles oferecem um software que se destaca como um dos menos complicados gestores de anúncios para o Facebook.

fb ads

(Jerry Canfield também ajuda pessoas com anúncios no fb)

Mas no blog é onde ele esconde as melhores coisas. Ele tem um Guia para iniciantes de anúncios do Facebook ads, que é um ótimo ponto de partida.

Veja aqui alguns outros bons artigos e recursos para ajudá-lo a começar sua primeira campanha publicitária no Facebook:

Marketing de Afiliados

Você não pode escrever sobre marketing de afiliados sem Pat Flynn. Na verdade você pode, mas não pode aprender sobre isso sem ele.

Quando Pat criou o Smart Passive Income em 2008, ele estava começando a se familiarizar com as vendas informacionais de produtos online. O seu primeiro produto, Green Exam Academy, um curso que ele criou para ajudar pessoas a passarem no exame LEEDs para arquitetos vendeu bem.

Ele queria aprender sobre o conceito da renda passiva, onde você ganha dinheiro sem trabalhar ativamente por isso (depois de uma quantidade insana de trabalho é claro).

Vamos apenas dizer que ele conseguiu aprender bastante, dado ao seu mais recente relatório de receitas:

earnings

Marketing de afiliados é a sua maior fonte de renda.

Mas o que é marketing de afiliados realmente?

Imagine que você conhece um ótimo lugar para comer pizza. Você conhece o dono, Luigi, e você vai lá todas as vezes.

Naturalmente, você conta aos seus amigos.

Quando o seu amigo Tim vai à pizzaria, ele menciona o seu nome e compra 4 pizzas para os seus amigos.

Na próxima vez que você volta, o Luigi diz: “Cara, seu amigo comprou 4 pizzas por sua causa! Foi o maior pedido que eu tive esta semana! Obrigado cara, toma aqui $5 por indicá-lo!”

$$$!

Você acabou de fazer a sua primeira venda de marketing de afiliados.

Exceto pelo fato de que isso nunca aconteceria dessa forma na vida real, especialmente porque uma pizzaria onde o maior pedido da semana foi 4 pizzas, não duraria muito tempo.

Você sabe onde isso acontece o tempo todo? Online.

O Amazon é um ótimo exemplo.

Quando você se inscreve para o seu programa de afiliados, você pode gerar um link especial para cada página de produtos que eles têm.

Você pode então colocar esse link no seu blog por exemplo, ou enviá-lo para amigos que você queira recomendar aquele produto, e se eles clicarem no seu link e comprarem, você recebe uma pequena comissão do Amazon por indicar aquele cliente.

Nos últimos 7 anos, Pat construiu o melhor recurso online sobre marketing de afiliados. Alguns pontos de partida excelentes são:

Email marketing

Eu quero apresentar a você ao seu novo melhor amigo quando se fala de email marketing.

Conheça Bryan Harris, fundador do Videofruit.

Você sabe aquele sentimento quando você fica reclamando o dia todo, até você ver sua melhor amiga e ela imediatamente fala pra você: Cale a boca. Pare de reclamar e ao invés disso faça isto!

Esse é o Bryan.

Nos últimos 2 anos ele levou o seu blog de $0 para um negócio de 6 dígitos. No seu último ano ele fez incríveis $220.750.

Originalmente trabalhando como freelancer para grandes marcas como a HubSpot e a orgulhosamente nossa KISSmetrics, ele eventualmente começou a focar em ensinar mais.

Ele fala que o seu maior ativo no seu negócio é a sua lista de email.

Em 2014 ele cresceu de 0 pra mais de 10.000 inscritos, e tem agora mais que o dobro disso.

2014 numbers

(são muitos emails)

Vários artigos online mostram a você “como escrever emails melhores” ou “como lançar qualquer coisa”, mas para conseguir enviar esses emails, primeiro você precisa de uma lista de pessoas a quem enviar.

Email marketing é exatamente sobre isso. Comunicar diretamente com a sua audiência e clientes.

Ele supera muitas plataformas de mídia social quando se trata de envolvimento, e é uma excelente forma de vender produtos e serviços.

Pense na última vez que você mudou o seu número de telefone. Provavelmente não faz muito tempo, certo?

Agora se lembre da última vez que você trocou o seu email. Hum, nunca?

Mudar o seu email é certamente complicado, e portanto um endereço de email é uma coisa muito boa para ter como um contato.

O Bryan não é de longe o único a sair da caixa e construir uma lista de emails, mas ele é o melhor para ensiná-lo como fazer.

Ele tem um curso completo chamado “Consiga 10.000 Inscrições”, mas para iniciantes, dê uma olhada nestes 3 posts:

Conclusão

Marketing Online é um negócio de verdade. Claro que garotos como Chandler são excessão, mas graças ao poder da internet, todo mundo pode se tornar independente financeiramente agora.

Sem chefe.

Nada de 8 às 18h.

Sem medo de perder o seu emprego.

Mas é sempre mais fácil falar do que fazer. Se você fizer tudo certo, é difícil.

Marketing online não é diferente. Pra ir adiante, você precisa começar.

Eu espero que este guia lhe ajude a fazer isso.

Qual é o seu tipo favorito de marketing online? Você está construindo um negócio utilizando o poder do marketing online? Qual tipo de marketing você irá aprender em seguida? Me avise nos comentários!

Share