Marketing de Conteúdo B2C – Por Que Ele é Mais Fácil do Que Você Imagina

content idea

Há uma boa chance de que recentemente você tenha lido algum conteúdo relacionado ao marketing de conteúdo.

No entanto, há também uma boa chance de que o artigo de marketing de conteúdo que você leu – esteja relacionado com o setor B2B.

Embora esses artigos possam ser úteis, eles podem não dar a você uma boa noção de como realizar uma campanha de marketing de conteúdo.

Pode ser o caso de você estar lutando para juntar todos os conceitos que reuniu em um plano de marketing de conteúdo B2C.

E assim, você pode ter achado que o marketing de conteúdo B2C é um pouco complicado e algo que seja difícil de acertar.

E você não está sozinho – visto que só 10% dos empreendedores avaliam o programa de marketing de conteúdo de sua empresa como “muito eficaz”.

No entanto, você vai ficar feliz em saber que o marketing de conteúdo B2C não é tão complexo assim.

Neste artigo vamos dar uma olhada em como você pode criar uma campanha de marketing de conteúdo B2C que vai gerar resultados.

Vamos explicar o que mais importa ao criar uma campanha a partir do zero e de como você pode garantir que está atendendo às necessidades do seu público-alvo no processo.

Até o final desse post, você vai se sentir confiante para criar um plano de marketing de conteúdo B2C que irá lhe fornecer um grande retorno sobre o investimento.

Vamos começar.

Saiba quem é seu cliente e defina os objetivos corretos

Assim como qualquer outro tipo de campanha de marketing, você primeiro precisa estabelecer quem é seu cliente e definir algumas metas para sua campanha de marketing de conteúdo.

Vamos examinar este primeiro ponto – saber quem é seu cliente.

Todo o resto vai cair por terra se você não criar um conteúdo excelente. E você não poderá fazer isso se não tiver certeza do público-alvo para o qual você está criando conteúdo.

Também é discutível que a criação de conteúdo no setor B2C exige que você conheça seus clientes em um nível diferente do que se estivesse trabalhando na criação de conteúdo no setor B2B.

Para o conteúdo B2C, você terá que pensar em criar algo que irá se conectar com as emoções de seu público-alvo.

Enquanto emoções importam para o marketing B2B, há muito mais lógica envolvida. Isso faz sentido, já que também há muito mais dinheiro envolvido.

As pessoas estão ativamente à procura de conteúdo técnico que explique os conceitos de uma forma simples ou eduque-os sobre como a nova tecnologia funciona, etc.

Então, com base nisso, eles consideram que a empresa é um líder de pensamento ou no mínimo, competente e decidam entrar em contato para possivelmente fazer negócios.

No mundo do marketing de conteúdo B2C, que não é tanto o caso.

No nicho B2C, quando as pessoas vão comprar um produto, elas também estão comprando uma identidade.

E seu trabalho com o conteúdo é mostrar que tipo de identidade as pessoas estão comprando quando adquirem algo de sua marca.

No mínimo, você precisa ser claro sobre o que sua marca representa.

Além disso, se o seu conteúdo B2C parecer que foi projetado para gerar vendas, poderá afastar as pessoas.

No nicho B2B, as pessoas esperam o conteúdo com um cronograma e elas não se incomodam se o conteúdo é bom, pois elas estão querendo engajar com a empresa.

No entanto, no B2C, os cronogramas não são tão bem recebidos.

Nota: Isso não significa que você não deve criar um conteúdo técnico de “como fazer” para um público B2C, mas entenda que a maioria do seu conteúdo será projetado para se conectar com as emoções.

Se você der uma olhada no gráfico abaixo, verá que além de Vendas, a Retenção/Fidelidade de Clientes, Engajamento e Reconhecimento da Marca são considerados os principais objetivos.

image01

No entanto, o mesmo estudo descobriu que os empreendedores mais eficazes da área de conteúdo B2C realmente classificaram o Reconhecimento da Marca, Retenção/Fidelidade de Clientes e Engajamento como sendo uma prioridade maior do que as vendas.

image02

Provavelmente, isso é devido ao fato de que as empresas que são novas no conceito de marketing de conteúdo B2C, estão olhando para a geração imediata de vendas, sem colocarem o foco no ponto anterior, onde as emoções e a identidade vêm em primeiro lugar.

Se você criar um conteúdo que se conecta com a identidade do seu mercado-alvo, estará desenvolvendo a retenção e fidelização dos clientes. Afinal de contas, eles estarão orgulhosos de representar a sua marca, porque de certa forma, a sua marca os representa.

Se você realmente se conectar com as emoções de seu mercado-alvo, irá gerar bastante engajamento na forma de ações e visitas ao site, que também irá gerar consciência de marca.

Então, se você quiser criar um conteúdo que atingirá esses objetivos, deverá saber quem é o seu cliente.

Para o marketing de conteúdo B2B, é relativamente fácil de fazer isso criando uma buyer persona.

Mas, para o marketing de conteúdo B2C, é mais difícil criar um bom conteúdo apenas procurando por uma buyer persona.

Claro, isso não significa que a criação de uma buyer persona seja redundante – afinal, ela ajuda a descobrir quais são as expectativas e desejos do seu mercado-alvo.

No entanto, nada oferece tantos insights positivos sobre quem são seus clientes do que falar com eles e compreendê-los como pessoas.

Com o marketing de conteúdo B2C, você irá criar um conteúdo que seja “divertido” ou inspirador, pois este é o tipo de conteúdo que conecta em um nível emocional.

E para fazer isso, você não só precisa saber o que faz com que seus clientes deem risadas, mas também o que os fazem levantar de manhã.

Nota: Você também pode fazer o seguinte: pense sobre o que é que você quer que sua marca represente e quem deseja servir. E em seguida, crie conteúdo que cumpra esses objetivos.

Exemplos de conteúdo efetivo

Ok. Então agora vamos dar uma olhada na criação de conteúdo.

Se você já definiu quais são seus objetivos e tem um bom senso sobre quem você está tentando alcançar, a criação de conteúdo será muito mais fácil.

A coisa boa sobre o marketing de conteúdo B2C é que você tem uma grande liberdade para ser criativo.

O marketing de conteúdo B2C requer menos uma abordagem menos “robótica” e padronizada. Então eu não posso te dizer o conteúdo que deve ser criado, mas posso lhe mostrar exemplos.

Primeiro vamos ver o conteúdo que é considerado divertido.

Aqui está um exemplo bem louco da Virgin Airways.

Eles queriam se diferenciar da concorrência, mas também fazer isso de uma forma divertida.

Como fizeram isso?

Eles criaram um vídeo com a duração de 5:46:09, que detalha como seria a experiência em uma linha aérea ‘Blah’, com alguém que deveria voar de Newark para São Francisco.

image06

Quem pensaria que um vídeo tão longo seria viral… mas eles fizeram.

Conectou-se com o público-alvo e também foi engraçado.

A Virgin conseguiu chegar ao ponto em que a sua companhia aérea é melhor do que as de seus concorrentes. Mas fizeram isso de uma forma interessante e divertida.

As pessoas também sentem que agora, quando eles estão voando com a Virgin Airlines, estão obtendo uma melhor experiência e estão lidando com uma empresa que não é ‘tensa’, que na verdade tem um senso de humor.

Agora, vamos ver alguns exemplos “inspiradores” de marketing de conteúdo.

Companhias desportivas nos fornecem exemplos excepcionais de como isso pode ser feito.

Um conteúdo inspirador significa conteúdo que representa o estado de espírito que o seu mercado-alvo quer alcançar ou de um estado de ser que eles querem atingir.

Isso pode parecer um pouco vago, mas com os exemplos você entenderá melhor.

Abaixo, está um exemplo da Under Armour, e mostra a Gisele Bündchen se exercitando em um ginásio relativamente simples.

image07

No entanto, ao fazer isso, os comentários do Twitter aparecem nas paredes. Alguns são positivos e outros negativos. A ideia aqui é que a Gisele está seguindo em frente, apesar desses comentários negativos e distrações.

Agora, você poderia interpretar esse conteúdo de diversas maneiras. O mercado-alvo de pessoas que estão na área de esporte/fitness geralmente refere-se a pessoas que estão se esforçando, tentando melhorar a cada dia.

Fica claro ver como esse conteúdo se alinha com essas pessoas.

Embora o conteúdo, em geral, mostra como você deve avançar apesar das adversidades. Com esse tipo de conteúdo, a Under Armour apoia esse estado de espírito.

Portanto, quando as pessoas compram um produto da Under Armour, se sentem como se estivessem comprando a identidade de alguém que faz isso

Por outro lado, um dos seus maiores concorrentes, Nike, também está fazendo a mesma coisa e eles são famosos por isso.

image05

Agora, é claro que a sua capacidade para criar esse tipo de conteúdo vai depender do nicho em que você está inserido.

Se você está se debatendo para ter ideias de conteúdo inspirador, poderá sempre dar um passo atrás e simplesmente pensar na criação de conteúdo que fornece detalhes sobre como a vida se tornou melhor, como resultado do uso de seu produto.

Se estivesse fazendo a propaganda de uma máquina de café, por exemplo, você poderia criar um conteúdo que detalha como a xícara de café da manhã pode fazer com que o empreendedor consiga alavancar os negócios de sua empresa durante o dia. Ou talvez você vai querer mostrar como dar a um pai um impulso extra em sua hora de brincar com seus filhos quando chega em casa do trabalho.

Tudo se resume em saber com o que seu mercado-alvo está tendo problemas ou o que eles querem atingir. Em seguida, crie um conteúdo que fala sobre esses desejos.

Há também a opção de criar conteúdo gerado pelo usuário.

Uma pesquisa mostrou que o engajamento da marca aumenta em 28% quando há conteúdo gerado pelo usuário, bem como conteúdo profissional.

Com conteúdo gerado pelo usuário, você tem um conteúdo que mostra a experiência do cliente com a sua marca.

Um dos exemplos mais óbvios disso é a GoPro, que tem uma grande quantidade de conteúdo gerado pelo usuário e  como resultado, tem  muitos seguidores no Instagram.

image00

Na verdade, você já viu algum conteúdo da GoPro no passado que foi feito por um usuário.

Campanhas de conteúdos gerados por usuário podem funcionar acima da média.  Há uma empresa de iogurte que credita um aumento de 225,9% na receita, como resultado de uma campanha de conteúdo gerada por usuário.

Se você quer ter sucesso com uma campanha de marketing de conteúdo feito pelo usuário, precisará facilitar a criação desse tipo de conteúdo.

Você tem que criar campanhas onde irá pedir às pessoas para criarem conteúdo para você, e elas terão que ser incentivadas a fazer isso.

A melhor maneira de fazer isso é simplesmente oferecer um prêmio para o melhor conteúdo que for apresentado a você.

Nota: Se quiser, você pode até considerar a criação de um aplicativo…

Se o seu aplicativo usa alguns dos princípios citados acima, pode ser relativamente fácil criar algo que seja de interesse do seu público-alvo.

Um exemplo de um aplicativo que contribuiu para uma campanha de marketing de conteúdo é o “Dumb ways to die.”

O aplicativo era um jogo e a mensagem principal por trás dele era a segurança ao atravessar os cruzamentos das ferrovias.

Criado pela Metro Trains, da Austrália, vale a pena mencionar que esse aplicativo foi uma adição a uma campanha de marketing de conteúdo que já estava sendo pensada.

Por exemplo, a organização já tinha produzido este vídeo popular:

image04

No entanto, o aplicativo foi como gasolina jogada no fogo, e tem uma boa chance de que alguém que você conhece saiba sobre o app criado pela empresa.

Então, se você tiver orçamento para isso, considere criar um aplicativo para alcançar o seu público B2C através de marketing de conteúdo.

Divulgando conteúdo

Agora, iremos falar sobre divulgar seu conteúdo.

Isso é relativamente mais fácil quando comparado à criação de conteúdo.

Enquanto você pode depender de meios orgânicos para a divulgação de conteúdo, também ajuda ter alguns métodos pagos à sua disposição.

Afinal, vai ser difícil de fazer com que seu conteúdo se propague se você não tem uma grande base de seguidores nas mídias sociais.

No entanto, o que você vai descobrir é que se seu conteúdo for bom, não demorará muito para obter muitas opiniões orgânicas e visitas no site.

Então, o que você pode fazer para divulgar o seu conteúdo através de tráfego pago?

A grande vantagem aqui é que você está lidando com o setor B2C e existem muitas opções que você pode aproveitar.

Aqui estão os melhores métodos de divulgação paga que você irá querer aproveitar:

  • Anúncios na Linha do Tempo do Facebook
  • Anúncios em vídeo do Facebook
  • Anúncios em vídeo do YouTube

O Facebook é considerado a plataforma de mídia social B2C mais efetiva, então provavelmente você queira começar por ele.

image03

Eu mostrei aqui como você pode configurar os Anúncios na Linha do Tempo do Facebook e mostrei aqui como você pode criar Anúncios em vídeo no Facebook.

Eu também fiz um post sobre como você pode usar o YouTube Ads. Lembre-se, 53% dos marqueteiros avaliam o YouTube como uma plataforma eficiente, então dê a atenção que ele merece.

Conclusão

O marketing de conteúdo B2C pode parecer um pouco complicado, especialmente quando tudo que você leu é relacionado ao marketing de conteúdo B2B.

No entanto, depois de ler esse post, você deve ter agora uma ideia mais clara de como o marketing de conteúdo B2C pode funcionar para você.

Não espere que seus primeiros esforços sejam os melhores. Leva tempo e experiência para conseguir realizar um marketing de conteúdo B2C corretamente.

Entretanto, o que importa é que você comece a fazer algo.

Você tem alguma dica que pode compartilhar comigo quando se trata de marketing de conteúdo B2C? Por favor, deixe-me saber nos comentários abaixo!

Share