Como Criar uma Página para Produto de Ecommerce que Converte 26%

ecommerce product page

Taxas de conversão altas se transformaram em uma espécie de mito.

Algumas pessoas falam sobre elas como se fosse o Pé Grande. Elas acreditam que conversões muito altas não acontecem, que é tudo ficção.

Outras dizem que somente uma elite de especialistas pode obter taxas de conversão superaltas.

A minha opinião? Eu acho que tudo isso é bobagem!

Converter muito é perfeitamente possível. As taxas de conversão dos seus sonhos podem se tornar realidade.

Eu sei porque já fiz isso, e já vi outras pessoas fazendo o mesmo.

Apesar de não existir uma fórmula mágica, há certos elementos em comum entre todas as páginas com conversão alta.

Eu não quero que você tenha que descobrir isso sozinho. Assim, vou falar sobre isso neste artigo.

Alguns dos meus clientes já criaram páginas que convertem 26%.

Sim, é isso mesmo.

Imagine como uma taxa de conversão de 26% mudaria seu negócio. Quanto dinheiro a mais você ganharia?

Vou te mostrar exatamente como reproduzir esse sucesso.

Vou falar especificamente sobre a sua página de produto ecommerce.

Não importa se você acaba de criar uma loja online ou se já está nesse ramo há anos. Se você precisa de uma página de produto ecommerce que converte incrivelmente, esse artigo é para você.

Comece com sua proposta única de valor

Sua proposta única de valor (UVP) é o principal benefício que você oferece.

Seu UVP é o foco principal da sua página de produto ecommerce. Tudo o que você fizer deve girar em torno dele.

Seus consumidores precisam saber o que vão ganhar com o seu produto. Se não souberem, eles não vão passar tempo na sua página tentando descobrir isso.

Você já deve ter ouvido a expressão “venda benefícios, não funções.”

Seu UVP é o grande benefício que você oferece.

É fácil ver qual é o UVP do Shopify:

Viu como isso aparece bem no centro da página? É isso que você deve fazer.

É assim que muitos dos melhores exemplos de página de produto ecommerce que eu já vi são estruturados.

Mas você tem alguma flexibilidade aqui.

O Shopify diz a seus usuários exatamente o que é. Mas você pode também começar com um pouco de mistério.

Veja o caso do RainmakerPlatform.com:

O texto grande definitivamente é um benefício, mas não te diz o que especificamente você está vendo.

Ele te faz querer continuar lendo, certo? E claro, você vê o UVP no parágrafo seguinte:

Essa é outra forma de abordar o UVP.

Qualquer que seja o formato escolhido, garanta que seus visitantes vão descobrir seu UVP dentro de 10 segundos. Se você puder fazer isso em 5 segundos, melhor ainda.

Cada segundo é precioso. 55% das pessoas passam menos de 15 segundos em uma página.

Cada segundo conta, literalmente.

É por isso que é importante deixar seu benefício claro desde o início.

Mas e se você não souber qual é o seu UVP?

Criar um UVP é bem fácil.

Primeiro, pense no valor que você oferece. O que seu produto ou serviço faz para as pessoas?

Quanto mais específico melhor. “Dobre suas vendas em 3 semanas” é muito melhor do que “Aumente suas vendas.”

Segundo: pergunte a si mesmo o que faz desse valor uma coisa única. Existem vários negócios no seu espaço. Por que você se destaca?

É uma pergunta difícil, e ela pode te ajudar a encontrar algumas áreas a melhorar.

Se você não conseguir responder a essa pergunta, vai ter que descobrir o porquê.

Você precisa ser único em algum sentido. Encontre esse fator.

Após responder a ambas as perguntas, você poderá criar seu UVP.

Se quiser ler mais sobre UVPs, veja este guia.

Não vá para o passo seguinte até ter encontrado um UVP incrível. Isso pode ser tudo ou nada para a sua página. Assim, não continue sem um UVP.

Acerte o texto

O texto publicitário é uma parte crucial de qualquer estratégia. Seja em SEO ou em marketing, ele é uma das partes mais essenciais para fazer da forma certa.

Se você quiser vender seu produto, precisa ter um texto incrível. Isso não deve ser surpreendente.

O que pode te surpreender é descobrir o quanto seu texto afeta seus consumidores.

A empresa alemã L’Axelle constatou que deixar sua página de produto mais focada na ação levou a um  aumento de 93% nos cliques. Sério.

Aqui está a versão antiga do texto:

E aqui está o texto revisado:

Algumas pequenas mudanças quase dobraram o número de cliques na página.

Isso mostra a importância do texto publicitário.

Para ecommerce, eu gosto de usar a fórmula AIDA.

Se você não conhece a fórmula, AIDA significa Atenção, Interesse, Desejo e Ação.

Essa é uma fórmula clássica que quase todo redator usa.

Por quê? Porque ela sempre produz resultados incríveis. É uma estratégia testada e aprovada que sempre funciona.

Vou explicar em detalhes como usar a fórmula AIDA especificamente para o contexto da página de produto ecommerce.

Atraia a atenção dos leitores

Se quiser atrair atenção, você precisa ler as mentes dos seus consumidores.

Sei que parece impossível, mas você pode fazer isso.

Ler a mente dos seus consumidores é descobrir o que eles querem nessa fase do funil de vendas.

Quando alguém visita sua página de produto ecommerce, ele está no topo do seu funil.

Isso se encaixa na fórmula AIDA:

Isso não significa que você não tem a atenção dele. Significa que o usuário está na fase em que deseja que sua atenção seja atraída por alguma coisa.

É aqui que entra seu texto publicitário.

Na maioria das páginas de ecommerce, há um título, ou “marquee”.

Isso geralmente é a primeira coisa que os seus visitantes vão ver.

Esse texto tem muito peso na sua página. Ele precisa atrair a atenção dos seus visitantes e mantê-los interessados.

Há outros elementos em ação aqui, mas vamos falar deles mais tarde.

Seu título precisa “gritar” um benefício.

Ele não precisa ser longo, mas tem que ser impossível de ignorar.

Sabe quando você ouve uma música e fica com ela na cabeça? É isso que você quer do seu texto publicitário.

Mais especificamente, seu texto deve dar aos visitantes uma razão para se interessarem.

Vejamos o título do Wistia’.

O Wistia nunca vai ganhar prêmios de produtos extremamente legais, mas o texto deixa claro o que é o Wistia.

Se você precisasse de hospedagem de vídeo para o seu negócio, esse título atrairia a sua atenção imediatamente.

É um título curto e direto, mas que não exclui nenhum detalhe. Isso é importante.

Dedique bastante tempo à criação dos seus títulos.

Não é raro que um redator passe mais tempo no título do que em qualquer outra parte de uma página.

E não se esqueça do SEO para os seus títulos.

Como eu disse anteriormente, o texto não é a única coisa que vai atrair a atenção dos usuários.

Fotografias e outras mídias têm um papel enorme nisso.

Qual foi a última vez que você viu uma página de produto ecommerce que tinha apenas texto? Aposto que você nunca viu isso.

Porque mídia e texto andam juntos. A mídia vai enfatizar seu texto e pintar uma imagem vívida para os seus consumidores.

Veja mais uma vez o site do Wistia, agora abaixo do título.

Eles incluíram gráficos bonitos para acompanhar o texto.

Apesar de não ver o produto em ação, você entende exatamente como ele pode te ajudar.

A página de produto do leitor de cartão de crédito da Square é ainda melhor, na minha opinião.

O produto aparece em uma posição central, e há uma explicação supersimples sobre o que ele é.

Assim como no caso do Wistia, se você estivesse procurando um equipamento para ler cartões de crédito, essa imagem atrairia a sua atenção.

É importante criar muito apelo nessa fase. Seus visitantes devem pensar que o seu produto ou serviço é a melhor opção em seu nicho.

Mantenha o interesse deles

Agora vamos ver a próxima parte do funil AIDA: a fase do interesse.

Você já chamou a atenção dos seus visitantes. Agora você precisa mantê-los na sua página.

É aqui que você vai se desdobrar e descrever os benefícios que o seu produto oferece.

O Wistia enfatiza a habilidade de obter métricas detalhadas:

Você pode também obter gráficos úteis:

Você deve se lembrar do que eu disse sobre vender benefícios, não funções.

Pode parecer que o Wistia está vendendo funções aqui. Mas não é o caso.

Esse texto está destacando os benefícios ao descrever o que as funções fazem.

Por exemplo: um benefício é poder ver que partes de um vídeo alguém assistiu. O Wistia mostra esse benefício ao descrever a função heatmap.

Faz sentido? Ótimo.

A página da Square também é muito boa em manter o interesse do visitante:

Eles usam um texto e uma imagem de produto atraente como gancho, e depois te atraem falando sobre tudo o que o produto pode fazer por você.

Isso é o que eu considero uma estratégia vencedora. Mas ainda não acabamos: existem mais dois estágios.

Crie um desejo ardente

Essa provavelmente é a parte mais difícil de acertar da fórmula AIDA. Mas isso pode fazer uma grande diferença.

Em algum ponto da sua página, você precisa fazer o seu visitante sentir um desejo intenso pelo produto. Ele precisa saber que seu produto atende às necessidades dele, e, como resultado, sentir que precisa ter o produto.

Pessoalmente, eu acredito que você deve criar desejo em sua página de produto ecommerce usando técnicas de redação.

Mas criar uma seção dedicada a gerar esse desejo também é uma boa ideia. Existem algumas formas de fazer isso, e todas elas envolvem gatilhos sociais.

Existem seis gatilhos sociais principais: reciprocidade, compromisso, autoridade, prova social, escassez e empatia.

Os quatro últimos gatilhos podem ser incríveis para a sua página de produto ecommerce.

Por exemplo: a Square cria desejo ao incluir testemunhos:

Isso cria prova social e informa aos seus visitantes que outras pessoas estão se beneficiando do produto. E isso faz os visitantes desejarem se juntar a elas.

Você pode também usar citações de influenciadores, para criar autoridade.

Pitchbox tem uma seção com citações de influenciadores como Brian Dean, Ryan Stewart e esse que vos fala:

Você deve utilizar pelo menos um gatilho social para ajudar a criar desejo. Se quiser usar mais, melhor ainda.

Faça seus usuários agirem

Nesse ponto, seus visitantes estão prontos para assumir um compromisso. Eles viram toda a sua página e querem o seu produto.

É hora de seus visitantes agirem.

Naturalmente, é aqui que entra o seu call-to-action (CTA).

CTAs são muito importantes. Muito. Se você tiver um CTA fraco, não vai ter a taxa de conversão incrível que está querendo.

Escrever CTAs é uma arte, e eu recomendo que você pesquise mais sobre isso.

Mas existem alguns elementos que são cruciais em ecommerce.

Primeiro: não faça um CTA entediante. Eu vejo centenas de CTAs entediantes toda semana.

Isso me desanima.

Essas páginas estão perdendo vendas só porque não fizeram um esforço com seus CTAs.

Assim, não faça um CTA entediante.

Quando digo entediante, me refiro a CTAs que usam frases genéricas, como “Compre agora”.

Você já viu isso milhares de vezes. Esses CTAs não são interessantes e não te motivam a clicar neles.

Por outro lado, se você usar um CTA emocionante,  você pode levar seus usuários a se decidirem e clicarem.

Para fazer um CTA que se destaca, você precisa informar aos usuários que ao clicar no CTA, eles vão receber um benefício.

Vou te mostrar o que eu quero dizer. O CTA da Square é excelente:

Aposto que você ia querer clicar mesmo se não precisasse de um leitor de cartão.

Você descobre o benefício imediatamente. Não há dúvidas. E é por isso que o CTA funciona tão bem.

Eu sei: seu produto provavelmente não é gratuito. Mas não se preocupe.

Esse CTA não é bom só porque fala em um produto gratuito. Ele é bom porque é atraente e específico.

Você duvida? Então aqui está outro CTA atraente (e sem oferecer nada gratuito), do MyPerfectResume.com:

Ainda assim, esse CTA atrai muitos cliques. Você vê qual é o benefício imediatamente, e fica sabendo como obtê-lo.

Está vendo o padrão?

Seus usuários precisam saber que benefício seu CTA vai oferecer para eles..

Clicar no CTA é a ação que você espera dos usuários.

Mas o CTA não precisa ser uma venda. Você também pode usar o CTA como link para mais informações sobre a sua página, enviando usuários para o seu funil.

Zendesk usa dois CTAs para atrair usuários com níveis de interesse diferentes:

Você não precisa usar essa abordagem, e na verdade ela não funciona para todos os sites.

Mas isso mostra que uma página de produto ecommerce pode ter uma variedade de CTAs para motivar o usuário a agir.

Uma última observação sobre o texto. Preste atenção à maneira como seu texto é formatado. O ConversionXL constatou que a formatação de textos e imagens pode fazer uma diferença enorme.

Otimize sua página de checkout

Apesar de sua página de checkout ser separada da sua página de produto ecommerce, ela também tem um papel importante no processo de conversão.

É isso que separa os sites mais ou menos dos sites excelentes.

Se sua página de checkout for comum, você provavelmente vai ter muitas vendas. Mas também pode potencialmente perder muitas vendas.

No entanto, se você se superar em sua página de checkout, vai maximizar suas conversões.

A ASOS tem uma das melhores páginas de checkout que eu já vi. Quando você vai fazer a compra, vê várias opções para continuar:

Após um ou dois cliques, você chega à página de checkout em si, que é bem simples mas muito eficaz:

Essa página de checkout é bem-sucedida. A ASOS conseguiu reduzir o abandono em 50% usando esse novo design.

E então, como você pode otimizar sua página de checkout? Aqui estão algumas dicas:

Facilite o checkout. Não force os consumidores a criar uma conta. Ter muito trabalho vai afastar consumidores que estavam prontos para comprar.

Foque em reduzir o abandono de carrinho. Essa é uma das maiores epidemias em sites de ecommerce. Você mesmo já deve ter passado por isso.

A boa notícia é que isso pode ser evitado. Leia mais sobre como vencer o abandono de carrinho. Seus resultados vão te agradecer por isso.

Otimize para mobile. Você já deve estar cansado de me ouvir falar sobre otimização para dispositivos móveis, mas isso é essencial para uma página de checkout de alta conversão.

A maioria dos seus usuários vai estar em dispositivos móveis. Assim, crie sua página de checkout considerando isso.

Conclusão

Será que existe uma página de produto ecommerce perfeita?

Pense nessa questão por algum tempo. Será?

Para ser sincero, eu não tenho certeza. Mas quero que você tente descobrir a resposta.

Tente criar uma página de produto ecommerce perfeita. A melhor de todas.

Será que isso é muito ambicioso? Claro que sim.

Mas eu acho que você deve ter objetivos, os mais altos possíveis. E isso se aplica a tudo o que você faz.

Sua página de produto ecommerce merece muita atenção. Afinal, seus clientes vão examiná-la em detalhes. Por que você também não faria isso?

Fazer um esforço agora vai levar a mais vendas no futuro.

Essas táticas não vão te dar uma taxa de conversão estratosférica imediatamente, mas vão te ajudar no longo prazo.

Continue se esforçando e procurando formas de deixar sua página de produto ecommerce ainda melhor. Você não vai se arrepender.

Quais técnicas você usa para aumentar as conversões em uma página de produto ecommerce?

Share