Marketing de Conteúdo ou Publicidade Paga? Comparando o ROI

roi

Existe alguma regra que diz que você deveria investir dinheiro ou em marketing de conteúdo ou publicidade paga? Eu acho que não.

Se você for um profissional de marketing B2B (de empresa para empresa – business-to-business, em Inglês) ou B2C (de empresa para consumidor final – business-to-consumer), você ainda pode gerar leads usando marketing de conteúdo ou publicidade paga, ou até mesmo ambos. Os dois canais podem ser eficazes.

Várias empresas B2B hoje se apoiam em marketing de conteúdo e publicidade para ganhar visibilidade para sua marca e gerar leads qualificados.

Para gerar o máximo de leads e aumentar sua receita, você precisa criar mais conteúdo útil. Afinal, 70% das pessoas prefeririam se informar sobre produtos através de conteúdo. E 68% dos consumidores passam o tempo lendo conteúdo de uma marca pela qual têm interesse.

image33

Mas é importante entender como cada uma dessas técnicas de marketing funcionam e qual taxa de retorno (ROI) você pode esperar. Claro, eu não posso lhe dar números exatos porque negócios diferentes alcançarão resultados diferentes.

No princípio do marketing de conteúdo, um inexpressivo conteúdo já era suficiente para empreender resultados, porque não havia muito conteúdo na época. Mas hoje a competição é feroz e o Google elevou o padrão com sua atualização de filtro de busca para Google Panda.

Consequentemente, agências e blogs de marketing de conteúdo começaram a criar mais artigos e infográficos profundos do que outros formatos de conteúdo.

image35

Neste artigo, você vai aprender como a publicidade paga e o marketing de conteúdo podem ajudar você a gerar leads melhores.

Quer saber como a publicidade paga e o marketing de conteúdo podem ajudá-lo a gerar leads melhores? Faça o download do material de dicas aqui.

Melhor ainda, se você quiser focar em apenas um canal, você poderá tomar a decisão certa – promover seu conteúdo gratuitamente ou por anúncios pagos por clique (pay per click – PPC). 

1. Distribuindo Conteúdo Através de Marketing de Conteúdo vs. Canais Pagos

De forma simples, distribuir conteúdo é a forma mais efetiva de fazer com que as pessoas certas o leiam. Adam Robinson estava certo: O conteúdo pode ser o rei, mas as regras de distribuição são o reino.

image34

De acordo com a Forbes, um diretor de conteúdo que entende de distribuição dinâmica vai ter uma grande demanda. Você precisa se tornar um líder de marketing de conteúdo, não apenas um seguidor.

Líderes constroem redes e se conectam com pessoas influentes que irão auxiliá-lo a distribuir seu conteúdo. E eles veem resultados absurdos.

Por exemplo, um estudo descobriu que o aumento anual em visitante único é 7,8 vezes mais alto para líderes de marketing de conteúdo do que para seguidores (19,7% vs. 2,5%).

image14

Antes que você possa distribuir conteúdo através de qualquer canal, seja por canais gratuitos ou pagos, o conteúdo precisa ser otimizado para o público certo.

As palavras-chave em que você está mirando precisam ser proeminentes em seu conteúdo – não de uma forma que acenda o sinal vermelho do Google, mas de uma forma natural, que prove que seu conteúdo é relevante.

Antes que você comece a distribuir conteúdo através de diferentes canais, você primeiro precisa entender o que cada prática acarreta.

image47

Marketing de conteúdo primariamente envolve criar conteúdo de alta qualidade e doá-lo, a fim de se conectar e nutrir um público leal, que irá confiar em você e comprar seu produto.

Você pode ter investido dinheiro em todos os aspectos de criação de conteúdo (pesquisa, mineração de dados, testes de divisão, gráficos e escrita), mas agora você quer promovê-lo utilizando métodos gratuitos.

Por exemplo, eu investi mais de US$30.000 na criação dos meus guias avançados, mas eu os doo o tempo todo. Num primeiro momento, muitos profissionais de marketing pensaram que eu estava perdendo as recompensas de curto prazo, o que eu compreendi totalmente. Mas meu foco é no lucro a longo prazo.

image01

Eu lucrei 10x o que investi para criar esses guias de alta qualidade até então. Mas promovê-los nem sempre foi fácil, porque eu foquei em canais gratuitos.

Meu time e eu passamos muito tempo em mídias sociais, e eu escrevo para alguns convidados (de 1 – 3 por semana), o que me permite fazer referência a qualquer dos guias relevantes e conduzir tráfego adicional ao meu blog.

Vamos dizer que você gasta duas horas todos os dias distribuindo seu conteúdo através de redes de mídias sociais (Facebook, LinkedIn, Google+, Pinterest, Twitter, etc.) e outras duas horas levantando blogueiros para oportunidades de postagens de visitantes.

E vamos mais adiante, dizendo que você conduz 1000 leitores visados de mídias sociais depois de uma semana, o que significa que você investiu 2 horas X 7 dias = 14 horas.

As horas investidas serão equivalentes a US$1120, tomando por base US$80/hora. (Uma pesquisa da Moz sobre serviços de SEO especializados descobriu que a média diária dos EUA alcança de US$101-US$150, e US$76-US$100 no Reino Unido.)

Além de redes de mídias sociais, os métodos gratuitos para distribuir conteúdo são:

i). In-house blogging: Alguns profissionais de marketing de conteúdo aumentaram a legibilidade de seus blogs para milhares, se não milhões, ao longo dos anos.

Então, quando eles publicam uma nova postagem, milhares de leitores que frequentam seus blogs irão ler. Lembre-se de que blogar consistentemente irá ajudá-lo a gerar 88% e 67% mais leads, respectivamente, para empresas B2B e B2C.

image12

ii). Blogging para Visitantes: Esta é uma estratégia poderosa para distribuir seu conteúdo, porque ela o ajuda a alcançar públicos completamente novos, que estarão interessados no que você faz.

iii). Mídia Ganha: Isso se refere a publicidade gratuita ganha através de promoção de conteúdo e exclui propagandas tradicionais.

Isso significa que ser útil e consistente pode expor seu conteúdo mais recente a novos públicos. Mídia paga consegue publicidade gratuita a partir de menções em blogs, compartilhamento social e relacionamentos influentes.

image22

iv). Lista de Email: Meu método de distribuição gratuito número 1 é minha lista de emails. Apesar de eu continuar pagando por renovações mensais de respondentes automáticos, o valor de 1 inscrito é US$39.40 – então vale muito a pena.

image08

v). Comentários em blog: Você também pode promover seu conteúdo ao escrever comentários úteis em blogs do segmento. Eu também me comprometo com meus leitores ao responder a seus comentários de uma forma oportuna.

Em 2014, eu gerei US$25.000 com 249 comentários, provando que fazer comentários úteis não apenas gera tráfego para você, mas também pode lhe dar leads, que você pode transformar em clientes.

vi). Participação na comunidade: Usuários da comunidade são o conjunto de usuários da web com engajamento mais alto. Você vai ter acesso a milhares de usuários ativos e seu conteúdo receberá o máximo de atenção que ele merece.

De acordo com MckInsey, “Usuários da comunidade visitam nove vezes mais frequentemente que usuários que não são comunidade, e 90 milhões de pessoas têm participado de grupos online.”

Participação ativa em rodas de discussão, comunidades de blogs, grupos de Facebook, grupos de LinkedIn e fóruns especializados vão lhe dar mais exposição. Mas você precisa contribuir, ajudar outros e se dispor a trabalhar bem duro.

Contanto que você adote uma abordagem orientada por dados, mostre resultados e compartilhe como você os alcançou, a participação online da comunidade vai funcionar para você.

Portanto, com o marketing de conteúdo, você tem inúmeros canais que você pode usar para distribuir seu conteúdo, gerar leads visados e melhorar suas classificações orgânicas.

Isso tudo significa que a publicidade paga não é um meio viável para distribuição de conteúdo?

Pelo contrário, esse tipo de mídia paga é uma opção perfeitamente válida, especialmente se você se vê regularmente passando de 10 a 14 horas por semana para distribuir/promover seu conteúdo usando métodos gratuitos. Investir em métodos pagos poderia bem ser uma abordagem melhor.

image44

Publicidade paga não é um desperdício de dinheiro. É um investimento do qual você pode usufruir em um curto tempo, considerando que você implanta campanhas efetivas.

Um estudo da Kenshoo descobriu que o retorno de gastos em propagandas é 30% mais alto quando um prospect vê ambos os anúncios em Facebook e em pesquisa paga como opostos a anúncios de pesquisa paga por si só. E a média de valor de ordem é 24% maior.

image07

Alguns dos métodos de publicidade paga mais efetivos que você pode usar para promover seu conteúdo são:

i). Tweets promovidos: Tweets pagos, ou promovidos, são o caminho se você quer alcançar mais seguidores no Twitter. Segundo estatísticas do Twitter and Nielsen, “a exposição a tweets promovidos levou a um aumento de 22% em associação de mensagens, comparado a usuários que não viram os tweets promovidos.”

image10

Tweets promovidos custam, é claro, dinheiro.  Mas, se você usa um serviço confiável, você pode ver um aumento significativo tanto no tráfego quanto nos leads.

Há provas de que tweets pagos funcionam. O AirBnB precisava promover um novo programa de sublocações mensais para clientes que procuravam por soluções de alojamento a longo prazo. Mas a empresa não encontrava uma forma efetiva de alcançar as pessoas certas.

Finalmente, a empresa escolheu investir em tweets pagos. Eles criaram uma oferta de US$200 a menos em sublocações mensais para edificar um interesse forte.

image45

Os resultados do experimento do AirBnB com tweets pagos foram significativos.

O AirBnB aumentou o engajamento em mais de 4% por um único tweet promovido. Seguidores ficaram interessados no tweet promovido quando o viram em suas timelines e então continuaram o promovendo – mesmo depois de o período da campanha ter acabado – enviando, assim, mais clientes visados para o AirBnB.

image36

ii). Anúncios no Facebook: Eu notei que, quando eu uso campanhas de anúncios no Facebook para enviar tráfego visado para uma página de conteúdo de alta qualidade em meu site, o nível de engajamento é geralmente alto.

A maioria das pessoas usa anúncios no Facebook apenas para levar leads para sua página de destino. Não há nada de errado nisso, mas o potencial de uma campanha pay per click (PPC) no Facebook de aumentar as taxas de conversão é significativo de maneira geral.

O que faz os anúncios do Facebook tão efetivos são, em parte, as opções visadas. Por exemplo, Lewis, fundador do Cloud Income, ganhou US$400 em uma semana ao visar pessoas que estavam perto de completar 39 anos de idade:

image24

iii). Redes de Publicidade: Você também pode colocar anúncios visados para distribuir seu conteúdo em redes de publicidade. Você pode atingir um público alvo, trazê-los de volta à sua página e transformá-los em seus assinantes no email.

Existem várias redes de publicidade que você pode infleunciar para distribuir seu conteúdo. Contudo, a maioria das pessoas se apoia no BuySellAds.

image03

Você pode fazer uma mídia de compra direta nesse site. Apenas encontre o site em que você quer colocar um banner ou anúncio de texto e pague por sua abertura. Seus anúncios estarão abertos e funcionando num segundo.

Você também pode usar o Google AdWords (busca e mostra redes), postagens patrocinadas, publicidade nativa, postagens pagas de visitantes e outros canais igualmente pagos para distribuição de conteúdo.

Um dos métodos de publicidade mais populares agora são os pins promovidos. Através desse método, você pode distribuir seu conteúdo visual (infográficos, memes, imagens etc.) através de anúncios no Pinterest.

Ezra Firestone não apenas conduziu um grande tráfego até sua página de destino, como também fez 520 vendas de produtos, que geraram US$41.254,34 de receita – tudo de um anúncio de US$775,50 no Pinterest.

image28

2. Identificando Objetivos de Marketing e Desafios Comuns

Não importa quem você seja, metas dão direção à sua vida. Sem metas ou objetivos, a vida fica ditada pelos caprichos de circunstâncias aleatórias. Isso não é jeito de se viver e não é jeito de se fazer negócio, a meu ver.

Seja seu negócio B2B ou B2C, grande ou pequeno, em equipe ou solo, objetivos de marketing ajudam seu negócio a crescer e ter sucesso. E as estratégias que você finalmente vai usar devem estar baseadas em quais são suas metas e seus objetivos.

Em seu livro, Marketing de Conteúdo no Próximo Nível: Táticas Avançadas para os Profissionais de Marketing de Conteúdo de Hoje, o autor Ted Box disse que criar conteúdo não é o suficiente. Ao invés disso, você precisa de estratégias avançadas que estejam enraizadas em seus objetivos, para que você possa engajar e persuadir os leitores sociais de hoje.

Então quais são os objetivos por trás do conteúdo de marketing e publicidade paga?

Você pode argumentar que ambos os canais de marketing gratuito e pago permitem que você cresça seu negócio. Isso é verdade, mas “crescer meu negócio” não é uma meta mensurável e específica.

Por outro lado, quando seu objetivo é definido – por exemplo, gerar 2.000 leads por email em 45 dias – então você está mais suscetível a alcançar aquela meta.

Então, a fim de escolher seu canal de distribuição – isto é, pago versus gratuito – você precisa entender os objetivos por trás de cada um. Isso, por sua vez, mostra a você os desafios singulares de cada canal e o ajuda a criar estratégias sólidas para lidar com aqueles desafios.

De acordo com o Wikipedia, “publicidade é uma forma de comunicação de marketing usada para promover ou vender alguma coisa, geralmente um produto ou serviço de negócio.”

Em outras palavras, publicidade paga tem um objetivo primário: promover ou vender alguma coisa.

marketing de conteúdo tem também apenas um propósito primário? E, se sim, esse propósito é “promover ou vender”?

Aqui está como o Instituto de Marketing de Conteúdo define “marketing de conteúdo”:

Marketing de conteúdo é uma abordagem estratégica de marketing focada em criar e distribuir conteúdo valioso, relevante e consistente, para atrair e reter um público definido claramente — e, por fim, para guiar ações lucrativas de clientes.

Então marketing de conteúdo é na verdade uma ferramenta ou prática que o habilita a conectar o público certo ao seu conteúdo valioso.

Atrair esse público não é o suficiente – você também deve retê-lo com conteúdo de alto valor. Quando você fizer isso, você estará apto a guiar ações lucrativas de clientes (por ex., assinaturas de email, compras, referências de “boca a boca” etc.).

Marketing de conteúdo pode ajudá-lo a alcançar várias metas:

i). Consciência de marca: Marketing de conteúdo ajuda-o a criar consciência que sua marca existe e projeta seus valores e cultura centrais a clientes potenciais.

Para construir consciência de marca, você precisa de um modelo orgânico que seja autêntico – e é através de marketing de conteúdo e marketing de atração que você pode naturalmente conectar pessoas por sua própria conta.

ii). Conversão de lead: Negócios geram leads visados quando focam em criar e distribuir seus conteúdos através de canais gratuitos. É difícil fazer com que um cliente em potencial lhe dê informações pessoais sem oferecer algo de valor em troca.

Quando as pessoas se registram por um programa demonstrativo, para um evento, ou ganham acesso à sua página de recurso, você estabeleceu uma conexão baseada em confiança.

iii). Nutrição de lead: Preparar seus leads para comprar seu produto é essencial para seu sucesso.

Um estudo recente feito pelo Gleanster Research revelou que 75% dos leads adquiridos não estão preparados para comprar. Apenas 25% estão prontos para avançar para o processo de venda. Você deve ajudar os que não estão prontos com nutrição de leads.

Marketing de conteúdo, como todo o marketing baseado em permissão, ajuda-o a nutrir seus leads. Seth Godin disse que marketing baseado em permissão é marketing sem interrupções. E ele parece sempre entregar os melhores resultados, comparado a outras formas de marketing.

image02

Isso se dá porque, uma vez que você tem a permissão dos prospects, é muito mais fácil se comunicar com eles num nível mais profundo. Afinal, eles pediram pela informação que você estará enviando a eles.

Crie o conteúdo certo para navegá-los através do ciclo de compras do cliente. Esse é um estágio crucial, porém delicado, quando se distribui conteúdo, porque você precisa determinar antecipadamente qual conteúdo será adequado para cada estágio do ciclo.

image31

iv). Serviço do cliente: Quão bom você é em usar conteúdo para criar uma ótima experiência do cliente? É realmente difícil atender seus clientes de publicidade paga, então é mais adequado que seja um objetivo do conteúdo de marketing.

As metas de longo prazo do seu negócio podem ser alcançadas através de marketing de conteúdo, enquanto a publicidade paga pode ajudá-lo a alcançar compradores de uma forma mais rápida.

E os desafios? Bem, dois dos maiores desafios de marketing de conteúdo encontrados por empresas B2B são produzir conteúdo o suficiente e produzir conteúdo de engajamento.

image23

Publicidade paga também apresenta um número de desafios. Jon Crowe, diretor de contas da NetBooster, disse que um desafio central é ganhar um melhor entendimento sobre como cada palavra-chave em atividade de busca contribui para a conversão final.

Samantha Noble, diretora de marketing na Koozai, disse que, considerando o grande número de empresas B2B e B2C que usam o Google AdWords, ambos custos de atingir posições no topo (em busca e redes de display) e nível de competição de outros publicitários têm aumentado.

Isso vai reduzir a taxa de retorno sobre o investimento (ROI). Isso também vai encorajar publicitários em potencial, com ofertas viáveis e conteúdo personalizado, a ignorar publicidade paga e trocar por marketing de conteúdo.

Encontre um equilíbrio. Já que cada canal de marketing tem seus objetivos e desafios centrais, eu acredito que a melhor abordagem é abraçar ambos.

Matthew Gratt disse que, para colher os frutos de ambos os lados, profissionais de marketing inteligentes devem promover conteúdo através de mídias próprias, ganhas e pagas. Use a publicidade paga para guiar visitantes por seu funil e então influencie conteúdo de alto valor, ao qual eles não poderão resistir.

Por exemplo, a Snickers queria lançar sua “campanha mundial Você Não é Você, Quando Está com Fome” em Dubai.

image43

A empresa primeiro criou um conteúdo visual relevante e então fez uma parceria com o Dubizzle.com para oferecer aos compradores a oportunidade de revender itens indesejados que compraram quando estavam com fome.

image18

A campanha foi bem recebida. Significativamente, 80% dos itens postados foram vendidos no mesmo dia e a empresa viu uma taxa de cliques (CTR) 5x maior do que o padrão do segmento.

3. Testando Diferentes Canais Pagos para Ver Qual Converte Melhor

Publicidade por canal pago é uma indústria de bilhões de dólares. Antes de comprar um pedaço desta torta, teste suas campanhas publicitárias por diferentes canais.

image09

Não há atalhos no que diz respeito a testes. Resultados são relativos e diferentes indústrias têm resultados diferentes por meio de diferentes canais de publicidade paga.

É a mesma coisa ao avaliar o ROI em marketing de conteúdo – você tem que usar dados analíticos para ter resultados precisos.

Antes e mais importante, empresas B2B e B2C medem seu sucesso de campanha de formas levemente diferentes. Empresas B2C frequentemente focam na venda rápida, enquanto empresas B2B são mais preocupadas em coletar insights de usuários que as ajudem a tomar decisões mais inteligentes e melhorar conversões.

image29

Profissionais de marketing B2C são obcecados com conversões. Eles querem ver quantas pessoas clicaram em seus anúncios de Facebook e quantas se inscreveram em sua lista de emails.

Aqui está o ROI de publicidade de mídia de busca paga. Dê uma olhada nas imagens dos “alvos” e no “$ por alvo” e em como elas se relacionam com o investimento inicial.

image19

Se você está buscando melhorar suas campanhas de busca de anúncios pagos, então aprenda como otimizar sua CTR e diminuir seu CPA (custo por aquisição). E, se você quer ver o canal de publicidade paga que funciona melhor, o guia abaixo será conveniente:

Testando Anúncios de Busca Paga: Administrar para o ROI ou o CTR?

Eu ainda não encontrei uma ferramenta para fazer o teste A/B nos anúncios do Google e do Facebook juntos e ter resultados precisos. Ambos requerem plataformas diferentes e conjuntos de anúncios.

Mas você pode avaliá-los na prática, baseado em seu investimento em cada um. Quando estiver testando conjuntos de anúncios, tenha estas observações em mente:

image46

4. Projetando Landing Pages de Alta Conversão

Todo clique de publicidade paga ou campanha de marketing de conteúdo tem um destino. É o destino que determina se aquele clique vai ou não se converter.

Esse destino é a landing page.

A maioria dos profissionais de marketing abaixa a cabeça quando ouve as palavras “landing page,” ou porque as que criaram não convertem ou porque eles não sabem como começar.

Eu entendo totalmente. Afinal de contas, um estudo feito pela MarketingSherpa descobriu que fazer com que páginas de destino sejam construídas e testadas é um dos cinco maiores desafios encontrados por profissionais de marketing B2B.

Mas o fato permanece: Landing pages são cruciais e você precisa fazê-las da maneira correta. Quer você seja uma empresa B2B ou B2C, não pegue atalhos – preste atenção ao design de sua página de destino e reproduza.

Ao projetar uma landing page para tráfego de seus esforços com marketing de conteúdo, foque em criar engajamento. Aqui está uma rápida visão geral do que uma landing page faz por sua estratégia de marketing em geral:

image20

Se sua landing page contém apenas o título, subtítulo, alguns pontos de lista e um call to action, ela pode não converter da mesma forma que uma landing page que mostra aos visitantes como fazer uma determinada coisa.

Eu uso minhas postagens do blog como páginas de destino. No meio das minhas postagens do blog, os leitores veem uma caixa opt-in que os oferece valor. Isso converte melhor para mim, comparado a uma página de destino separada que usa marketing de campanha publicitária.

image13

O design e as práticas de landing pages mudam frequentemente. Seu público alvo tem se tornado mais inteligente, então uma landing page medíocre não vai mais funcionar e converter da forma como talvez fazia no passado.

A nova tendência agora é usar um “artigo destinador.”

De acordo com o Adbeat, um “artigo destinador” é uma página de pré-venda que se parece com um artigo de notícias, lançamento de imprensa, artigo de blog ou estudo de pesquisa científica. Eles podem estar espalhados através de múltiplas páginas ou em uma única página, como este aqui:

image21

Como você pode ver, o anunciante – “Force Factor” – faz uso desse artigo destinador para pré-vender seu intensificador de testosterona, “Test 180x.”

Uma coisa importante de se notar é que esse artigo destinador não grita “propaganda.” E isso é exatamente o que você precisa evitar ao criar páginas de destino.

Se estiver óbvio que seu único interesse é no email ou dinheiro do visitante, você os perdeu na hora. Evite destinadores como este:

image41

Forneça um valor imenso. Não importa de que canal seu tráfego virá, tenha certeza de que está oferecendo valor em primeiro lugar antes de pedir por qualquer coisa.

No artigo destinador abaixo, não há caixa opt-in na página. As pessoas estão acostumadas a isso. Ao invés de assustá-las para longe com sua página, você quer atraí-las para dentro, dando-as exatamente o que querem.

Muitas pessoas se apoiam em um template para a anatomia da landing page e se esquecem do valor. A forma opt-in não deveria ser a primeira coisa, e definitivamente não o último elemento. O elemento primário deve sempre ser conteúdo.

image25

Se você está usando marketing de conteúdo ou publicidade paga para guiar tráfego até sua landing page, as bases fundamentais são as mesmas. Aqui estão alguns dos passos que vão aumentar suas conversões:

i). Otimize para as palavras-chave certas: Antes e depois de projetar sua página de destino, garanta que ela esteja otimizada para as palavras-chave certas.

Você pode estar projetando a landing page com propósitos de publicidade paga, mas não pense em PPC e SEO como aspectos inteiramente separados de sua página. Lide com um como lidaria com o outro.

Idealmente, você quer ver sua campanha PPC guiando os primeiros leads e vendas, enquanto você se prepara para mais leads orgânicos visados. Um estudo descobriu que SEO tem um menor CPC e um menor custo por lead, comparado a PPC.

image37

Enquanto você não quer encher seu conteúdo com palavras-chave, você certamente quer incluir as mesmas palavras que clientes em potencial estão usando para te encontrar nos resultados de busca.

Otimizar para palavras-chave também pode levar a uma taxa de conversão mais alta. Se um cliente chega numa página da web e encontra as mesmas palavras-chave que procurou há alguns segundos atrás, ele estará pronto para prestar mais atenção ao que você tem a dizer.

ii). Combinação de mensagem: Quando você usa publicidade paga – por ex., Google AdWords ou anúncios PPC no Facebook PPC – a mensagem da sua landing page deve combinar com a cópia do seu anúncio.

Para ver um exemplo, vamos buscar no Google por “servidor virtual privado:”

image27

O título da cópia do anúncio diz:

Servidor Virtual Privado

Portanto estamos esperando que a landing page tenha a mesma frase no título.

Agora vamos ver se a cópia do anúncio combina com a landing page. Aqui está a página de destino abaixo:

image26

Aqui está um exemplo de uma boa combinação de mensagens entre cópia do anúncio e página de destino.

image32

Você imediatamente vê que o título, call to action, subtítulo e o cabeçalho são os mesmos. É exatamente assim que você deve fazer.

iii). Ter uma proposta única de venda (USP – unique selling proposition) atraente: Isso define a posição de sua empresa no mercado. Você precisa de uma USP para diferenciar sua landing page – e sua marca – de toda a competição que você está enfrentando. Você precisa se destacar.

Aqui está um grande exemplo de uma USP em ação, do Saddlebackleather.com – “eles vão lutar por isso quando você estiver morto.”

image04

Aqui está mais um, do HelpScout:

image30

iv). Desenvolver um call to action efetivo: Finalmente, você precisa de um call to action. Não é opcional – é um requisito.

Uma CTA é o ponto da virada entre exagero e conversões. Você precisa criar o seu cuidadosamente e com muita atenção aos detalhes.

image11
O CTA é o que os leva até o último passo até o destino final – por ex., qualquer ação que você queira que eles tenham após chegar em seu site. O CTA é o último passo crítico no funil.

Não há nenhuma regra geral para soluções em call to actions. Você precisa fazer testes para saber o que funciona. Eu não posso te dizer que se deve usar sempre botões com a cor laranja, porque eu não sei qual cor vai atender melhor seu público.

Ao fazer testes A/B em um call to action com botões alaranjados contra um com botões azuis (variação 1), você pode descobrir que o laranja funciona melhor – ou pode descobrir que o azul é melhor.

Uma marca de ecommerce europeia viu um aumento de 35,81% em conversões ao alterar a cor de seus botões de azul para verde nas landing pages de seu produto.

image17

Lembre-se de fazer com que seu call to action seja altamente visível em sua landing page. Não deixe que nenhum texto, imagem ou background se sobreponha ou obstrua o botão.

Um exemplo de uma ótima landing page com um call to action é o Spotify. Ele deixa uma grande quantidade de espaço em branco e as cores se misturam perfeitamente com a página.

image16

Outro call to action que se destaca na landing page é a Freshbooks. Dê uma olhada de perto:

image15

5. O ROI para Marketing de Conteúdo vs. Publicidade Paga

41% dos profissionais de marketing confirmam que o marketing de conteúdo tem um ROI significativo. Aliás, o marketing de conteúdo pode gerar um escalonamento de ROI se você o fizer da forma certa.

Desde que comecei a alavancar o marketing de conteúdo para crescer o Quicksprout.com, eu tenho visto tráfego crescer mais de 700.000 visitantes por mês.

image06

Scott Severson, presidente do Brandpoint.com, diz que seus clientes veem em média 200% ou mais ROI de conteúdo em mais de 36 meses, medido por tráfego orgânico apenas.

Que medidas vocês está usando para quantificar seu ROI? A Moz tem sugerido diversas, mas 3 melhores medidas são: número de leads gerados, número de links de alta qualidade e total de compartilhamentos sociais.

Eu já calculei o ROI do marketing de conteúdo baseado em horas trabalhadas e o comparei a publicidade paga. E 58% das empresas B2B usam marketing de mecanismos de busca para aumentar seus leads.

image05

Empresas que têm sido consistentes com marketing de conteúdo têm gerado mais leads e melhorado significantemente o tráfego orgânico.

Por exemplo, InsideOut, uma empresa de treinamento corporativo, adotou marketing de conteúdo em 2012. A empresa planejou criar conteúdo atraente para prender a atenção do usuário e gerar leads. Seu foco primário era em conteúdo simples e pequeno – conjuntos de slides, artigos e vídeos.

image48

Os resultados da empresa na primeira metade de 2013 mostraram que o InsideOut aumentou sua taxa de cliques em 20% e gerou 388% leads mais qualificados.

City Index, uma empresa de serviços financeiros, lançou uma academia de comércio para dar a 8 novos comerciantes uma chance de ganhar £100.000. A empresa usou estratégias de marketing de conteúdo para persuadir pessoas que nunca haviam considerado abrir uma conta a participar do concurso.

image40

Apenas veja os resultados que eles geraram:

  • 20 milhões de impressões geradas pelo feed #TradingAcademy do Twitter
  • 1 milhão de visualizações através de todos os canais de conteúdo
  • Mais de 66.700 cliques gerados pelo feed #TradingAcademy do Twitter
  • Geraram mais de 1440% de aumento em visitas de referências sociais
  • 81% de aumento em visitantes de site único
  • 60% de aumento em aquisição de PPC em termos de marca

Nota: Com ambos marketing de conteúdo e publicidade paga, você pode gerar trágefo, adquirir leads e transformá-los em clientes – mas o prazo poderá variar.

Publicidade paga poderia começar a gerar leads em 30 minutos ou menos, enquanto marketing de conteúdo vai levar de 3 a 30 dias para começar a ganhar tração.

Conclusão

Esse artigo não pretende lhe dar uma resposta que vai se encaixar perfeitamente em seu negócio. Qualquer um que prometa ter essa resposta imediatamente está mentindo para você.

Você tem que montar uma campanha, testá-la e ver o que funciona melhor para sua marca para saber ao certo. Isso é fato para todos os canais ou técnicas de marketing.

Entretanto, se você quer criar, inovar e posicionar sua marca como a que seus clientes potenciais devem se aproximar primeiro, você não pode permitir se apoiar em apenas um canal ou outro. Você precisa de ambos publicidade paga e marketing de conteúdo.

Passe tempo entendendo o que seu público deseja, colete insights de suas perguntas e use esses insights para criar postagens de blog de alta qualidade orientados por dados.

Uma vez que o tráfego comece a vir, veja como você pode expandir e alcançar mais pessoas usando os anúncios de Facebook ou qualquer outra plataforma de publicidade pague por clique.

Em qual canal de marketing você gasta mais seus recursos: marketing de conteúdo ou publicidade paga?

Share