Como Indexar Site ou Blog no Google Instantaneamente

google

Você quer mais tráfego de busca orgânica para o seu site? Eu estou disposto a apostar que a resposta é sim – todos nós queremos!

O tráfego de busca orgânica importa demais. Na verdade, é a fonte de mais da metade de todo o tráfego no site, em média, quando comparada a 5% vindo da mídia social – em torno de  64% do seu tráfego, de acordo com o Conductor.com.

Mas essa estatística não importa muito se o seu site não aparecer nos resultados de busca de forma alguma.

Como você faz para indexar site ou blog para o Google, Bing e outros mecanismos de busca? Bem, você tem duas opções.

Você pode usar a abordagem ”tartaruga” – apenas se sente, relaxe e espere que isso aconteça de forma natural.

Ou você pode se esforçar um pouco e fazer isso acontecer agora, dando a você mais tempo e energia para serem usados no aumento da taxa de conversão, melhorando seus indicadores sociais — e claro, escrevendo e promovendo conteúdo útil e excelente.

Eu não sei você, mas eu preferiria indexar site da forma mais rápida possível, porque me dá mais tempo para construir meu público-alvo.

Lançou um site novo? Faça o Download deste guia de dicas para aprender a como indexar site no Google instantaneamente.

Se deixar seu site bem classificado também parece bom para você, leia sobre 11 coisas simples que você pode fazer hoje para indexar site ou blog o mais rápido possível.

Como Idexar Site Passo 1: Entender Como Mecanismos de Busca Funcionam

Mecanismos de busca dependem de algoritmos complicados para realizar sua mágica, mas o princípio básico não é tão complicado de se entender.

Essencialmente, mecanismos de busca como o Google dependem de spiders — pequenos pedaços de código computadorizado que cada mecanismo de busca envia para ”rastejar” pela web (por causa disso, ”spider”).

O trabalho do spider é procurar por coisas novas na web e descobrir sobre o que aquilo é. Aquela ”coisa nova” pode ser uma nova página em um site já existente, uma mudança em uma página já existente ou um site ou blog inteiramente novo. 

Quando o spider encontra uma página ou site novo, ele precisa descobrir sobre o que aquele site ou página nova se trata.

Voltando ao Velho Oeste dos princípios da web, spiders de mecanismos de busca não eram nada espertos como são hoje em dia. Você poderia forçar um spider à indexar e classificar sua página baseado nada mais do que em quantas vezes uma frase de busca em particular aparecia na página.

image09

E a palavra-chave não precisou nem estar no corpo da página em si. Muitas pessoas classificaram usando o nome de marca de seus maiores concorrentes apenas colocando dúzias de variações daquela marca nas meta tags de uma página. 

Felizmente para usuários de busca do Google e donos de sites éticos, esses dias já se foram.

Atualmente, a repetição de uma palavra-chave em uma página muitas e muitas vezes faz com que você seja penalizado e não recompensado. E meta tags de palavras-chave não são realmente parte do algoritmo de forma alguma (embora ainda haja boas razões para serem usadas).

Se você não for cuidadoso, você pode ter seu site totalmente eliminado da indexação — o que significa que seu site não vai se classificar com nenhuma palavra-chave.

Hoje em dia, o Google está muito mais preocupado com a experiência do usuário no geral em seu site e a intenção do usuário por trás da busca — isso é, o usuário quer comprar algo (intenção comercial) ou aprender algo (intenção informacional)?

Não me entenda mal — palavras-chave ainda importam. Outros fatores também são importantes – cerca de 200 no total, de acordo com Brian Dean do Backlinko, incluindo coisas como links inbound de qualidade, indicadores sociais (embora não diretamente) e código válido em todas as suas páginas.

image11

Mas nada disso vai importar se os spiders sequer digam aos mecanismos de busca que suas páginas estão lá para começo de conversa. E é aí que a indexação entra.

Indexação é simplesmente o jeito do spider reunir e processar todos os dados de páginas e sites durante seu trajeto pela web.

O spider anota novos documentos e mudanças, os quais são adicionados ao index de busca que o Google mantém, enquanto aquelas páginas forem de conteúdo de qualidade e não acionarem alarmes por violar a ordem do Google orientada para o usuário.

Então o spider processa ambos o contexto (texto) na página assim como a localização na página onde os termo de busca estão colocados. Ele também analisa as tags do título e atributos alt para imagens.

Isso é indexação. Quando um usuário de busca vem e procura por informação relacionada às mesmas palavras-chave, o algoritmo do Google funciona, decidindo onde posicionar aquela página entre todas as outras páginas relacionadas àquelas palavras chave.

Mas, como os spiders de mecanismos de busca acham conteúdo novo — páginas, sites ou suas mudanças — pra começo de conversa?

O spider começa com páginas que já foram indexadas via trajetos anteriormente percorridos.

Depois, ele adiciona em dados de sitemap (mais sobre isso daqui a pouco). 

Finalmente, o spider encontra e usa links das páginas que percorreu, e adiciona aquelas páginas que estão ligadas à página percorrida na lista de páginas para serem percorridas.

Essa é a versão curta e relativamente simplificada de como o Google encontra, analisa e indexa novos sites como o seu. Muitos outros mecanismos de busca seguem procedimentos parecidos, embora possa haver variações em pontos específicos e cada mecanismo possua seu próprio algoritmo.

Se você recentemente publicou um novo site na web, você vai querer checar primeiro se o Google já o achou.

O jeito mais fácil de checar isso é usar uma busca site:domain.com no Google. Se o Google sabe que seu site existe e já o percorreu, você verá uma lista de resultados similares à imagem abaixo da procura por NeilPatel.com:

image18

Se o Google ainda não achou seu site, você não terá resultados de forma alguma, similar a este: 

image01

Como Indexar Site Passo 2: Adicionar um Blog

Por que você precisa de um blog?

É simples: blogs são máquinas SEO que trabalham duro. O conteúdo do blog é percorrido e indexado mais rapidamente do que páginas estáticas. Na verdade, sites com blogs  possuem uma média de 434% mais páginas indexadas e 97% mais links indexados.

Blogs também trazem mais tráfego. Negócios que postam regularmente geram 55% mais visitantes em seus sites do que aqueles que não o fazem, de acordo com a HubSpot.  

image07

E postar em blogs funciona para todo tipo de negócio, indústria ou nicho, assim como para quase todos os modelos de negócio — até para B2C e sites de ecommerce. Por exemplo, 61% dos compradores online realmente compraram algo baseado na recomendação de um blogger.

image00

Não tenha medo de ficar comprometido com um blog. Sim, ele requer esforço consistente. Você tem que escrever (ou terceirizar) periodicamente posts de alta qualidade e aprofundados. Mas as recompensas que eu consegui valem absolutamente a pena.

E você não precisa postar todo dia — embora 82% dos profissionais de marketing que postam todo dia dizem que conseguem clientes pelas suas postagens.

image03

Se você tem um site de ecommerce, postar não precisa ser terrivelmente complexo ou difícil.

Por exemplo, quando você criar uma nova página de produto, escreva e publique um post sobre o novo produto. Adicione algumas imagens de boa qualidade do produto e as ligue à página do produto. Isso ajuda a página do produto a ser percorrida e indexada mais rapidamente por mecanismos de busca.

Como Indexar Site Passo 3: Use Robots.txt

Se você não é um desenvolvedor ou programador expert, você pode ter visto um arquivo chamado “robots.txt” nos arquivos de seu domínio e se perguntado o que é e o que ele faz.

O ”o que é” é bem simples. É um arquivo de texto básico, plano que deve ficar no diretório raiz do seu domínio. Se você estiver usando o WordPress, ele estará no diretório raiz da instalação do seu WordPress.

O ”o que ele faz” é um pouco mais complexo. Basicamente, robots.txt é um arquivo que dá instruções estritas para bots de mecanismos de busca sobre quais páginas eles podem percorrer e indexar — e de quais páginas se afastar.

Quando os spiders de busca acham esse arquivo em um novo domínio, eles lêem as instruções no arquivo antes de fazer qualquer outra coisa. Se eles não acharem um arquivo robots.txt, os bots de busca assumem que você quer cada e toda página percorrida e indexada.

Agora você pode se perguntar ”Por que raios eu iria querer que mecanismos de busca não indexem uma página do meu site?” Essa é uma boa pergunta!

Em resumo, é porque nem toda página existente no seu site deveria ser contada como uma página separada para propósitos de resultados de busca.

Digamos, por exemplo, que você tenha duas páginas com o mesmo conteúdo em seu site. Talvez seja porque você está fazendo o teste de divisão de elementos visuais do seu design, mas o conteúdo de ambas as páginas é o mesmo.

Duplicar conteúdo, como você provavelmente sabe, é potencialmente um problema para SEO. Então, uma solução é usar o seu arquivo robots.txt para instruir os mecanismos de busca à ignorar uma delas. 

image21

Seu primeiro passo é confirmar que seu site novo tem um arquivo robots.txt. Você pode fazer isso ou por FTP ou clicando em seu File Manager via CPanel (ou o equivalente, se sua companhia de hospedagem não usa o CPanel).

Se não estiver lá, você pode criar um bem simples usando um editor de textos como o Bloco de Notas.

Nota: É muito importante usar apenas um editor básico de textos, e não algo como o Word ou o WordPad, os quais inserem códigos invisíveis em seu documento, que irão realmente bagunçar tudo.

Blogueiros de WordPress podem otimizar seus arquivos robots.txt usando plugins confiáveis como o Yoast SEO.

O formato de um arquivo robots.txt é bem simples. A primeira linha normalmente nomeia um agente usuário, o qual é apenas o nome do bot de busca – por exemplo, Googlebot ou Bingbot. Você também pode usar um asterisco (*) como um identificador curinga para todos os bots.

A seguir vem uma linha de comando de Permitir ou Não Permitir para mecanismos de busca, dizendo a eles quais partes do seu domínio você quer que eles percorram e indexem e quais eles devem ignorar. 

Então, recapitulando: a função do robots.txt é dizer aos mecanismos de busca o que fazer com o conteúdo/páginas de seu site. Mas isso ajuda a indexar site?

Harsh Agrawal da ShoutDreams Media diz

Sim.

Ele foi capaz de fazer sites serem indexados dentro de 24 horas usando uma combinação de estratégias, incluindo robots.txt e técnicas de SEO on-page.

image14

Dito tudo isso, é crucial ser bem cuidadoso quando for revisar seu arquivo robots.txt, pois é bem fácil cometer um erro se você não souber o que está fazendo.

Um arquivo configurado incorretamente pode esconder todo o seu site dos mecanismos de busca — que é o extremo oposto do que você quer.

Você pode querer contratar um desenvolvedor experiente para tomar conta do trabalho e deixar essa parte de lado, caso você não se sinta confortável com esse risco.

Você também pode usar a ferramenta robots.txt do Google para ter certeza de que seu arquivo foi codificado corretamente.

Como Indexar Site Passo 4: Criar uma Estratégia de Conteúdo

E caso eu não tenha dito isso o suficiente, deixe-me dizer novamente: é para o seu próprio benefício ter uma estratégia de marketing de conteúdo escrita.

Mas não tome minha palavra como absoluta. Segundo o Instituto do Marketing de Conteúdo: “Profissionais de marketing de Business-to-business (B2B) que possuem estratégia documentada são mais efetivos e menos desafiados em cada aspecto existente no marketing de conteúdo.”

image20

Isso é absolutamente verdade na minha experiência, mas uma estratégia de conteúdo documentada também te ajuda a ter as páginas do seu site indexadas quando você prossegue criando novas páginas de conteúdo.

De acordo com o relatório “State of Inbound 2014” do HubSpot, profissionais de marketing de conteúdo dizem que postar produz 13x ROI positivo quando feito corretamente.

Fazendo isso corretamente, como Alex Turnbull do GrooveHQ diz, significa:

Fazer o seu melhor para publicar conteúdo útil, interessante e valioso, e então fazer tudo o que puder para garantir que seus clientes em potencial o vejam.

Segue um exemplo: quando eu crio e publico um infográfico profissional em meu site e então ele é compartilhado em outro site com um link voltando à minha página, eu ganho ”crédito” de marketing de conteúdo por ambos.

E como é um infográfico, torna-se mais provável que eu engaje meu público-alvo por ambos os lados. 

image08

Outros exemplos de conteúdo “offsite” que você pode publicar e que irá ajudar a aumentar seu público incluem:

  • Posts de guest blog para outros sites em seu nicho
  • Boletins de imprensa enviados para sites que publicam tal tipo de conteúdo
  • Artigos em sites de diretórios de artigos com alta qualidade (Nota: Seja cuidadoso aqui — a grande maioria dos diretórios de artigos não é de alta qualidade, e pode acabar manchando sua marca, reputação e SEO.)
  • Vídeos hospedados no Vimeo ou seu canal do YouTube

Claro que, qualquer conteúdo em que você coloca seu nome e marca deve ser conteúdo de alta qualidade e publicado em um site com reputação, autorizado. Caso contrário você estaria derrotando seu próprio propósito.

Um conteúdo que é publicado em sites com muito spam com um link de volta ao seu site sugere ao Google que seu site também seja desse tipo.

Um marketing de conteúdo bem planejado e escrito ajuda você à evitar tropeços na pressa afobada de publicar mais conteúdo. Ele te põe no banco do motorista, e assim você consegue focar em gerar leads e aumentar sua taxa de conversão.

Criar uma estratégia de conteúdo escrita não tem que ser complexo ou difícil. Apenas siga uma estrutura:

  • Quais são seus objetivos? Especifique os objetivos SMART e como vai medir seu progresso (isso é, métricas).
  • Quem é seu público-alvo? Perfis de clientes ou personas são essenciais para entender seu público-alvo e o que eles querem/precisam.
  • Quais tipos de conteúdo você vai produzir? Aqui, também, você vai querer garantir que está entregando os tipos de conteúdo que seu público-alvo mais quer ver.
  • Onde vai ser publicado? Claro que você vai estar hospedando seu próprio conteúdo em seu site, mas você pode também querer alcançar outros sites ou utilizar plataformas como o YouTube, LinkedIn e Slideshare.
  • Com que frequência você vai publicar seu conteúdo? É muito melhor produzir um artigo bem escrito, de alta qualidade por semana de forma assídua do que publicar todo dia por uma semana e então nada no resto do mês.
  • Quais sistemas você vai adotar para publicar seu conteúdo? Sistemas são basicamente rotinas e passos para realizar uma tarefa complexa. Eles vão ajudar você a economizar tempo e escrever seu conteúdo mais rapidamente, e assim você fica em dia com seu cronograma. Qualquer coisa que ajude você a publicar conteúdo em menos tempo sem sacrificar qualidade vai melhorar seu resultado final. Inclua as ferramentas de blogging/conteúdo e tecnologia que vai usar e como vão se encaixar em seu sistema.

Assim que você tiver seu plano de marketing de conteúdo documentado, você vai achar mais fácil publicar conteúdo excelente em um cronograma assíduo, o que vai ajudar as novas páginas de seu site a serem indexadas mais rapidamente.

Como Indexar Site Passo 5: Criar e Apresentar um Sitemap

Você com toda a certeza já viu a palavra “sitemap” antes – mas talvez você nunca soube exatamente o que quer dizer. Aqui está a definição que o Google nos fornece:

image17

Então, o sitemap é basicamente uma lista (em formato XML) de todas as páginas em seu site.  Sua função primária é deixar os mecanismos de busca avisados quando algo mudar — seja uma página nova, ou mudanças em uma página em específico — assim como com que frequência os mecanismos de busca devem checar se há mudanças.

Os sitemaps afetam suas classificações de busca? Provavelmente não  — pelo menos não significantemente. Mas eles vão ajudar seu site a ser indexado mais rapidamente.

image22

No atual mundo da busca guiado pelo Hummingbird, existem vários mitos de SEO que você precisa estar consciente. Mas, uma coisa permanece a mesma: com tudo mantido igual, conteúdo excelente vai ficar no topo, como creme.

Sitemaps ajudam o seu conteúdo excelente ser percorrido e indexado, e assim consegue subir até o topo das SERPs mais rapidamente, de acordo com o blog para webmaster do Google. Nas palavras do Google, “Apresentar um Sitemap ajuda você a garantir que o Google saiba sobre as URL’s em seu site.”

Isso é uma garantia de que seu site vai ser indexado imediatamente? Não, mas é definitivamente uma ferramenta efetiva que ajuda nesse processo.

E pode ajudar até mais do que o Google tenha reconhecido até agora. Casey Henry se perguntou quantos sitemaps iriam impactar o processo de percurso e indexação. Então ele decidiu conduzir um pequeno experimento por sua conta.  

Casey conversou com um de seus clientes que conduzia um blog razoavelmente conhecido usando ambos WordPress e o plugin Gerador de Sitemaps XML do Google (mais a respeito abaixo).

Com a permissão dos clientes, Casey instalou um script de rastreamento, que iria rastrear as ações do Googlebot no site, assim como quando o bot acessasse o sitemap, quando o sitemap fosse apresentado, e cada página que foi percorrida. Esse dado foi guardado em banco de dados juntamente com uma marca temporal, endereço de IP e o agente usuário.

O cliente apenas continuou com seu cronograma regular de postagem (cerca de dois ou três posts a cada semana).

Casey chamou os resultados de seu experimento nada mais nada menos do que ”incríveis.” Mas julgue por si mesmo: quando nenhum sitemap foi apresentado, o Google demorou em média 1.375 minutos para encontrar, percorrer e indexar o conteúdo novo.

image13

E quando um sitemap foi apresentado? Aquela média caiu abruptamente para 14 minutos.

image06

E, os números para o bot de busca do Yahoo! seguiram um padrão similar.

Com que frequência você deve dizer ao Google para checar se há mudanças, quando um sitemap é apresentado? Não existe uma regra exata. Entretanto, alguns tipos de conteúdo pedem para serem percorridos e indexados mais frequentemente.

Por exemplo, se você for adicionar novos produtos em um site de ecommerce e cada um tem sua própria página de produto, você vai querer que o Google o cheque frequentemente. O mesmo se aplica para sites que regularmente publicam itens muito visados ou recém lançados.

Mas existe um jeito muito mais fácil em relação ao processo de criação e apresentação de um sitemap, se você estiver usando o WordPress: simplesmente instale e use o plugin de Sitemaps do Google.

Esse é o mesmo plugin que o Casey Henry usou no caso de estudo que mencionei acima.

Suas configurações permitem que você instrua o plugin em quão frequentemente um sitemap deve ser criado, atualizado e apresentado aos mecanismos de busca. Ele também pode automatizar o processo para você, assim, sempre que você publicar uma nova página, o sitemap é atualizado e apresentado automaticamente..

Outras ferramentas de sitemap que você pode usar incluem o Gerador de Sitemaps XML, uma ferramenta online que deve funcionar para qualquer tipo de website e as Ferramentas de Webmaster do Google, que permitem que você tenha uma abordagem mais “prática”.

Para usar as Ferramentas de Webmaster do Google, simplesmente entre em sua conta Google, e então adicione a nova URL de seu site nas Ferramentas de Webmaster clicando no botão “Add a Property” à direita.

image05

Na caixa de popup, insira a nova URL do seu site e clique no botão “continue”.

image19

Siga as instruções do Google para adicionar um arquivo HTML que o Google cria para você, ligue o seu novo site através da sua conta do Analytics ou escolha alguma outra das opções que o Google vai descrever.

Assim que seu site for adicionado ao dashboard das Ferramentas de Webmaster do Google, apenas clique na URL para ir para o painel daquele site. Na esquerda, abaixo de “Crawl,” clique em “Sitemaps” e então no canto superior direito clique em “Add/Test Sitemap.”

image04

Você pode também usar as Ferramentas de Webmaster do Bing para fazer o mesmo pelo Bing e é bom para cobrir todas suas bases.

Como Indexar Site Passo 6: Instale o Google Analytics

V0cê sabe que vai precisar de alguma forma de acesso aos dados analíticos básicos sobre seu site, certo? Então por que não usar o Google Analytics e talvez — só talvez — mate dois pássaros com uma pedrada só, por assim dizer?

Instalar o Google Analytics pode dar ao Google uma pequena cutucada para chamar a atenção, fazendo com que o mecanismo de busca saiba que seu site está lá. Isso, por sua vez, pode ajudar a ativar o processo de percurso e indexação.

Então você pode avançar para táticas mais avançadas com o Google Analytics, como estabelecer objetivos e rastrear conversões.

Como Indexar Site Passo 7: Apresentar a URL do Site para os Mecanismos de Busca

Você também pode usar a abordagem direta e apresentar a URL do seu site para os mecanismos de busca.

Antes que você faça isso, é bom você saber que há muita discordância sobre a apresentação da URL de um site como um método de ter um site indexado.

Alguns blogueiros sugerem que isso é no mínimo desnecessário, se não completamente nocivo. Como não há outros métodos que funcionem de forma eficiente, a maioria dos blogueiros e donos de site ignoram esse passo.

Por outro lado, isso não toma muito tempo e não vai machucar fazê-lo.

Para apresentar a URL de seu site para o Google, apenas entre na sua conta Google e navegue para Apresentar URL nas Ferramentas de Webmaster. Entre sua URL, clique na caixa “I’m not a robot” e então clique no botão “Submit Request.”

Para apresentar seu site ao Bing, use este link, que simultaneamente vai apresentar ao Yahoo .

Como Indexar Site Passo 8: Criar ou Atualizar Perfis Sociais

Você tem perfis de redes sociais preparados para seu site ou blog novo? Se não tem, agora é a hora.

Por quê? Pois mecanismos de busca prestam atenção em indicadores sociais. Esses indicadores podem potencialmente incitar os mecanismos de busca à percorrer e indexar seu novo site.

Além disso, indicadores sociais vão te ajudar à classificar suas páginas melhor nos resultados de busca.

Matt Cutts, da reputação do Google disse há alguns anos:

Eu filmei um vídeo em maio de 2010, onde disse que não usávamos o “social” como um indicador e, naquela época, nós realmente não o usávamos como indicador. Mas agora estamos filmando isso em dezembro de 2010 e nós o estamos usando como indicador.

É óbvio agora que um sólido plano de marketing de mídia social ajuda o SEO. Mas perfis sociais para seu site também vão te dar um novo lugar para adicionar links ao seu site ou blog.

Perfis no Twitter, páginas no Facebook, perfis no LinkedIn ou páginas da companhia, perfis no Pinterest, canais no YouTube e especialmente páginas ou perfis no Google+ — todos esses são fáceis de serem criados e são os lugares ideais para se adicionar links que levam ao seu site.

Se, por qualquer razão, você não quiser criar perfis novos em redes sociais para seu site ou blog novo, você pode como alternativa apenas adicionar o link do novo site em seus perfis já existentes.

Como Indexar Site Passo 9: Compartilhe o Link do seu Novo site

Outro jeito simples de se obter novos links para seu novo site ou blog é através de suas próprias atualizações de status social.

Claro que, esses links serão nofollow, mas eles ainda servem para propósitos de alerta de indexação, já que sabemos que o Google e o Bing, no mínimo, estão rastreando indicadores sociais.

Se você estiver no Pinterest, selecione um screenshot ou imagem de alta qualidade do seu novo site. Adicione a URL e uma descrição otimizada (isto é, tenha certeza de usar palavras-chave apropriadas para seu site) e o anexe tanto ao seu quadro existente ou um novo que você criar para seu site.

Se você estiver no YouTube, seja criativo! Grave um vídeo curto de screencast introduzindo seu novo site e destacando seus elementos e benefícios. E então adicione a URL na descrição do vídeo.

Se você tiver uma lista de email existente de outro site que seja relacionado ao mesmo nicho que seu novo site, você pode enviar um email em massa para toda a lista introduzindo seu novo site e incluindo um link.

Finalmente, não se esqueça do email. Adicione sua nova URL e nome do site em sua assinatura de email.

Como Indexar Site Passo 10: Monte seu Feed de RSS

O que é RSS? E como isso afeta o processo de percurso e indexação?

Bem, antes de chegarmos lá, vamos esclarecer algo: Muitos pensam que o RSS está morto. Na minha opinião, não é tão verdade, embora possa estar evoluindo rapidamente e o número de usuários tenha caído de forma constante especialmente depois do Google ter acabado com o Google Reader em 2013.

image16

Mas até mesmo Danny Brown, que escreveu o último artigo linked-to no qual ele chama o RSS  de “Sindicação-Realmente-Ultrapassada,”  mudou um pouco a sua opinião.

image10

RSS geralmente ajuda a crescer a taxa de conversão e de leitura, mas pode também ajudar a ter suas páginas indexadas. Seu significado é Sindicação Realmente Simples ou Rico Sumário de Site, e é bom para ambos proprietários e usuários.

Para usuários, feeds de RSS apresentam um jeito muito mais simples de consumir uma grande quantidade de conteúdo em um menor intervalo de tempo.

Proprietários de site conseguem publicação e distribuição instantânea de conteúdo novo, e uma forma de novos leitores “se inscreverem” para aquele conteúdo assim que é publicado.

Preparando seu feed de RSS com o Feedburner (ferramenta de administração de RSS própria do Google) ajuda a notificar o Google que você tem um site ou blog novo que está pronto para ser percorrido e indexado.

O RSS também vai deixar o Google a par sempre que você publicar um post novo ou página nova, em que o Google precise indexar.

Como Indexar Site Passo 11: Apresentar aos Diretórios de Blog

Você provavelmente já sabe que apresentar sua nova URL para diretórios de blog pode ajudar seu site a “ser encontrado” por potenciais novos usuários.

Mas também pode ajudar a indexação a ocorrer mais rapidamente — caso você vá pelo caminho certo.

Era uma vez diretórios de blog gratuitos que arruinavam a paisagem virtual. Eles eram literalmente centenas — se não milhares — desses sites e muitos deles forneciam pouco ou até mesmo nada de valor para leitores de blog.

O problema de qualidade estava tão ruim que, em 2012, o Google eliminou vários diretórios de site gratuitos do seu index.

A Moz examinou o problema analisando 2.678 diretórios, chegando à conclusão de que “Dos 2.678 diretórios, apenas 94 foram banidos – não foi muito. Entretanto, existiam 417 diretórios adicionais que haviam evitado serem banidos, mas foram penalizados.”

image02

Então qual a resposta? Se você for apresentar para diretórios, então tenha certeza de apresentar apenas para diretórios decentemente classificados e autorizados.

As listas de melhores diretórios compilada pela indústria e blogs de autoridade pode te ajudar a separar os bons dos ruins, mas garanta que a lista que você estiver usando seja atual. Por exemplo, esta lista de Harsh Agrawal tem sido atualizada desde Janeiro de 2015.

Outras opções que você pode querer explorar são a TopRank, que tem uma lista enorme de sites que você pode apresentar seu feed de RSS e blog; o Technorati, que é um dos maiores diretórios de blog do momento; e — após você ter publicado uma quantidade decente de conteúdo de alta qualidade —  o subdomínio Alltop para seu nicho ou indústria.

Apresentar para sites de alta qualidade com classificação de Autoridade de Domínio decente pode não somente abrir seu conteúdo para uma nova gama de públicos-alvo, como também pode fornecer links de entrada que podem ”dar um toque” nos mecanismos de busca para percorrer e anexar seu site.

Conclusão

Aqui estão — onze métodos para fazer seu novo site ou blog ser rapidamente indexado pelo Google e outros mecanismos de busca.

Essa não é uma lista cansativa, de forma alguma. existem outras técnicas que podem ajudar — por exemplo, bookmarking via sites de bookmarking social como o Scoop.it e o StumbleUpon.

Assim como a maioria das estratégias e conceitos relacionados à marketing de conteúdo, as coisas mudam rapidamente, especialmente quando se está relacionado aos mecanismos de busca. É vital estar em dia com as notícias do segmento e sempre checar qualquer nova técnica sugerida usando sua própria pesquisa.

Quais táticas de como indexar site você já tentou? Quais foram seus resultados?

Share