Como Fazer Estudo de Caso Para Gerar Leads

tim sykes case study

Imagine este cenário:

Você quer comprar um novo par de tênis de corrida pela internet.

Onde você pode começar a sua pesquisa?

Talvez você visite o site da Amazon.

Depois de pesquisar em alguns lugares, você estipula para 3 ou 4 o número de opções.

Apesar de levar em conta a marca e o seu orçamento, qual a primeira coisa que vai influenciar a sua compra?

A minha aposta é que você não compraria um produto com muitos feedbacks negativos.

O produto escolhido por você, vai ser o produto com o maior número de reviews positivos mostrando casos de usuários em diversas ocasiões (onde você provavelmente também vai utilizá-lo).

Estou correto?

Independente se for um tênis ou uma camisa, você provavelmente vai querer ver algo que tenha qualidade e que seja um produto de sucesso.

Da mesma forma, se o consumidor estiver a procura de uma agência de marketing para cuidar do marketing das redes sociais, ele espera que você forneça tudo sobre o seu trabalho e como ele funciona. Ou, se o consumidor estiver procurando por uma ferramenta de perfil de backlink, ele vai querer entender como o produto vai impactar os seus respectivos negócios.

Quer gerar leads a partir de estudos de caso? Então vale a pena você baixar este tutorial de como fazer um guia.

De forma similar ao caso dos tênis de corrida, como você pode, sendo o dono do negócio, mostrar o sucesso dos seus produtos e construir confiança?

A melhor forma de demonstrar o valor do seu produto ou serviço é aprender a como fazer estudo de caso.

Mas, se você realmente se parece comigo, você provavelmente vai ter um pé atrás com estudos de caso, pois existem muitas empresas que fazem estudos de caso falsos. Você pode ficar preocupado com o fato das pessoas não ficarem convencidas, mesmo após publicar os estudos de caso.

Você deve estar se perguntando: Como fazer estudo de caso pode me ajudar a gerar mais leads para o meu negócio?

Você só precisa estruturá-lo da forma correta e usá-lo para DERIVE JUICY BUSINESS RESULTS.

Eu aprendi a como fazer estudo de caso nos meus e-mails, para aumentar a minha taxa de fechamento de negócios em 70%. Em média, testando 3 estudos de caso aqui no NeilPatel.com, minhas vendas cresceram em 185% (ainda que meu objetivo era apenas aumentar o número de leads que eu gerava).

Quer saber o que tem nesses estudos de caso?

Em um estudo de caso, eu mostrei como eu aumentei o tráfego do site do Timothy Sykes em 26% e fiz com que ele ganhasse mais $1.2 milhões por ano.

Inicialmente, ele tinha detalhes rigorosos com 2.286 palavras.

Mas, observando dados analíticos, descobri que as pessoas só estavam ficando, em média, 2 minutos e 27 segundos na página.

Então, eu diminui os detalhes que eu compartilhei no estudo de caso, deixando-o com 615 palavras (aumentando o número de leads gerados em 39%).

Eu realizei alguns outros testes para ver como eles podem afetar a geração de leads. Além disso, também adicionei alguns depoimentos para confirmar os argumentos que fiz. Isso resultou em um aumento de 11% no número de leads.

image03

Você pode ler uma análise mais detalhada de como fazer estudos de caso otimizados neste post do blog Quick Sprout.

Agora, eu estou quase certo do que você vai dizer a seguir:

“Neil, isso funcionou para você porque você tem ótimos resultados para compartilhar. Não vai funcionar com negócios novos e inexperientes como o meu, sem qualquer resultado significante para compartilhar.”

Toc Toc.

Você está errado.

Você sabe de onde eu peguei a ideia de como fazer estudos de caso integrados nos processos de venda e de marketing?

Do Single Grain.

Eles enviam alguns estudos de caso junto com o e-mail introdutório, depois que tiveram uma ligação de negócios com o cliente.

E, parece que eu e o Single Grain não somos os únicos que acham que os estudos de caso são eficazes.

Os estudos de caso do cliente são a tática de auto-promoção mais popular entre as agências executivas de marketing do EUA. 62,6% dos entrevistados pelo eMarketer responderam que eles são eficazes na geração de leads.

image22

O Eccolo Media, no 2014 B2B Technology Content Survey Report, descobriu que estudo de caso é o terceiro tipo de conteúdo que mais influencia no processo de compra, tanto nos pequenos negócios como nas grandes empresas.

image23

Você não pode deixar de saber como fazer estudos de caso, mesmo que seu negócio não pertença ao segmento de tecnologia.

O escritor especialista de estudo de caso Casey Hibbard, começou a trabalhar como um repórter de negócios sem ter nenhuma experiência técnica. E, de acordo com sua análise, existe um enorme campo do mercado para escrever estudos de caso, incluindo indústrias não tecnolóicas.

Mesmo empresas sem fins lucrativos e CONSUMER FACING precisam contar as histórias dos seus clientes satisfeitos.

image46

Agora que já esclarecemos o porquê de aprender como fazer estudo de caso, temos uma ressalva.

Você precisa considerar cuidadosamente o seu público-alvo, e fazer as perguntas certas sobre seus produtos aos participantes. Em seguida, escolha a resposta mais apropriada para apresentar no seu estudo de caso.

E não é necessário dizer, mas você também precisa de uma estratégia de marketing perfeitamente mapeada para garantir que o seu estudo de caso alcance os prospects que estão tendo dúvidas quanto o seu produto.

Nesse artigo, eu quero te mostrar todo o processo de como fazer um estudo de caso. Portanto, eu dividi esse processo em 4 passos.

Você está pronto para impulsionar seu ciclo de vendas usando estudos de caso?

Então, vamos ver o primeiro passo de como fazer estudo de caso.

Passo #1: Descubra as contestações dos seus clientes, sobre os quais você vai contar uma história

A razão principal para criar um estudo de caso é eliminar as dúvidas dos seus prospects. Isso vai ajudá-los a visualizar seu sucesso, fornecendo detalhes de uso que suportam o valor do seu produto. Uma vez que você conquista a confiança de um prospect, fica muito mais fácil de converter.

Para remover uma objeção sobre os seus produtos ou seus serviços complexos, você vai precisar, primeiramente, de fazer uma pesquisa com seus clientes e descobrir quais são as contestações em comum. Algumas perguntas comuns que os consumidores em potencial possuem são apresentadas a seguir.

Bryan Harris, do Videofruit, criou um grupo focado com 50 inscritos. Em seguida, ele trocou e-mail com os propects interessados, enviando-os um formulário de feedback para descobrir os pontos que eles consideravam negativos.

image50

Ele criou um produto para resolver os desafios que seus inscritos estavam encontrando e lançou, ganhando $10.000 na venda do produto em menos de 24 horas.

Da mesma forma que você precisa saber como fazer um estudo de caso engajador e persuasivo, e assim fazê-lo, você vai precisar encontrar e convencer um bom cliente.

Aqui estão 3 pontos importantes que você precisa manter em mente para resolver as objeções dos seus prospects.

1. Identifique o consumidor certo e pergunte-o as questões certas

Uma empresa bem estabelecida aprovando seu produto ou serviço é algo que aumenta significativamente a credibilidade da sua própria empresa.

Mas, você deve começar pelo reconhecimento do consumidor ideal, o qual você pretende converter. Em alguns casos, empresas menores vão ser mais relacionáveis com seus clientes e terão como fazer um estudo de caso mais eficaz.

Quando você identifica o consumidor ideal, você precisa convencê-lo a separar uma hora ou duas da agenda dele para conversar com você.

Os caras na Zapier enviam esse e-mail automático de convite para certos usuários (quem tem usado o aplicativo por um período considerável de tempo) toda quarta-feira.

image20

Eles conseguiram puxar 150 histórias de clientes, desde que implementaram esse pedido automático. E eles apresentam os melhores estudos de caso, o que faz com que a Zapier sempre use os casos.

Seu negócio pode não estar em tal estágio, portanto você pode precisar oferecer incentivos e um ótimo valor inicial para os seus clientes.

image11

Quando você entrar em contato com os clientes que amam seus produtos, e que tenham obtido ótimos resultados, você tem que decidir quais serão as perguntas que você vai fazer a eles.

Para conduzir uma pesquisa com o cliente, você pode usar ferramentas como Qualaroo, Vero ou Customer.io.

Nota: É extremamente importante explicar ao cliente o processo completo de como fazer estudo de caso, e trabalhar com o marketing desse respectivo caso.

Você precisa ser aprovado pelo cliente, mostrando a ele um exemplo de como você vai usar o estudo de caso. Você pode enviar um documento leave-behind mostrando como você vai usar as respostas dele.

2. Cuidado ao retirar as citações do seu cliente: Elas desempenham um papel crucial, deixando o seu estudo de caso autêntico

Citações no estudo de caso são uma ferramenta incrivelmente poderosa para fazer com que as pessoas comprem. Na internet, os usuários não leem todo o conteúdo. Em vez disso, eles filtram e leem apenas elementos com a formatação ressaltada, como as citações.

Eu usei a citação: “Neil nos ajudou a chegar a 500 milhões de visualizações por mês” no Quick Sprout na barra do lado direto. Isso ganha, instantaneamente, a atenção do leitor e os força a clicarem no CTA.

image27

Então, como você pode garantir que você vai escolher citações fortes que dão peso ao seu estudo de caso e demonstram o valor da sua proposta?

Minha primeira recomendação é pegar a citação de um comprador-alvo do produto. Portanto, se o Chief Marketing Officer (CMO) da empresa estiver encarregado de decidir se vai utilizar o seu produto ou não, coloque uma citação dele.

E, se o Chief Executive Officer (CEO) também estiver envolvido nessa decisão, então coloque uma citação dos dois.

Aqui estão os 3 tipos chave de citação que o Hibbard considera necessário para saber como fazer estudo de caso convincente. Tente estruturar algumas perguntas para o seu assunto de estudo de caso, baseando-se nessas.

image54

Além disso, fique longe de longas citações PR-written com palavras hype ou gírias.

3. Nada supera uma entrevista ao vivo com o cliente

Você pode entrevistar um cliente por e-mail ou usar citações dos depoimentos deles por vídeos. Mas, adivinhe qual é o melhor tipo de conteúdo que ajuda os seus prospects a converterem?

É uma entrevista individual, ao vivo, onde ele esclarece os desafios que ele enfrentou, com suas próprias palavras.

Marcar um encontro com um cliente satisfeito pode tomar um pouco de tempo. Mas, você vai colher os benefícios desse encontro e vai ter como fazer estudo de caso mais consistente e persuasivo.

Ramit Sethi aproveita os estudos de caso de maneira brilhante, com o objetivo de vender os seus cursos.

Por exemplo, veja esse estudo de caso do Primoz para o curso Zero to Launch (ZTL) dele. No início, ele tem uma rápida seção resumindo os pontos chave.

Em seguida, Ramit compartilhou clipes da entrevista com o chefe da Primoz. No clipe abaixo, o fundador compartilha a jornada do seu próprio negócio online e mostra como o ZTL o ajudou a ganhar $80.000.

image01

Quando você vir o vídeo, você vai perceber que não existe nada mais atraente e impactante do que:

Seus clientes compartilhando seus desafios e como o seu produto os ajudou a conquistar o sucesso, com as próprias palavras.

Passo #2: Coloque o cliente no banco do motorista e comece a narrativa

As histórias ativam o nosso cérebro e nos fazem sentir como se estivéssemos vivendo-as.

Então, enquanto estiver escrevendo o seu estudo de caso, você precisa garantir que ele não se pareça com estatísticas aleatórias, características dos produtos ou citações colocadas para atender um certo número de palavras.

Em vez disso, o seu estudo de caso deve ser como uma história. Ele deve fluir suavemente com início, meio, clímax e fim, todos bem definidos.

O lema é fazer com que seus prospects sintam o sofrimento, cultivem o desejo pelo seu produto/serviço e visualizem o sucesso do seu último cliente satisfeito (objeto do seu estudo de caso).

Aqui estão 3 estratégias que você pode usar para saber como fazer estudo de caso elaborando uma narrativa impecável.

1. Use um desses dois frameworks de storytelling para estruturar o seu estudo de caso…

Agora você já sabe que brincar ao redor das características do seu produto não vai fazer você criar um estudo de caso atraente.

Então, como você pode engajar seu clientes e persuadi-los a agir?

Usando a conhecida jornada do herói.

Joseph Campbell mostrou as 5 fases de como aplicar a jornada do herói no seu estudo de caso para garantir que o seu estudo de caso “grude” na mente e no coração do leitor.

image34

Por exemplo, olhe o estudo de caso da Lucid Meetings, feito pelo HubSpot. Eles começaram descrevendo o problema.

Assim, eles incitaram os prospects compartilhando um problema que eles também possam enfrentar.

image29

Depois, eles descreveram o porquê das outras soluções do mercado não funcionarem.

image15

Em seguida, o estudo de caso introduziu as várias ferramentas integradas do HubSpot usadas para gerenciar, de maneira eficaz, o processo de venda – incluindo atrair, converter e estimular os leads.

E o estudo de caso acaba com o resultado impressionante que a Lucid Meetings conquistou, usando os produtos do HubSpot.

image35

Você também pode usar a sequência do estudo de caso feita pela escritora profissional de estudo de caso Slaunwhite. Ela começa colocando os holofotes no cliente e demonstra, de maneira eficaz, o valor do seu produto, colocando-o em ação.

Aqui estão os 7 elementos específicos da sequência, junto com as explicações para te ajudar a saber como fazer estudo de caso bem estruturado:

image06

2. Não mostre simplesmente os benefícios do seu produto; prove-os com dados.

Somente afirmar que o seu produto é o ‘melhor no mercado’ não vai convencer seus clientes. Usar o marketing ou as gírias técnicas também podem irritar seu cliente.

Então, o que você deve fazer?

Mantenha o tema do seu estudo de caso acessível para o seu público-alvo e use dados que apoiem os benefícios dos seus produtos.

Se existe uma métrica padrão para o seu segmento, como o ‘tráfego orgânico’ para os profissionais de marketing de internet, então use-a para compartilhar os resultados dos seus clientes antigos. Isso vai configurar uma imagem mais específica e quantitativa na mente do leitor.

Como exemplo, veja como 500% e 217% se destacam automaticamente na citação acima do HubSpot, e fizeram com que ela fosse mais eficaz.

Existe uma ressalva:

Algumas vezes, os resultados dos seus usuários não são mensuráveis numericamente.

Mas, você ainda pode compartilhar o sucesso do seu cliente com um caso.

Histórias do Twitter são um ótimo exemplo de contos de sucesso impactantes que não precisam de dados para mover a audiência.

Você vai encontrar histórias de como um tweet salvou a vida de pessoas quando o terremoto aconteceu no Japão.

image47

Ou, como um entusiasta de imagens auto-descritivas de satélites, Charlie Loyd fez um bom trabalho de MapBox com um tweet (amostra do seu trabalho).

Ou, um tweet do Chris Strouth que o ajudou a ganhar um rim.

image45

Todas essas histórias retratam como o Twitter fez a diferença na vida desses usuários. E, elas te dão razões suficientes para buscar por casos, quando procurar dados para medir o sucesso. Casey Hibbard sugeriu a pergunta exata para você usar para buscar por pequenos casos dos clientes.

image13

3. Use caixas elegantes, efeitos visuais e diferentes cores de fundo, para fazer o seu estudo de caso SKIMMABLE 

Usuários da Internet tendem mais a passar o olho do que ler todo conteúdo palavra por palavra. Você precisa saber como fazer estudo de caso devidamente formatado.

Grandes parágrafos de texto, sem nenhum efeito visual, vão levar a uma experiência de leitura maçante e vão ser ignorados. Em vez disso, você deve usar imagens dos seus clientes, gráficos estatísticos, conteúdos multimídia e caixas de citação.

Por exemplo, veja o meu estudo de caso. Eu comecei com uma representação visual dos resultados que conquistei para um cliente.

image19

Em seguida, eu adicionei uma citação do cliente com sua foto.

image31

Então, eu listei o problema, os resultados e o passo-a-passo da estratégia que eu segui. Para cada técnica eu usei um efeito visual e deixei o texto resumido.

image30

Eu também alternei entre fundo branco e cinza para sinalizar o começo de uma nova seção.

O estudo de caso é otimizado para leitores scanners e não requer que leitor use energia mental extra.

Você talvez precise explorar CSS e HTML, se você quiser usar caixas de citação para realçar as citações do cliente ou usar fundos de cor diferente. Eu recomendo que você leia meus artigos sobre formatação aqui e aqui.

Se você está no WordPress, você também pode usar o plugin pago Content Builder do Thrive Themes para ter essas opções de formatação.

Passo #3: Divulgue o seu estudo de caso colocando-o em lugares relevantes do seu site, e remodelando-o em diferente formatos.

Se parabenize por publicar um estudo de caso incrível.

Mas calma… ainda temos trabalho a fazer. Para aumentar a eficácia desse estudo, você precisa garantir que ele vá alcançar os clientes em potencial e ajudá-los nas decisões de compra.

Vamos dar uma olhada em 4 maneiras de fortalecer seu VALUE PROPOSITION PITCH usando estudos de caso.

1. Crie uma página dedicada ao estudo de caso e inclua o link de navegação da sua página inicial

O lugar mais óbvio que você pode colocar o estudo de caso sobre os seus clientes é na página inicial. Ou, você pode criar uma página dedicada ao estudo de caso e deixar o link visível na página inicial.

Por exemplo, veja a página inicial do Amazon Web Services (AWS). Quando você rola a página para baixo, você vê histórias de sucesso dos clientes de 3 indústrias – empresas, start-ups e setor público.

Clicando na logo da empresa, você pode ver um pouco do sucesso do AWS de estabelecimentos do mesmo tipo de segmento que o seu. E, a maioria das suas dúvidas vão acabar depois de ler algumas das histórias. Isso mostra a importância de fazer estudos de caso de todo o mercado que você atende.

image17

Você também vai ver isso quando abrir o site Drupal.org. Você encontra a seção “Quem Usa Drupal” na página inicial.

 

Por outro lado, o Salesforce tem uma seção “clientes” no topo do site. Clicando nela, você vai ser direcionado a uma página dedicada às histórias de sucesso dos clientes.

image55

2. Inclua estudos de caso no seu material de venda e de marketing

Suas equipes de venda e de marketing podem aproveitar ao máximo os estudos de caso. Eles podem imprimir e apresentar esse material (junto com outros documentos da empresa) aos clientes nas reuniões, conferências e eventos da indústria.

Envie os links do estudo de caso no seu e-mail follow-up, depois de fazer as ligações de vendas com os possíveis clientes (como o Single Grain faz).

Se você quer um jeito mais sutil de incluir os estudos de caso nos seus e-mails, então coloque-os em sua assinatura.

Você também pode compartilhar esses estudos de caso por meio das suas contas nas mídias sociais e mencionar os clientes no post. Temos um exemplo abaixo do MaRs Discovery District, postando um estudo de caso no Twitter para persuadir os seguidores a se inscreverem no Embedded Executive Program.

Você também pode adicionar o estudo de caso na sua lista de publicações do LinkedIn ou promovê-los no Facebook como dark posts. Aqui estão várias dicas do HubSpot sobre marketing de mídia social.

image28

Você também pode pegar citações do estudo de caso e colocá-las nas landing pages relevantes do produto. Veja como a empresa de software HR Workday incorporou o vídeo de um cliente e uma citação na sua página de serviços financeiros.

image41

Dica Profissional: Você tem um público internacional e gostaria de oferecer um experiência personalizada a esses clientes?  Então, tenha versões diferentes da página inicial para usuários de países diferentes (baseando-se nos IPs).

No exemplo de landing page abaixo, o HubSpot fez um teste para descobrir como os depoimentos afetavam sua taxa de conversão. Para isso ele mostrou um depoimento aos visitantes do Reino Unido. Aos visitantes que não eram do Reino Unido, ele mostrou a landing page padrão, sem o depoimento.

image44

3. Procure por oportunidades de postagem de visitante em sites de autoridade e remodele o estudo de caso em um vídeo/infográfico.

Algumas vezes, clientes ou bloggers podem escrever posts detalhados sobre o seu produto. No CoSchedule, Nathan Ellering escreveu um detalhado artigo de como usar o Evernote para fazer blogging.

image04

Se você realizou um experimento usando seu produto/serviço, você pode entrar em contato com os blogueiros da sua área e pedir a eles para compartilhem em seus posts.  Ou, você também pode escolher um tema relevante para o seu estudo de caso, para que os blogs de autoridade façam um guest posting.

Seus esforços de divulgação com estudos de caso podem ter mais sucesso do que o link building, porque estudos de caso são peculiarmente re-compartilháveis em posts quando incluem números e dicas. Eu tenho escrito posts que contêm apenas lições de estudos de caso.

image05

Você também pode remodelar o seu estudo de caso em um infográfico ou um vídeo. Conteúdos visuais são uma forma atrativa de conteúdo que é adorada pelos usuários móveis.

Por exemplo, veja o estudo de caso dos clientes ElliotLee Estate Agents do HubSpot abaixo.

O conteúdo multimídia também é fácil de incorporar nos posts do blog. Recentemente, eu incluí um estudo de caso em vídeo do Brian Dean’s Moving Man Method no meu artigo CRO vs. SEO.

image21

As pessoas pareceram amar o vídeo e extraíram os conselhos dados nele para os próprios negócios.

image24

4. Direcione mais tráfego ao seu site garantindo um bom SEO e uma visibilidade relevante do estudo de caso

Para obter todo o Page Rank do seus estudos de caso, você precisa tratá-los como o conteúdo mais importante do site da sua empresa. Se você garantir um bom SEO, então você pode conduzir quantidades significantes de tráfego para o seu site com o estudo de caso.

Deixe-me compartilhar alguns exemplos. O primeiro é de uma empresa de business-to-technology que teve um aumento no tráfego de 200%  na sua página de histórias do cliente. Veja o aumento contínuo do tráfego depois de um simples ajuste na página inicial:

image57

Curioso sobre qual ajuste foi esse?

A empresa adicionou um link “Estudo de Caso”  no site, no topo da página de navegação. Era acessível de qualquer página. E alguns teasers da história do consumidor ganharam espaço na página inicial.

O segundo exemplo é do gigante software da Microsoft. Eles chegaram a 234.000 visualizações online com um único estudo de caso.

Então qual foi o fator chefe que ajudou a Microsoft a receber centenas de milhares de visitantes por meio de um estudo de caso?

Foi a SEO.

Tara Holahan (Especialista em Marketing na equipe da Microsoft Customer Evidence) constatou que eles tentam entender o que o público está pesquisando para dar a esse público o tipo de conteúdo mais adequado.

Passo #4: Veja como elementos específicos afetam a experiência de leitura do seu estudo de caso: Faça testes baseados nas suas análises

Você escreveu um estudo de caso longo para falar sobre todas as possíveis objeções dos seus prospects?

Apesar de eu apreciar o seu esforço, esse ainda pode não ser um estágio eficaz de maximizar o número de leads do seu negócio.

Você lembra do estudo de caso do Timothy Sykes que eu reduzi o número de palavras em 26% do original e isso aumentou meus leads em 39%?

Casey Hibbard fez uma observação brilhante sobre como fazer estudo de caso para ajudar sua legibilidade. Ele apontou que os títulos, as imagens, o tamanho da fonte, as citações e outros elementos estão ficando maior em tamanho.

Mas, tal correlação entre tamanho do estudo de caso e tamanho dos elementos não pode ser generalizada.

Você precisa se aprofundar nas análises para ver de maneira inteligente o que está repercutindo com o seu público. E fazer um teste A/B para maximizar os impactos do seu negócio com o seu estudo de caso.

Aqui estão outros 2 aspectos importantes que impactam consideravelmente a experiência de leitura do seu estudo de caso e que também precisam ser testados.

Nada destrói tanto um estudo de caso atraente como um título ruim ou um CTA fraco.

Eu optei por adiar a escrita sobre a importância do título do seu estudo de caso, porque é um item crucial que pode ser tratado no final. Você deve testar os seus títulos para descobrir qual é o mais poderoso, que recebe mais cliques.

Números ou métricas relevantes sobre uma experiência positiva do seu cliente funcionam como um título clicável, se forem impressionantes.

image53

De maneira alternativa, os resultados podem não envolver números. Então, o título pode vender os benefícios do seu produto.

image49

Depois que um possível cliente ler uma história de sucesso no seu site, você vai precisar cutucá-lo gentilmente para que ele entre no seu funil de vendas.

Portanto, você precisa incluir botões de Call to Action grandes, claros e persuasivos, para direcionar os visitantes do seu site ao próximo passo.

Por exemplo, o HubSpot acaba o estudo de caso com uma opção para ligação, em caso de questões adicionais ou começar um teste grátis do produto deles.

image02

Eu acabo o meu estudo de caso com um formulário para agendar uma consulta confidencial comigo.

image18

Se você está escrevendo um estudo de caso como um post de blog, então você pode apresentar uma isca digital relevante como o CTA, como Ramit Sethi faz.

image10

Dica Profissional: Você pode testar começar o seu estudo de caso com um recurso de formato (ele gera um impulso de leitura) e testar começar com o formato tradicional (que apenas afirma os fatos). Aqui está um exemplo de estudo de caso para lhe ajudar a diferenciá-los.

image16

Conclusão

Estudos de caso estão entre as poucas táticas de otimização da taxa de conversão que funcionam incrivelmente bem ANTES de você fazer a venda.

Nada constrói mais credibilidade e confiança com seus prospects do que histórias de sucesso sobre o seu produto/serviço. Elas desembaraçam o complexo processo de fazer decisões.

image25

É por isso que elas têm presença constante nos processos de marketing e venda da maioria dos empresários bem-sucedidos. Ramit Sethi tem entrevistas de 20 minutos dos seus estudantes de sucesso que compraram seus cursos premium.

Ele resolve todas as objeções dos futuros alunos e estabelece uma confiança por meio desses estudos de caso. Então, um estudante não importa de pagar $10.000 (ou mais) pelos seus cursos.

E, pagar um curso premuim está entre os benefícios surpreendentes de ganhar a confiança dos prospects.

Ao conseguir identificar os prospects certos, você pode seguir o simples processo de 4-passos que eu compartilhei nesse artigo para saber como fazer estudo de caso.

Embora estudos de casos sejam uma arma eficaz de marketing, existe uma ressalva. Eu não o aconselho a criar um estudo de caso para um produto muito simples, como uma espátula. É perda de recurso e do tempo do cliente.

image58

Eu gostaria de saber das suas experiências com estudo de caso no seu marketing. Como sua geração de leads e vendas foi afetada ao trabalhar com estudos de caso?

 

Share