Como Construir Uma Comunidade no YouTube Por Conta Própria

youtube

Vídeos rapidamente têm se tornado um grande negócio. Algumas estatísticas dizem que 74% de todo o tráfego da internet em 2017 será por conta deles.

Se você quer se beneficiar do crescimento da popularidade dos vídeos, o YouTube é o caminho certo.

Uma das principais características do YouTube é que ela é uma plataforma te permite construir uma audiência fiel e dedicada, que se desenvolve tão bem que se transforma em comunidades.

Você não precisa ir muito longe nas pesquisas para encontrar exemplos reais disso.

Existem muitos YouTubers que têm comunidades massivas. Essas comunidades assistem cada vídeo postado por eles. Criar uma comunidade como essa em outra plataforma é algo complicado.

Se você quiser criar sua própria comunidade do YouTube, pode ser difícil saber por onde começar.

Apesar de não haver um plano perfeito para te ajudar na construção de sua comunidade no YouTube, existem alguns passos estratégicos que você pode dar para ir de encontro à direção certa.

Neste artigo, vamos dar uma olhada em como construir uma comunidade no YouTube e quais são os passos para isso.

Vamos também examinar como desenvolver um plano coerente para te ajudar a conseguir bons resultados no futuro.

Ao final desse artigo, você estará pronto para construir sua própria comunidade no YouTube, mesmo que nunca tenha feito o upload de um vídeo sequer no YouTube.

Lembre-se que o YouTube é uma rede social

Não é difícil pensar que o YouTube é feito somente para vídeos e então rotulá-lo erroneamente como um simples site de hospedagem de vídeos.

Entretanto, ver o YouTube por essa ótica seria errado – especialmente se você está em busca de construir uma comunidade.

Se você quiser alcançar o sucesso construindo uma comunidade no YouTube, você precisa se lembrar que as pessoas costumam ir ao YouTube em busca de conteúdo  –mas geralmente acabam retornando em certos canais para estabelecer conexões e participar de comunidades.

Esse senso de comunidade e conexão pode ser mensurado normalmente pelo engajamento, e não pelas visualizações.

O engajamento geralmente está relacionado a quantos dos seus vídeos as pessoas assistem e se elas deixam avaliações e comentários. Ele também pode se relacionar a quantas pessoas tomam alguma atitude quando são solicitadas.

Se você está em busca de construir uma comunidade, seu foco sempre será criar um cenário onde você consiga constantemente gerar altos níveis de engajamento.

De fato, com uma comunidade engajada, você terá a chance de alcançar altos níveis de engajamento, o suficiente para conseguir 2x mais ações por parte dos usuários do que muitas celebridades.

image06

O senso de comunidade e conexão que cria esse alto nível de engajamento é o que faz as pessoas se tornarem tão fiéis a um canal em particular do YouTube.

Consequentemente, você precisa pensar sobre tudo que você pode fazer para desenvolver conexões mais aprofundadas com sua audiência – algo que iremos falar depois.

Também é importante que você reserve um momento para apreciar a “experiência típica do YouTube”, no contexto que discutimos acima.

Tim Schmoyer é uma pessoa que tem muita experiência quando se trata de construir seu sucesso com o YouTube.

Um dos seus insights mais interessantes é que você não pode tratar os vídeos do YouTube como se fossem programas de televisão.

Ele explica como a televisão é uma “experiência superficial”, enquanto o YouTube é uma “experiência de imersão”.

Isso significa que quando as pessoas estão assistindo TV, às vezes elas podem fazer outras coisas simultâneas, tarefas, dentre outras coisas.

Entretanto, quando elas estão assistindo um vídeo no YouTube, elas estão intensamente engajadas no conteúdo que está na tela – estão “imersas”.

Pelo fato de as pessoas estarem tão engajadas,  é mais fácil construir um senso de conexão. E essa experiência de imersão é geralmente o por quê dessa conexão ser um grande negócio no YouTube.

É claro que, o oposto também é verdade. As pessoas podem se cansar de você mais rapidamente.

Você pode demonstrar respeito em relação à experiência de imersão criada pelo YouTube, falando diretamente para a câmera sempre que possível e se comunicando como se estivesse falando com um amigo.

image00

Você não precisa fazer isso em todos os seus vídeos, mas é algo que te ajudará a passar a sensação para as pessoas de que você está falando diretamente com elas.

Se você entender e conseguir tirar proveito do conceito de “imersão”, você será capaz de criar um alto nível de conexão muito mais facilmente.

Você é a estrela

Como falamos acima, se você quer construir uma comunidade no YouTube, você precisa passar um senso de conexão para as pessoas.

E para muitos que pertencem a comunidades no YouTube, o ponto principal dessa conexão é o criador do canal.

Como consequência disso, quanto melhor for o senso de conexão e proximidade com o criador do canal, mais influente ele será.

De fato, para os adolescentes americanos, 8 das 10 celebridades mais populares e influentes são estrelas do YouTube.

image01

Embora você possa não chegar a esse nível, entender que você é o ponto principal do seu vídeo irá melhorar seu engajamento, e como consequência, aumentar sua influência.

Resumindo, você é a estrela do show.

Agora, como você pode usar isso a seu favor, transformando seus espectadores em uma comunidade dedicada e fiel?

Uma coisa que você pode fazer é compartilhar sua história.

Compartilhar sua origem e sua história é uma maneira incrivelmente poderosa de construir um senso de conexão com as pessoas que estão assistindo seu vídeo.

Através da sua história, você pode ajudar a estabelecer um lugar comum entre você e sua audiência (algo que falaremos mais tarde).

Isso o ajuda a se tornar mais humano, oferecendo uma razão maior para as pessoas assistirem aos seus vídeos em vez dos vídeos de outras pessoas – mesmo que os outros vídeos cubram conteúdos semelhantes.

“Novas pessoas” irão assistir seus vídeos o tempo todo. Então, é uma boa ideia falar rapidamente sobre sua história no começo de cada vídeo.

De toda forma, você também pode criar um vídeo maior, onde poderá entrar em mais detalhes.

Nesse vídeo, você deverá explicar por que você começou o canal no YouTube, qual é a sua história pessoal e qual objetivo você deseja alcançar com os vídeos que você está criando.

Outra coisa que você pode fazer é se lembrar que você não é um “personagem”.

É claro, ao criar vídeos no YouTube, talvez você precise “enfatizar” alguns aspectos da sua personalidade para tornar seus vídeos mais engajadores.

Porém, ser autêntico precisa ser o seu norte, sempre.

Apesar de parecer cliché – você precisa ser você mesmo ao produzir seus vídeos.

Você não é um personagem em um de programa de TV.

Se você fingir ser “outra pessoa”, as pessoas irão perceber isso em breve, e isso irá impactar de maneira negativa em sua meta de construir uma comunidade no YouTube.

Além disso, a longo prazo, fingir ser um personagem será algo muito cansativo.

Você frequentemente terá que manter as aparências criadas pelo “personagem” e você sempre irá imaginar se está fazendo a coisa certa.

Não tenha medo de criar um conteúdo autêntico que de fato represente quem você é.

Ser autêntico é mais do que apenas uma ideia de “bem estar” – 63% das pessoas compram de marcas autênticas, em vez de comprarem dos concorrentes que tentam esconder quem são.

Quando você é autêntico, você perderá menor tempo produzindo conteúdo em excesso para que nenhuma de suas falhas seja visível na câmera.

Você se sentirá também muito mais confortável para fazer piadas (elas podem tornar o conteúdo mais interessante e ajudar a construir conexões) ao apresentar seu conteúdo.

Se você for autêntico ao criar conteúdo em relação a um assunto que você tem uma grande paixão, isso ficará estampado facilmente, e seus espectadores irão gostar disso.

Faça isso de forma que as pessoas se sintam como parte do seu mundo.

Se as pessoas se sentirem dessa forma, elas terão a impressão de te conhecerem melhor.

Você pode fazer com que as pessoas se sintam como parte do seu mundo, mostrando a elas outros aspectos da sua vida que não se relacionam com foco do conteúdo que você está criando.

Você também  pode criar essa sensação nas pessoas através do uso de uma “linguagem própria”.

Mais especificamente, você pode considerar utilizar certas palavras que te ajudem a descrever certas questões / desafios / situações que tanto você quanto seu público podem estar passando.

Talvez você possa criar palavras/expressões que explicam algumas coisas pelas quais você está em busca (falaremos mais sobre isso em breve).

Muitos YouTubers conhecidos fazem isso e essa é uma estratégia recomendada pelo próprio YouTube.

image02

Veja um exemplo de uma YouTuber que segue o conselho acima :

image03

Separe um momento para pensar sobre palavras e expressões únicas que você já usou no passado. Considere se você poderia se beneficiar ao usá-las formalmente nos vídeos futuros.

As comunidades têm algo em comum

Alinhado com o que disse acima, é importante adotar um mindset de “liderança” ao construir sua comunidade no YouTube.

Comunidades geralmente são definidas por esse termo pelo fato de que as pessoas que pertencem à esses grupos têm um conjunto de princípios e valores em comum.

Todas têm algo significativamente comum.

Como a estrela do show, está em suas mãos decidir quais são esses princípios e valores, e então torná-los evidentes.

Reserve um tempo para formular uma proposta ou missão, em termos do que você quer que seu canal alcance.

Se você está desenvolvendo um vídeo para uma marca, isso irá te ajudar a encontrar algum tipo de senso comum, em termos de com que sua audiência se importa e o que sua marca representa.

image04

Ao encontrar o ponto ideal, as pessoas serão mais receptivas, porque seu conteúdo estará relacionado às questões que sua audiência está focada.

Ao discutir sua proposta ou missão, mencione de maneira explícita o que você representa e como você quer melhorar o mundo através disso.

Você pode fazer isso no começo de todo vídeo ou criar um vídeo completo sobre o assunto.

Nota: Você será capaz de expor implicitamente o conceito do seu canal do YouTube, apenas criando vídeos relacionados ao seu tema de trabalho.

É claro, você pode alcançar muitas visualizações, mas você não terá, necessariamente, uma comunidade dedicada, que assistirá seus vídeos passados ou defenderá seus argumentos quando alguém se opor a você.

Ao prover uma afirmação de proposta ou missão, você dá às pessoas um “por quê”, em termos da razão pela qual eles escolheram seus vídeos em vez de outros semelhantes.

Conheça sua comunidade

Embora eu tenha mencionado acima que você é a estrela do show, vale lembrar que, honestamente, as verdadeiras estrelas são seus espectadores, e como consequência, sua comunidade.

Sem esses fatores, você não teria uma audiência que assiste constantemente seus vídeos e se engaja com eles.

Como consequência, é importante que você se interaja regularmente com seu público, a fim de manter o senso de comunidade.

A maneira mais básica de fazer isso é respondendo aos comentários dos seus seguidores.

Foque na seção de comentários e veja o que as pessoas estão dizendo. Você nem sempre precisa deixar comentários “superelaborados e construtivos”.

Um simples “Obrigado por assistir” pode de fato te levar muito longe.

Veja um exemplo, do Gary Vaynerchuck – uma pessoa que se dedica bastante ao YouTube e em construir sua comunidade na plataforma.

image05

Como você deve ter notado, o comentário dele gerou um número desproporcional de curtidas, parcialmente pelo fato de as pessoas gostarem de sua interação com o público.

Você também pode fazer uma sessão de Perguntas & Respostas com seus inscritos.

Informe para eles, com antecedência, quando você for fazer essa sessão. E então, peça que eles deixem dúvidas na seção de comentários.

Se você perceber que existe algum comentário que tem um número de curtidas alto, talvez possa valer a pena dar prioridade a eles.

Outra coisa que vale a pena é fazer um vídeo juntamente com seus fãs do YouTube.

Ao fazer algo assim, você cria uma boa interação junto aos fãs participantes.

Além do mais, você mostrará aos seus inscritos que está disposto a se engajar com eles ou mesmo compartilhar sua tela com o público.

No momento em que se engajar com seus fãs, tente identificar os mais fieis, o máximo que puder.

Esses serão os principais advogados da sua marca, aqueles que irão promover seu conteúdo.

Você pode facilmente identificar os fãs mais leais ao analisar seus comentários. Frequentemente você verá que existem alguns que deixam comentários em cada um dos seus vídeos.

Conclusão

Criar uma comunidade no YouTube não é algo fácil. De toda forma, se você dedicar tempo e esforço a isso, os resultados de se construir uma comunidade podem ser gratificantes.

Criar uma conexão com sua audiência é provavelmente o aspecto mais importante para construir uma comunidade no YouTube.

Como você viu, existem múltiplas maneiras para construir conexões. Você não precisa usar todas essas técnicas de uma vez. Porém, todas merecem sua atenção, de uma forma ou de outra.

Algo que você nunca deve ignorar, se tratando de construir conexões, é a importância de ser autêntico.

Se você não for autêntico, as pessoas não irão se conectar a você, não importa o que você faça – o que dificulta bastante a construção da comunidade.

Não é preciso dizer que o processo de construção de uma comunidade leva tempo. Mas se você parar para analisar os resultados das comunidades com maior engajamento hoje em dia, tenho certeza que você concordará que o esforço vale a pena.

Você tem alguma dica de como construir uma comunidade no YouTube para compartilhar conosco? Por favor nos conte nos comentários abaixo.

Share