5 Estratégias de Marketing de Conteúdo Para Startups que Estão no Começo

rocket

Estamos vivendo uma era revolucionária. A internet democratizou a tecnologia. Agora qualquer pessoa pode começar uma empresa no conforto da sua própria casa.

Quando você já estiver certo da sua ideia e tiver levantado algum capital, você vai precisar trabalhar meticulosamente para fazer sua startup crescer, já que o crescimento da sua base de clientes é uma das métricas principais para avaliar seu sucesso inicial.

Mas a verdade é que a maioria das startups não sobrevive. Ainda assim, a cada ano nós vemos algumas startups atingindo a casa dos milhões de usuários.

Então, como essas startups de elite conseguem?

Acontece que elas seguem um modelo de trabalho que ‘hackeia’ o crescimento. E mesmo com o verbo ‘hackear’ tendo uma conotação negativa, não é necessário fazer nada que seja antiético.

Eu já comentei sobre algumas estratégias ‘hackers’ de crescimento em meus artigos anteriores aqui e aqui. Porém, no artigo de hoje eu quero focar exclusivamente no marketing de conteúdo.

Mas por quê?

Porque marketing de conteúdo é um método financeiramente acessível para construir relacionamentos duradouros com seus clientes em potencial.

Você também pode montar uma equipe competente de marketing de conteúdo para ganhar escala no seu processo criativo.

Mas mesmo que você venha a dominar um tipo de marketing conteúdo e tiver uma boa estratégia de divulgação, você ainda vai perceber um tênue crescimento no tráfego do seu site.

Veja o nível de tráfego que alcancei em alguns anos, depois de ter intensificado a divulgação dos meus conteúdos no site NeilPatel.com. E tenha em mente que eu mantenho as coisas simples e crio apenas um tipo de conteúdo.

image05

Mas também não sou nenhum rockstar. Existem pessoas como Brian Dean, Jon Morrow, Darren Rowse, Rand Fishkin e muitos outros que construíram negócios multimilionários usando marketing de conteúdo. Com conteúdo você pode conseguir novos clientes enquanto tenta encontrar seu ponto de equilíbrio.

Por isso, se você está numa fase inicial com sua startup, você vai se interessar bastante por esse artigo. Você vai ver diversos exemplos de estratégias práticas de marketing de conteúdo para ganhar escala no tráfego do seu site.

Então, sem mais delongas, vamos ao que interessa.

1. Disponibilize MAIS conteúdos de alta qualidade que possam ser compartilhados no seu blog

Talvez você já tenha lido a recomendação circulando em alguns grupos de marketing, que diz que a divulgação é mais importante do que a criação. Esse mito afirma que se você não estiver com muito tempo, então deve criar apenas um conteúdo que seja de boa qualidade por mês.

Bem, vamos voltar um pouco e avaliar essa recomendação…

Quando você está começando no marketing de conteúdo, geralmente tem apenas algumas centenas de visitantes acessando seu site. Se você publicar apenas um punhado de matérias a cada 6 meses, então levará um tempo considerável para construir um fluxo consistente de tráfego.

Com uma startup que ainda está na fase inicial, você vai querer aumentar sua base de clientes rapidamente. E para isso, é esperado que você obtenha um aumento exponencial do tráfego. E se você divulgar apenas um post, você terá que garantir que:

  • Será de qualidade extremamente alta
  • Será relevante para seu público-alvo
  • Vai atingir seus clientes em potencial através de uma divulgação eficaz

Quando se está começando na criação de marketing de conteúdo, você encontrará desafios enormes em cada um desses aspectos. E quando existe apenas um post a ser divulgado no mês, você vai ter mais uma pressão adicional. Ter, Absoluta, Certeza, De, Sucesso.

Caso contrário, sua estratégia de marketing de conteúdo vai falhar completamente.

Eu recomendo que você minimize o risco. E aqui está como:

Comece com uma agenda constante de publicações de uns 2 ou 3 posts por semana. Simplifique a criação do conteúdo e o processo de divulgação e concentre-se em construir sua audiência.

Por mais que os profissionais de marketing gostem de determinar metodicamente o sucesso do conteúdo, a verdade é que não é uma ciência exata. E divulgando mais conteúdo, você também terá mais chances de viralizar.

Se você reparar nas curtidas do Huff Po, Business Insider e outras grandes publicações, você vai perceber que todos eles publicam, diariamente, um grande volume de conteúdo. E esse é o motivo de serem alguns dos maiores sites do mundo – tudo acaba contribuindo para isso.

Um ótimo exemplo que eu encontrei um dia desses foi o da startup de assistência médica digital Glowpink. Em Março de 2016, eles começaram a publicar conteúdos com zero de orçamento pra marketing. Eles aplicaram engenharia reversa em seus concorrentes e descobriram que conteúdos sobre saúde, beleza e remédios caseiros funcionavam bem no nicho deles.

Daí eles começaram a se apoiar em publicar um grande volume de conteúdo todos os dias. Pra que você tenha uma ideia, os fundadores da empresa escreviam entre 12 e 15 artigos diariamente.

O resultado disso tudo?

Em 3 meses, eles alcançaram 1 milhão de visitantes.

image12

E acho que não é necessário dizer que isso é uma tremenda façanha.

Eu sempre recomendo ter uma abordagem orientada por dados em seu marketing. A Glowpink criou conjuntos de conteúdo e mediu o desempenho desses conteúdos para determinar qual seria sua estratégia futura de criação de conteúdo. Você pode ler as 5 lições que a Glowpink compartilhou a respeito da sua jornada até 1 milhão de visitantes neste post do Yourstory.

2. Reaproveite seu conteúdo em múltiplas plataformas e republique conteúdos antigos

Por mais que você precise criar mais conteúdo, existe um limite. Se um conteúdo específico tem uma boa aceitação, então você deve investir mais esforço em divulgá-lo.

O reaproveitamento é uma excelente maneira de obter ainda mais valor em seu conteúdo atual. E mesmo que ele tenha tido muitos seguidores no seu blog (ou no seu canal primário de marketing), você sempre conseguirá mais exposição ao republicar seus posts antigos e atingirá novas audiências.

Um grande exemplo que compartilhei recentemente é o de Larry Kim. Veja o número de visualizações dos seus posts no seu blog no Medium. Repare que ele não escreveu nada do zero. Ele apenas modificou o conteúdo de outras publicações dele para ficar adequado à audiência do Medium e republicou os novos artigos.

image08

Benjamin Hardy publicou posts do seu blog, exatamente iguais, no Medium por 6 meses. E ele conseguiu atrair mais 20 mil seguidores dessa plataforma.

image03

Se você tem muitos itens de conteúdo evergreen parados por aí, então você pode reaproveita-los na forma de eBooks ou cursos. O Buffer conseguiu atrair 18,185 assinaturas para seus e-mail courses em 6 dias. E o curso era inteiramente baseado nos posts publicados anteriormente no blog.

Você também poderia considerar oferecer seus posts em versão de áudio.

Se você trabalha com criação de conteúdos em vídeo, você pode selecionar trechos curtos com dicas inteligentes de seus vídeos maiores e republicá-los. Gary Vee faz isso a toda hora e sua audiência do Youtube sempre fica esperando por esses vídeos rápidos. Este logo abaixo chama-se “Atenção é o melhor ativo.”

image10

O que é muito legal de observar é que a audiência do Gary sabe que eles provavelmente já viram a versão longa desses vídeos. Mas mesmo assim, eles ficam felizes em revê-los.

image07

Reaproveitar seu conteúdo antigo é mais fácil do que elaborar um novo do zero. Por isso, é também uma excelente maneira de aumentar sua frequência de publicação de conteúdo.

3. Usar guest blog para atrair mais clientes

Eu sei o que você deve estar pensando…

“Neil, por que você fica empurrando o guest blog pra gente como se fosse uma solução para todos os nossos problemas de marketing?”

Porque ele ainda funciona.

Eu já contei para vocês como o Buffer usou o guest blog para conseguir 100.000 usuários em 9 meses.

image11

E Jon Morrow conseguiu obter 13.000 assinantes antes de lançar o BBT.

Mas esses estudos de caso são de 5 anos atrás. Todos sabemos como as estratégias se tornam obsoletas rapidamente no mundo do marketing na internet. Então vamos dar uma olhada em estudos mais recentes com resultados surpreendentes.

Em Abril de 2016, Tim Soulo publicou o resultado do seu estudo de caso de guest blog. Depois de 273 posts publicados, ele percebeu que a maioria deles não gerava uma quantidade considerável de tráfego – a média era de 56 visitas.

image01

Os resultados do Tim não são comuns. O estudo de caso dele é baseado em blogs do nicho de marketing. Tenho certeza de que outras áreas ainda não estão tão saturadas de guest blog. Tim ainda faz algumas boas observações mais adiante no post:

1. Guest post em sites que não são relacionados diretamente com seu nicho. Veja aqui um exemplo que mostra os nichos relacionados que um site automotivo poderia alcançar.

image04

2. Não é tanto a respeito de conseguir visitantes diretos. Em vez disso, é mais a respeito de converter seu tráfego de referência.

Devesh Khanal escreveu um guest post para nós no CrazyEgg. Ele atraiu apenas 209 visitantes – o que não é grande coisa. Mas ele conseguiu converter 132 deles em assinantes de e-mail através da atualização do conteúdo. Isso sim é bacana!

image09

Por isso, se você está tentando converter seus visitantes em assinantes, não esqueça de construir uma landing page exclusiva e atualizações bônus para os seus guest posts.

E mesmo que você seja uma startup SaaS, ainda assim poderá atrair pessoas para seu site usando links para a história do autor. David Arnoux, do Twoodo, se baseou principalmente no guest post para aumentar a quantidade de assinaturas diárias de 2 para 25.

image02

Além disso, os benefícios do guest post não são totalmente tangíveis. Você pode receber um convite para escrever um livro ou para dar palestras e construir relacionamentos com pessoas que influenciam. Essas práticas de construção de marca ajudam, indiretamente, a conseguir mais clientes.

4. Aposte no conteúdo em vídeo

Quem não gosta de ver um vídeo divertido de 1 minuto no YouTube?

Seres humanos amam recursos visuais. Os vídeos são o meio mais rico para transmitir emoções e construir confiança. Uma vez consegui que um vídeo explicativo no CrazyEgg aumentasse minhas conversões em 64% e adicionasse mais doces 21 mil dólares à minha receita mensal.

Nada conta melhor a história da sua marca do que um bom vídeo. De fato, 4 entre 5 clientes dizem que um vídeo mostrando como um produto/serviço funciona é importante.

Mesmo o valor de produtos estranhos e chatos podem ser traduzidos em um agradável vídeo.

Um bom exemplo é a Squatty Potty.

O que o produto deles faz?

Ajuda você a fazer cocô na postura correta.

Ooops!

Veja, é um produto que faz a gente querer dar risada. Por isso, se eles contarem a história do produto de uma forma memorável, pense no retorno que eles irão conseguir.

E foi isso que a Squatty Potty fez.

Aqui está o vídeo que eles fizeram, chamado “Este Unicórnio Mudou Meu Jeito de Fazer Cocô.”

O vídeo já ultrapassou 27 milhões de visualizações no YouTube.

E isso é só o começo.

Muita gente usa o Facebook hoje em dia – é simplesmente muito difícil de ignorar a plataforma. A Squatty Potty foi esperta o bastante para colocar esse vídeo em formato nativo no Facebook. O que você diria de ter 77 milhões de visualizações e 1,2 milhões de compartilhamentos?

image00

Ah, e por falar nisso, eles também aumentaram suas vendas em 600%.

Se você quiser mais exemplos de anúncios em vídeo e dicas de como lançar sua primeira campanha de marketing em vídeo, então dê uma olhada neste artigo.

5. Tire vantagem dos pequenos detalhes que seus concorrentes estão deixando de lado

Muitos dos seus concorrentes podem já ter embarcado na onda do marketing de conteúdo. Por isso, fazer o básico não resolve. Você vai ter que se esforçar mais para se destacar.

Aqui estão 4 aspectos que podem melhorar seu jogo:

1. Formate com perfeição

Clean, fácil de ler e visualmente atrativo.

É isso que você deve querer atingir.

Não estamos mais em 1999 e a experiência do usuário é uma mais maiores preocupações das empresas. Você tem ao seu alcance poderosas ferramentas (de arrastar e soltar) para facilitar a navegação e fazer a experiência de leitura ser agradável para sua audiência.

E você pode acabar ficando chique, com planos de fundo cheios de cores.

image13

Disponibilize índices para que o usuário consiga ir facilmente para a área de interesse e encontre a informação que está buscando.

image14

E já que você se dedicou para criar seu conteúdo, então crie um índice com imagens, como o Getvero.

image06

Para mais técnicas de formatação, eu recomendo ler este e este artigo.

2. Tenha obsessão por manchetes

Admita:

Somos quase todos lurkers (pessoas que seguem algum blog, mas não participam) passivos. Nós não ligamos muito para os artigos que aparecem em nossos feeds.

A menos que…

Haja um artigo que AGARRE nossa atenção e desperte nossa curiosidade.

A regra de ouro é sempre escrever 10 ou mais manchetes para todos os seus posts, antes de escolher uma.

Aqui está meu guia para te ajudar a escrever títulos mais atrativos.

3. Carregue sua página mais rapidamente

Os celulares já tomaram o controle. E a capacidade de atenção do usuário é menor do que uma azeitona. E por isso, sites que demoram para carregar prejudicam as conversões.

Você já leu sobre isso várias vezes. Agora, vá ao trabalho e aumente a velocidade de carregamento do seu site.

4. Comece a usar schema markup

Se você quer obter um aumento consistente do tráfego orgânico vindo dos mecanismos de busca, então os schema markups são uma brilhante oportunidade. Leia como implementar schema markups em seu site aqui.

Conclusão

Dizem que ‘hackear’ crescimento não é um talento. É uma forma de pensar. E um profissional de marketing de conteúdo que pensa dessa forma é um profissional de ouro.

Os grandes benefícios do marketing de conteúdo vão aparecer para sua empresa entre 6 meses e 1 ano. Mas enquanto isso, você precisa se dedicar para criar conteúdos de alta qualidade.

E aí? Existe alguma outra técnica de marketing de conteúdo para hackear crescimento que você conheça?

Share