10 Ferramentas do Google Gratuitas Para Profissionais de Marketing de Conteúdo

google

Você se considera um profissional de marketing de conteúdo? 

Independente do quanto de experiência você tem ou dos resultados que obteve no passado, sempre é possível melhorar seu desempenho.

Muitas pessoas veem o Google apenas como um mecanismo de busca. Não há nada de errado em querer ter seu site bem posicionado nos resultados da busca, mas não dá para ignorar o processo necessário para chegar a esse resultado.

Quando se trata de marketing de conteúdo, as ferramentas e a estratégia que você usa têm grande impacto no resultado final.

Pouco importa se você é novato no marketing de conteúdo ou se já tem anos de experiência nas costas, este post pode mudar sua abordagem futura.

A seguir, falarei um pouco sobre 10 ferramentas do Google, gratuitas, que todo profissional de marketing de conteúdo deveria usar. Talvez você não as use diariamente. Algumas podem não ser adequadas para sua estratégia de marketing. Mesmo assim, tenho certeza de que você encontrará uma ou duas que podem mudar sua abordagem para melhor. 

1. Google AdWords: Planejador de Palavras-Chave

Procurando uma ferramenta que ajude a encontrar e selecionar as melhores palavras-chave para o seu negócio?

Embora existam muitas opções disponíveis, cada uma com suas particularidades, o Planejador de Palavras-Chave do Google permanece como uma das melhores.

Existem muitos motivos para gostar dessa ferramenta do Google, incluindo o fato de ela ser grátis e extremamente simples de usar.

Como profissional de marketing de conteúdo, você deve sempre buscar palavras-chave que possam impulsionar seu site ou um post específico do seu blog.

Meu conselho para utilizar essa ferramenta é simples: experimente, experimente e depois experimente um pouco mais.

Quanto mais pesquisas você fizer, melhor entenderá como a ferramenta funciona. Além do mais, pesquisas diversas dão uma percepção mais ampla sobre quais palavras-chave funcionam melhor para o seu site.

Por exemplo, “marketing de conteúdo” pode ser sua palavra-chave principal. Em um mundo perfeito, seu site seria o principal resultado da pesquisa do Google por esse termo. Porém, você sabe como isso é difícil. E você também sabe que existem termos de busca de cauda longa que podem direcionar mais tráfego para o seu site.

Essa ferramenta do Google te ajuda a descobrir esses termos. Dê uma olhada nesta tela:

image07

Com esse conhecimento, você consegue planejar melhor o que fazer a seguir. Talvez você descubra que “marketing de conteúdo b2b” é uma palavra-chave que pode ser usada em um blog post futuro.

Nesse momento, você pode utilizar o termo como sua palavra-chave principal e descobrir outras ideias de termos cauda longa.

Apesar de parecer uma ferramenta básica, o Planejador de Palavras-Chave funciona muito bem para profissionais de marketing de conteúdo que buscam descobrir palavras-chave para direcionar mais tráfego.

2. Google Analytics

Quais objetivos você definiu para sua estratégia de marketing de conteúdo?

Se você não sabe a resposta, é hora de desacelerar e reavaliar sua situação.

Se você já definiu seus objetivos, é bastante provável que a maior parte deles seja baseado em tráfego e estatísticas relacionadas. Sendo assim, é preciso se familiarizar com o funcionamento interno do Google Analytics.

Não existem duas pessoas que utilizem o Google Analytics da mesma maneira. Mas se você trabalha com marketing de conteúdo, existem algumas considerações.

Pra começar, você pode usar essa ferramenta do Google para obter um relatório do seu desempenho durante um período específico.

image02

Isso já é o bastante para esclarecer se você está no rumo certo para atingir seus objetivos.

A partir daí, você pode se aprofundar e buscar mais dados.

image11

Quanto mais você clica e passa de uma seção a outra, mais você se aprofunda na ferramenta. Por exemplo, eu sempre gosto de checar minhas melhores páginas durante um período específico.

image09

Isso me dá uma boa ideia do que está ou não funcionando em relação à escolha dos tópicos, o tipo de conteúdo que estou oferecendo e se os leitores estão interessados no que tenho a dizer.

Quanto mais você usar o Google Analytics, mais fácil será se concentrar nos dados que têm mais impacto no seu site.

3. Google Search Console

Assim como acontece com o Google Analytics, o tempo que você dedicar a essa ferramenta do Google nunca será em vão.

Há muito o que aprender com o Google Search Console.  Em pouco tempo, você passará horas mergulhado nos dados.

Além de analisar a saúde geral do site, há muitas outras coisas que você pode fazer com essa ferramenta do Google.

As minhas preferidas estão no menu Tráfego de Pesquisa:

image03

Por exemplo, o relatório de Search Analytics permite analisar rapidamente seu desempenho na busca do Google.

image04

Se alguma vez você se perguntou sobre o desempenho das suas palavras-chave, clique em Posição para saber mais. Essa opção vai mostrar a posição aproximada de todas as suas palavras-chave na busca do Google.

image12

Quem trabalha com marketing de conteúdo deve estar familiarizado com tudo o que o Google Search Console pode fazer. Mesmo que você a use apenas para monitorar algumas métricas, é uma ferramenta muito útil em longo prazo.

4. Google Trends

Você sente dificuldade para criar ideias novas para o seu blog e outras oportunidades de marketing de conteúdo?

Não dá para negar que o Planejador de Palavras-Chave do Google pode te dar centenas de ideias relacionadas ao seu negócio e ao seu mercado. Mas isso nem sempre é o bastante para criar conteúdo relevante.

É por isso que tenho o hábito de checar o Google Trends quando estou em processo de brainstorming de novas ideias para o blog.

Com essa ferramenta do Google você pode explorar qualquer tópico que desejar e ver o que é tendência.  Você também pode conferir as “histórias atualmente populares” e verificar se há algo compatível com seu mercado e com a abordagem na qual você deseja realizar.

Por exemplo, os debates da campanha presidencial certamente serão um assunto quente.

image13

Existe alguma maneira de relacionar esse assunto com o seu blog ou outras ações de marketing de conteúdo?

Se você escreve sobre política, sabe que não vai faltar assunto pra te manter ocupado. Se não, pode usar o Google Trends para estimular a criatividade.

Pegando o mesmo exemplo, você poderia escrever um post com o título: “Como Donald Trump Está Usando Marketing de Conteúdo.”

Usando esse título, você estará oferecendo conteúdo direcionado ao seu público, ao mesmo tempo em que tira proveito de um assunto popular. É o melhor dos dois mundos.

Você não precisa ter experiência nem muito tempo disponível para usar essa ferramenta do Google. Apenas digite um assunto e analise o que o Google te devolve. Daí pra frente, deixe a criatividade fluir e veja até onde ela pode te levar.

5. Planilhas Google

Profissionais de marketing de conteúdo precisam ter um método para registrar e localizar dados. Além disso, podem existir ocasiões em que será preciso dividir essa informação com outros membros da equipe.

Para mim, Planilhas Google é uma das melhores e mais eficientes ferramentas para registro e acompanhamento de dados, e para trabalhar em equipe.

Veja um exemplo: muitas pessoas me perguntam qual o melhor jeito de mensurar o alcance de uma campanha de e-mail. Embora existam muitos softwares que fazem isso, alguns com funções bastante avançadas, a maioria das pessoas não está disposta a pagar.

Apesar de não oferecer as mesmas funções que essas ferramentas, o Planilhas Google ainda é uma das melhores maneiras para se manter organizado. Desde que você se comprometa a atualizar suas planilhas com frequência, essa ferramenta do Google é eficiente o bastante para ter um impacto positivo em suas ações de marketing de conteúdo.

Dica: você pode usar o Planilhas Google para criar uma lista de afazeres, algo muito útil para quem trabalha com marketing de conteúdo. Mesmo com uma lista básica, você sempre terá uma ideia mais clara das tarefas que precisa cumprir. 

image10

6. Google+

Embora não tenha se tornado a rede social que o Google esperava,  o Google+ permanece como uma ferramenta útil para todo mundo que trabalha com marketing.

Resumindo, o Google+ é um lugar para criar conexões, inclusive com parceiros de negócios, e publicar conteúdo.

Por exemplo, você pode ver meu perfil aqui. Não sou tão ativo na plataforma quanto outros, mas participar não deixa de ser uma boa ideia.

Se você trabalha com marketing de conteúdo, sugiro usar essa ferramenta do Google de três maneiras:

  • Compartilhar conteúdo com seus seguidores.
  • Ampliar sua rede de contatos.
  • Descobrir conteúdo que possa repercutir no seu negócio.

Mesmo se não fizer nada, tire um tempo para publicar atualizações na sua página do Google+. Você provavelmente já faz isso no Twitter e no Facebook, não custa nada acrescentar uma nova tarefa à sua rotina.

 

image06

7. Gmail

Grande parte do marketing de conteúdo envolve criar e manter relacionamentos com uma infinidade de contatos.

Por exemplo, chegará um momento em que você passará horas divulgando um novo blog post entre os influenciadores da sua rede de contatos. E já que o e-mail é um dos melhores jeitos de fazer isso, é bom  se sentir confortável com o aplicativo que você usa.

O Gmail sempre foi meu cliente de e-mail favorito, em grande parte graças às funcionalidades integradas.  Dito isso, é uma ferramenta do Google muito mais útil do que parece.

Eu uso vários plugins para adequar minha conta do Gmail às minhas necessidades. Por exemplo, com o WiseStamp consigo criar uma assinatura de e-mail personalizada.   Além disso, uso também o FollowUp.cc, para não deixar de responder e-mails importantes relacionados às minhas ações de marketing de conteúdo.

image00

Você não é obrigado a usar o Gmail como seu provedor, mas recomendo que dê uma chance caso esteja disposto a mudar. Com tantos plugins para escolher, você poderá personalizar sua caixa de entrada para atender todas as suas necessidades como profissional de marketing de conteúdo. Só isso já pode trazer economia de tempo e dinheiro.

Dica: mesmo que você use outro servidor de e-mail para a comunicação diária com colegas de trabalho e clientes, você ainda pode usar uma conta do Gmail para gerenciar alguns aspectos da sua estratégia de marketing de conteúdo. 

8. Google Meu Negócio

Para algumas empresas essa ferramenta do Google não é nada de mais. Para outras, especialmente negócios locais, é algo que merece atenção.

Com o Google Meu Negócio, você pode ter seu negócio listado no Google de forma fácil e gratuita. E o melhor é que isso te dá a oportunidade de divulgar diversas informações sobre a sua empresa, como telefone para contato, endereço, tipo de negócio, entre outras.

Algumas vantagens do Google Meu Negócio:

  • Oportunidade de apresentar seu negócio para clientes interessados no que você tem a oferecer.
  • O público pode aprender mais sobre a sua empresa a partir das informações que você divulgar.
  • Utilize imagens para mostrar o diferencial da sua empresa.
  • Permite exibir comentários de clientes.

Lembre-se, marketing de conteúdo é muito mais do que produzir blog posts de qualidade. Pense por um momento na palavra “conteúdo”. Tudo o que você escreve sobre sua empresa e/ou tudo o que você compartilha pode fazer parte da sua estratégia de marketing de conteúdo.

Já que as listas do Google Meu Negócio são essenciais para obter bons resultados de busca, talvez seja uma boa ideia utilizar essa ferramenta em sua estratégia de marketing de conteúdo.

image08

9. Google Docs

Quem acompanha meu blog sabe que me esforço bastante para publicar novos posts sempre que possível.

Há muita coisa envolvida na criação de um post, por isso estou sempre em busca de novas maneiras de melhorar minha eficiência.

Embora ao longo dos anos eu tenha experimentado diversas ferramentas para aumentar a eficiência, o Google Docs ainda é uma das minhas favoritas. Além de grátis, é extremamente simples de usar. E de quebra, oferece muitas ferramentas para experimentar.

Veja como o Google Docs me ajuda quando estou trabalhando em um novo post:

  • Revisão ortográfica.
  • Contagem minuciosa de palavras.
  • Permite inserir prints de tela facilmente.
  • Facilita o compartilhamento do arquivo com outros membros da minha equipe, como meu editor.

Como você sabe, grande parte do marketing de conteúdo envolve criação de conteúdo. Se você escreve muito, procure usar uma ferramenta que te deixe 100% confortável. Existem muitas opções disponíveis, como o Microsoft Word, mas o Google Docs é a minha favorita há anos.

image01

10. Google Agenda

Como você organiza o seu dia no que diz respeito ao marketing de conteúdo? Quais medidas você toma para garantir que está otimizando seu tempo?

O Google Agenda é uma das melhores ferramentas de organização para quem trabalha com marketing de conteúdo. Apesar de não oferecer todas as funcionalidades disponíveis em ferramentas pagas, ele é mais do que suficiente para te manter sempre no rumo certo. Veja algumas coisas que gosto de fazer no Google Agenda:

  • Criar eventos para minhas tarefas de marketing mais importantes.
  • Compartilhar minha disponibilidade com minha equipe.
  • Ter uma visão melhor dos  “espaços vagos” na minha agenda para poder aproveitar melhor meu dia.

Não uso o Google Agenda tanto quanto outras ferramentas do Google incluídas nessa lista, mas posso dizer com certeza que ele me ajudou a organizar melhor o meu dia.

Como alguém que conhece as demandas de um profissional de marketing de conteúdo, recomendo que você dê uma olhada no que o Google Agenda tem a oferecer. Você pode descobrir a função certa para melhorar o seu modo de trabalhar.

image05

Conclusão

Em um cenário onde menos de 50% dos profissionais de marketing B2B se consideram eficientes em marketing de conteúdo, é  evidente que ainda há muito a ser melhorado.

Particularmente, gosto de todas as ferramentas do Google. Algumas funcionam melhor do que outras, mas todas merecem um olhar cuidadoso.

Você já usou alguma dessas ferramentas do Google para melhorar sua estratégia de marketing de conteúdo? Deixe suas mensagens na seção de comentários. 

Share